Categorias
Cultura

ELIANA PITTMAN Lança Álbum em Show no Teatro Rival Refit com Trasnsmissão ao Vivo pelo YOUTUBE

A convite do Teatro Rival Refit, a cantora e atriz ELIANA PITTMAN faz, no dia 24 de outubro, sábado, transmissão especial do show de lançamento do seu novo álbum, “ONTEM, HOJE E SEMPRE”, que reúne regravações de canções de Vinicius de Moraes, Martinho da Vila, Fito Paez, Chico Cesar, Candeia, Cazuza e Gilberto Gil, entre outros.

Como bônus, há mais oito faixas ao vivo de um show gravado em 1970, em Paris, com repertório de clássicos da música brasileira e Bossa Nova.

“Com este trabalho, festejo com orgulho e gratidão o meu ontem e o meu hoje, que vem a ser o meu sempre”, afirma a cantora.

Trata-se de uma das mais versáteis cantoras da música brasileira, tendo sido a única brasileira a figurar a capa da revista norte-americana Ebony (principal revista daquele país destinada ao público negro).

No imaginário musical de quem viveu os anos 1970, a cantora carioca é a vivaz intérprete de sambas e carimbós que lhe deram fama nacional naquela década áurea, porém a verve internacional herdada por seu pai, o extraordinário saxofonista americano Booker Pittman, fez dela uma das nossas principais cantoras de jazz. Eliana, que gravou dezenas de discos e se apresentou em mais de 30 países, continua sua carreira em plena forma se apresentando em shows solos e de formatos diversificados em projetos especiais paralelos como “Divas do Sambalanço” (ao lado de Claudette Soares e Dóris Monteiro) e “100 anos de Dalva de Oliveira” (ao lado de Agnaldo Timoteo, Marcio Gomes e Ellen de Lima).

Foto: Divulgação

Eliana é filha (adotiva) de Booker Pittman, importante saxofonista e clarinetista de jazz nascido em Dallas (EUA), que migrou para o Brasil a partir dos anos 1930, sendo carinhosamente apelidado de Buca por ninguém menos do que Pixinguinha (1897–1973), que também tocava saxofone, entre outros múltiplos atributos artísticos.

E agora a cantora lança Eliana Pittman Hoje, Ontem e Sempre, disco produzido por Thiago Marques Luiz, que traz como bônus um álbum ao vivo com registros de um espetáculo em Paris, que foi viabilizado quando Marques Luiz soube por Eliana que a cantora tinha no seu acervo particular de fitas de rolo gravações de shows feitos dentro e fora do Brasil nos anos 1960 e 1970. Uma dessas fitas reproduzia o áudio do show feito por Eliana na Cidade Luz. “Este disco é uma dívida que Eliana tem com seu público que não vê um disco inédito desde 1991 e é também uma dívida de seu público para com ela”, relata o produtor Thiago Marques Luiz. “Que eu possa realizar coisas bonitas na minha vida, ajudar as pessoas através do meu canto, trazendo esperança, paz e amor para cada um que escuta o som da minha voz”, finaliza.

Faixa a Faixa:

1 – O Morro Não Tem Vez (Carlos Lyra / Vinicius de Moraes / Tom Jobim); 2 – Gamei (Délcio Luiz / André Renato); 3 – Ex-Amor (Martinho da Vila); 4 – Drão (Gilberto Gil); 5 – Onde Estará O Meu Amor (Chico César); 6 – Até A Lua (Tião Carvalho); 7 – Preciso Dizer Que Te Amo (Dê / Cazuza / Bebel Gilberto); 8 – Preciso Me Encontrar (Candeia); 9 – Yo Vengo A Ofrecer Mi Corazón (Fito Paez); 10 – Tributo à Vaidade (Café / Iran Silva / Carlinhos Madureira).

Bônus – Show Paris 1970 Boate Don Camillo

11 – Aquele Abraço (Gilberto Gil); 12 – Garoto De Ipanema (Tom Jobim / Vinicius de Moraes); 13 – O Pato (Jaime Silva / Neuza Teixeira); 14 – Desafinado (Tom Jobim / Newton Mendonça); 15 – Big Spender (Cy Coleman / Dorothy Fields); 16 – Manhã de Carnaval (Luiz Bonfá / Antônio Maria); 17 – Ponteio (Edu Lobo / Capinan); 18 – Felicidade (Tom Jobim / Vinicius de Moraes).

Além do repertório do álbum, Eliana cantará, no show, sucessos que marcaram sua carreira, como “Das 200 para Lá” e “Mistura do Carimbó”, e prestar uma homenagem a seu pai, o saxofonista Booker Pittman, falecido há cinco décadas.

O show será transmitido do palco do Teatro Rival Refit para o canal da casa no YouTube.

O acesso é gratuito, mas você pode fazer sua doação espontânea.

Link do youtube Teatro Rival Refit

https://www.youtube.com/channel/UCJhwBwkonCUAsd4MYNrbwQQ

 

 

 

Categorias
Destaque Política

Nunes fala de independência de Poderes e ativismo judicial, no Senado

Ao ser sabatinado nesta quarta-feira (21) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o juiz federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região ( TRF-1) Kassio Nunes Marques, indicado a uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu “equilíbrio e respeito entre os Poderes”.

Nunes destacou que Constituição é uma das maiores conquistas de um povo, mas ressaltou que elas não se concretizam nem se aperfeiçoam sem que haja uma efetiva atuação dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de forma “independente e harmônica entre si”.

Além da independência dos Poderes, o indicado também defendeu a colegialidade de decisões e afirmou que compreende o papel da imprensa no processo democrático. Ao destacar que a democracia é pilar fundamental da Constituição Federal, defendeu “a vida, a liberdade e a diversidade cultural e religiosa da população brasileira”. Outro ponto defendido pelo indicado foi o combate à corrupção como “ideário essencial” para consolidação da democracia, mas afirmou que esse movimento não pode “se concentrar neste ou naquele indivíduo”. “O combate à corrupção também é ideário essencial para que se consolide a democracia no país, mas essa postura não deve se concentrar neste ou naquele indivíduo, nessa ou naquela instituição, mas deve ser uma atitude comum às diversas instâncias, instituições e pessoas”.

Ativismo Judicial
Questionado sobre se há ativismo judicial, Marques disse que a construção de leis é de competência exclusiva do Congresso. “o meu perfil – para não falar de tribunal ou de qualquer outro magistrado – é a preservação das competências. Se precisamos de uma evolução normativa, se precisamos de uma alteração de um texto de uma lei, e a sociedade clama para que isso seja feito hoje, a postura do magistrado é aplicar a lei vigente e a Constituição vigente naquele momento, independentemente se isso vá satisfazer ou insatisfazer os anseios e os clamores, o calor do clamor popular naquele momento, porque, em agindo assim, esse clamor vai ecoar no foro próprio, que é o Congresso Nacional, onde estão os legítimos representantes do povo”, avaliou.

Segunda instância
Ao falar sobre prisão após condenação em segunda instância, o Kassio Marques afirmrou que o Judiciário não é o foro adequado para a discussão do tema.

Currículo
Uma das polêmicas envolvendo o currículo do desembargador nos últimos dias é a de que Kassio Nunes teria colocado em seu currículo um curso de pós-graduação na Universiadad de La Coruña, na Espanha, que a instituição negou existir. O desembargador afirmou que houve incompreensões das “regras educacionais europeias”. Nesse sentido esclareceu que o curso de “postgrado” não significa pós-graduação. “Qualquer curso pode receber a denominação ‘postgrado’. Não há menção no meu currículo de qualquer pós-graduação alguma na Espanha”, disse. “Em algumas comunidades autônomas da Espanha, qualquer curso realizado após a graduação pode receber a denominação ‘postgrado’ e não guardar nenhuma similitude com os oferecidos no Brasil”, explicou.

Trajetória
Ao chegar à CCJ, o indicado fez o sinal da cruz. Durante o discurso de abertura, o magistrado citou trechos bíblicos e lembrou sua infância em Teresina (PI). Ao falar da trajetória profissional até chegar ao TRF-1, fez questão de citar a época em que teve um carrinho de cachorro quente, os nove anos como correspondente lotérico e os 15 anos como advogado.

Votação
O nome de Kassio Nunes precisa ser aprovado pela maioria simples dos membros (maioria dos presentes à reunião). A CCJ é formada por 27 parlamentares. Independentemente do resultado na CCJ, a indicação é encaminhada ao plenário da Casa que tem a palavra final. Ele precisa da aprovação de pelo menos 41 dos 81 senadores para ser o novo ministro do STF. A expectativa é que essa segunda votação seja feita ainda hoje, logo após a sabatina.

Categorias
Cultura Destaque

Bar Alcione, o mais novo point da Barra

O “Bar Alcione, a Casa da Marrom”, no Casashopping,  será inaugurado para o público  no dia 17 de novembro guardando, devidamente, o distanciamento social e observando os protocolos dos órgãos de Saúde. Em 19/11 será  o primeiro espetáculo da cantora, depois da chegada da pandemia, com a presença dos fãs.  Um evento comemorativo porque Alcione  aniversaria  em 21/11.

O “Bar Alcione, a Casa da Marrom” estará aberto de segunda a domingo, com atrações diárias e diferenciadas, entre  artistas novos e consagrados, garçons cantores e feijoada com roda de samba. Entre os nomes confirmados, Mumuzinho, Sandra de Sá, Bebeto e Xande de Pilares.   O menu ficará por conta da premiada chef Kátia Barbosa, do Mestre do Sabor, que criou o famoso bolinho de feijão.

 

Categorias
Cultura Destaque

GRUPO AWURÊ FAZ CROWNDFUNDING PARA LANÇAR EP E CLIPE

O grupo Awurê lança entre o dia 16 de Outubro e 08 de Dezembro uma vaquinha virtual (https://benfeitoria.com/awure)  para arrecadar fundos e preparar o seu primeiro EP com seis músicas inéditas e videoclipe. Tocando ritmos africanos e brasileiros, o grupo formado por Fabíola MachadoArifran Jr., Anderson Quack e Pedro Oliveira resgata a ancestralidade e combate a intolerância com arte. Homônima ao nome do grupo e do EP, a música de trabalho é composição da cantora e compositora Teresa Cristina em parceria com Raul di Caprio. A estreia do grupo na indústria fonográfica conta ainda com uma canção inédita de Altay Veloso.

“Este EP será a consolidação de todo o nosso trabalho, desenvolvido ao longo desses quase três anos. É a convergência de toda forma de amor, emoção e a alegria gerada em nossos encontros, e um canto de luta e autoafirmação”, adianta Arifran. “Pretendemos levar para o nosso público a festa, os tambores, a celebração da beleza e da importante influência africana na construção da identidade cultural do nosso país”, pontua.

Contando com nomes de peso já no primeiro EP, o grupo entende essa sinergia como algo ancestral. “O reconhecimento pelo nosso trabalho nasce do alinhamento das energias ancestrais que nos trouxeram até aqui, resultando nesta linda arte do encontro e identificação. O grande Altay Veloso tem sido uma bússola pra gente. Um grande mestre que, além de apostar, acredita no nosso som e com isso nos têm dado o carinho necessário e todo o suporte profissional. Um padrinho!”, celebra.

O termo ioruba Àwúré faz menção e desejo de boa sorte, bênçãos e prosperidade. Constituído na pluralização oriunda por diversos estilos musicais como Samba, Ijexá, Jongo, samba de roda e toques de candomblé, o Awurê nasceu em janeiro de 2017, em Madureira, de um encontro despretensioso entre amigos músicos de diferentes influências, cuja trajetória se estabelece forjada na importância e na beleza de todo legado africano, onde o povo negro se sente pertencente a todo o processo. Desde então, além de uma roda de samba mensal no Quintal de Madureira, o grupo já se apresentou em espaços como Teatro Oi Casagrande, Teatro Rival, Teatro da UFF, Solar dos Abacaxis, Museu Capixaba do Negro, Prêmio Atabaque de Ouro, entre outros.

Categorias
Destaque Rio

Rio reinicia hoje aulas para alunos do terceiro ano do ensino médio

As escolas estaduais do Rio de Janeiro reiniciam hoje (19) as aulas presenciais para alunos do terceiro ano do ensino médio e do quarto módulo de educação de jovens e adultos (EJA). A volta será opcional para os estudantes e ocorrerá apenas nos municípios onde a prefeitura não fizer nenhuma oposição a atividades presenciais escolares.

As aulas serão retomadas em 416 escolas localizadas em 16 municípios do estado do Rio e 63 mil alunos são esperados.

As aulas presenciais de todas as redes de ensino foram suspensas em março deste ano por causa da pandemia de covid-19. As escolas particulares já haviam recebido autorização para retomar as atividades presenciais no início de setembro.

Os alunos de ensino fundamental, dos dois primeiros anos do ensino médio e dos primeiros módulos de EJA continuarão com aulas remotas. Já os estudantes de ensino médio e do quarto módulo de EJA poderão optar pelo ensino remoto ou presencial.

A ideia é que esses estudantes possam concluir seus estudos a tempo de participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em janeiro de 2021.

Categorias
Destaque Notícias do Jornal

“Quanto antes melhor”: outubro rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama.

A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Neste Outubro Rosa 2020, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) lança o movimento de conscientização “Quanto antes melhor”. A ideia é chamar a atenção das mulheres para a adoção de um estilo de vida saudável no dia a dia, com a prática de atividades físicas e boa alimentação para evitar doenças, entre elas, o câncer de mama.

O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres, no Brasil e no mundo, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos de câncer a cada ano. Esse percentual é de 29% entre as brasileiras.

É causado pela multiplicação desordenada das células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente.

Esses comportamentos distintos se devem às características próprias de cada tumor.

Exame clínico das mamas:

É o exame realizado por médico ou enfermeiro treinado para essa atividade. Neste exame poderão ser identificadas alterações e, se necessário, será indicado um exame mais específico, como a mamografia, um raio X que permite descobrir o câncer quando o tumor ainda é bem pequeno.

O câncer de mama pode apresentar diversos sintomas, mas pode também ser assintomático para muitas mulheres. É importante, portanto, que a mulher conheça bem o seu corpo e possa analisar com frequência qualquer alteração nas mamas e procurar o médico ao notar alguma anormalidade.

 

Foto: Ministério da Saúde – Divulgação

Possíveis sinais e sintomas:

– Alterações no tamanho ou forma da mama;

– Nódulo único e endurecido;

– Vermelhidão, inchaço, calor ou dor na pele da mama, mesmo sem a presença de nódulo;

– Nódulo ou caroço na mama, que está sempre presente e não diminui de tamanho;

– Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas;

– Sensação de nódulo aumentado na axila;

– Espessamento ou retração da pele ou do mamilo;

– Secreção sanguinolenta ou aquosa nos mamilos;

– Assimetria entre as duas mamas;

– Presença de um sulco na mama, como se fosse um afundamento de uma parte da mama;

– Endurecimento da pele da mama, semelhante a casca de laranja;

– Coceira frequente na mama ou no mamilo;

– Formação de crostas ou feridas na pele junto do mamilo;

– Inversão do mamilo;

– Inchaço do braço;

– Dor na mama ou no mamilo.

O aparecimento dessas anormalidades pode ocorrer de forma isolada ou simultânea. É importante lembrar que esses sinais nem sempre indicam a presença de um câncer, sendo necessário consultar um médico para ter o correto diagnóstico.

Categorias
Entrevistas

Eleições 2020 – Alex Macedo Alex Macedo é candidato a vereador do Rio em 2020 pelo Solidariedade

Por Alessandro Monteiro

Por que o desejo de vir candidato a vereador?

O desejo surgiu após muitos pedidos dos moradores das comunidades que atuo por mais de 20 anos, com meu projeto social. A partir desse momento, mergulhei na problemática diária, os sonhos, o futuro das crianças, a saúde dos idosos, em seguida, olhei o cenário político e tive a certeza, que de fato, eu posso fazer a diferença na vida daquelas pessoas e no município.

Dentre suas propostas, qual delas você acha a mais importante?

Tenho duas importantes. O combate as drogas nas escolas, fato desconhecido por boa parte da população que não tem a vivência. Atualmente muitas escolas foram invadidas pelas drogas, por jovens, pré-adolescentes que se inscreveram no sistema público escolar não para estudar, mas para comercializar.

Minha luta tem mais de 20 anos. Faço palestras não somente no Rio, mas pelo Brasil e no exterior, explicando como funciona o sistema do tráfico, dando relatos e mostrando que é possível transformar esse cenário.

No Rio, já conseguimos tirar muitos jovens das drogas e da criminalidade. Um outro projeto seria instalar escolas e cursos profissionalizantes, com foco na ressocialização desses jovens. Inserindo a força do trabalho, a renda honesta e mostrar que é possível ter o próprio negócio, sustentar a família de forma íntegra e permanecer como um cidadão de bem.

É importante atacar nas crianças e jovens, preparar o futuro. Caso contrário, nunca sairemos desse círculo vicioso de pessoas adultas inoperantes, desempregadas, incapacitada, tendo a droga, o mundo da criminalidade, o tráfico, como a única opção e realidade de vida.

Se eleito for, qual será a primeira ação?

Imediatamente chamar algumas empresas do setor privado para canalizar de forma séria, a inserção de projetos de capacitação de jovens e adultos. Embora saiba que é possível realizar através do Poder Público, mas é demorado, burocrático, mas não impossível. E vamos fazer!

O problema do Rio é droga. Existem casas de recuperação lotadas e quero fazer parceria com eles, que estão cheios de bons talentos e vontade de mudar, mas sem oportunidade.  As ruas lotadas, sendo a maioria negros, moradores de periferia, ociosos e que precisam ser trabalhados urgentemente. Então, esse será um dos pontos iniciais da minha vereança.

 O que a população pode esperar da sua vereança?

Uma vereança transparente, clara, objetiva, com projetos. Não quero ser mais um falastrão, não é meu estilo. Meu objetivo é focar em resultados que possam agregar ao município, a vida das pessoas e mostrar a sociedade, que é possível realizar uma política séria, com foco, sem corrupção e de resultados.

Como pastor, sabemos que a bancada evangélica tem muita força atualmente dentro do Estado. No entanto, é importante criar políticas que possam abranger todas as religiões, não é? Qual o seu olhar? Existirá diálogo, relacionamento e projetos com outras religiões?

Eu sou um pastor que não compactuo com intimidação de credo, cor e raça. Eu tenho uma visão política de igualdade, de sociedade. A bancada evangélica é grande, forte, mas precisa aprender muito. Sou favorável a união de todos. Hoje, vejo a sociedade evangélica bem distante do conceito de sociedade, uma visão singular de um corpo somente. É necessário somar, aproximar e focar no bem comum, independente da religião, opção, escolhas.

Amo pessoas, acredito nelas e acho que o ser humano merece tudo de melhor, porém, somos esmagados por esse sistema criado e liderado por uma minoria que manipula, exclui e destrói. Não é essa, a minha visão de política, sociedade e vida.

O meu desejo é de agregar, juntar, misturar, somar e promover resultados sérios, com base em projetos transparente não só em números, mas na vida das pessoas, que a coisa mais importante que temos.

Qual o principal problema do município hoje?

A infraestrutura, o BRT foi uma ideia muito boa, porém dividiu bairros. Eu sou da Zona Norte, mais precisamente do bairro da Penha, criado no conjunto do Quitungo, uma comunidade que fica entre Vila da Penha, Brás de Pina e Cordovil.

A população sofre com a falta de ônibus, a dificuldade é grande. Os BRTs estão lotados, transbordando de gente. É preciso reavaliar a problemática do transporte urbano. Meses atrás, moradores de vários bairros denunciaram a falta de transporte. Alguns esperam por mais de duas horas no ponto, durante a noite e a escassez aumenta, na madrugada. Como o trabalhador volta para casa?

Até agora, ninguém se debruçou para essa situação. As ruas e estradas esburacadas. Nas comunidades, nem se fala! A quantidade de lixo é enorme, as construções irregulares, outras beirando precipício, crianças, jovens e idosos ali. Temos que dar uma atenção as questões de infraestrutura. Virar os olhos, só acelera o caos.

A sensação é que a cidade parou no tempo. Não aceito a justificativa da pandemia. Isso vem acontecendo por anos e anos. É preciso uma renovação urgente, ou seremos ainda mais espagados e o município afundado em tantas problemáticas que são causadas, pelo simples desinteresse de quem ocupa dos cargos públicos, e se julgam representantes do povo.

O que o você gostaria de acrescentar que não foi perguntado aqui?

A falta de comunicação tanto dos vereadores, do prefeito com a população. Ninguém se fala. Cada um, vive debruçado em seus interesses, canetando o que lhe convém, sem ouvir a população. A dificuldade de falta de mobilização continua, não existem mais protestos, reações. Uma situação jamais vista numa cidade como o Rio. A população parece que desistiu de lutar pela oposição do que está aí, todos anestesiados. ´

Parece que a cidade não tem prefeito, vereador, também quero acrescer a situação da falta de emprego. Cidades menores que nós, já conseguiram se reestruturar, e o Rio não consegue andar, continua nessa panaceia, estático. Uma cidade linda, maravilhosa e funcional para o turista. Para nós, que vivemos aqui, os desafios e os problemas são imensos, mas sou complemente apaixonado por ela.

Categorias
Destaque Notícias

Ele é só um garoto: denunciando a indignação seletiva dos “cidadãos de bem”

Na esteira dos 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, onde se debate a diminuição da maioridade penal, criticar os programas policiais e seus apresentadores,o escritor Maxwell dos Santos elaborou o romance Ele é só um garoto, que está disponível para download gratuito, em https://bit.ly/eleesoumgarotopdf, no site do autor www.maxwelldossantos.com.br ,e em breve, nas principais lojas digitais.

Sinopse
Baseado numa história real ocorrida nos Estados Unidos em 2017 com Kristi Kollar, atriz e ativista pró-vida, o e-book conta a estória de Sabrine, uma jovem de 19 anos que estuda Produção Audiovisual na FAVIT com bolsa integral do ProUni e trabalha com o pai numa produtora de vídeo. Ela congrega na Comunidade Apostólica Cartadista, onde é ministra de louvor da sede estadual.

Num retiro de jovens e adolescentes no Ebenézer, espaço de reuniões da Comunidade, Sabrine é estuprada por Renan, seu irmão na congregação e seu colega de curso e turma. Ela fica grávida de gêmeos.

O pai de Renan é Ariel Masotti, apresentador do programa policial sensacionalista Cana Braba, no ar há 12 anos na TV Moxuara e é líder absoluto de audiência no horário. Ariel, além de jornalista formado, é policial civil aposentado por invalidez e advogado. Defende redução da maioridade penal para menores infratores e para todos os crimes. Tem um discurso de ódio extremado contra os ativistas de direitos humanos.

Naquele ano, lança sua candidatura a prefeito de Vitória. Temendo que este escândalo comprometa sua candidatura, Ariel faz articulações para tirar o delegado e a promotora, para atrapalhar as investigações, além de colocar em xeque a credibilidade dos veículos que publicam as acusações contra seu filho.

Como se não bastasse, é impelida pelas lideranças da Comunidade a casar com o estuprador, mas ela não aceita é é expulsa da congregação, além de ter as relações cortadas com os outros irmãos.

<center><iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/qUy–ncR2k0″ frameborder=”0″ allow=”accelerometer; autoplay; clipboard-write; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture” allowfullscreen></iframe></center>

Categorias
Fica a Dica Rio

BAR DO ZECA PAGODINHO REABRE COM MUITO SAMBA E SEGURANÇA

Após ficar alguns meses fechado devido à pandemia, o Bar do Zeca Pagodinho reabre nesta quinta-feira (08/10), a partir das 17h, seguindo todas as orientações e normas de saúde dos órgãos competentes para que funcionários, artistas e clientes tenham total segurança.

A reabertura faz parte da fase 6B do cronograma de flexibilização autorizado pela prefeitura que permite a música ao vivo e limita em 50% a capacidade de público, sem pista de dança.

No local, só será permitida a entrada com máscaras, todos terão a temperatura medida. A casa disponibilizará álcool em gel na recepção, nas mesas, nos toilettes e os pedidos serão feitos apenas nas mesas para que seja mantido o distanciamento social.

Para quem estava com saudade de uma boa música, uma deliciosa comida de ‘boteco’ preparada pelo chef de gastronomia, Toninho do Momo, e de um bom drink feito pelo chefe de coquetelaria, Dom Colômbia, é hora de se alegrar, o Bar do Zeca Pagodinho está de volta.

Confira abaixo as próximas atrações:

Quinta-feira: 08/10

Baile do Pato:  O cantor mostra ao público um repertório repleto de sucessos de pagodes que marcaram os anos 90 até os atuais.

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Sexta-feira: 09/10

JP Silva: Cantor e compositor, considerado uma das vozes mais potentes da nova geração de sambista, JP apresenta clássicos do samba, MPB, choros e canções autorais.

Paulão 7 Cordas e Júlio Estrela:  Produtor musical, arranjador e violonista se apresenta com o cantor Júlio Estrela, cantando os grandes clássicos de Candeia, Nelson Cavaquinho, Cartola, além de diversos sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Wilson Moreira, Zé Keti e muitos outros.

Shows: 18h30min/ 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Sábado: 10/10

Juninho Thybau:  Considerado um dos maiores cantores e compositores da geração nobre do gênero, Juninho Thybau traz no sangue o amor pela música, em especial, pelo samba com uma trajetória respeitável dentro dos lugares mais conceituados. Ele apresenta sambas autorais e sucessos de artistas consagrados como, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz , Fundo de Quintal, entre outros.

Grupo Arruda: Com 15 anos de carreira, o grupo apresenta ao público um repertório com uma mistura de clássicos e músicas autorais, além de releituras de grandes pérolas do samba e da MPB.

 Roberta Espinosa: Nascida e criada no Méier, Roberta Espinosa é uma das mais novas vozes ligadas ao samba. A cantora apresenta um repertório com o melhor do pagode gravados por grupos como, Só Pra Contrariar, Molejo, Os Travessos, Revelação e sambas atuais conhecidos nas vozes de grandes cantores entre eles, Mumuzinho, Péricles, Ferrugem entre outros

Shows: 12h30min/ 16h30min / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Domingo: 11/10

Feijoada do Sapucahy:  O cantor, compositor e produtor foi influenciado pelos pais que eram apaixonados pela Música Popular Brasileira. Leandro Sapucahy cresceu ouvindo Roberto Ribeiro, João Nogueira, Moreira da Silva.  No show, apresenta sucessos da carreira como, Favela Fashion Week, Efeito Amor, Cuca Quente entre outros.

Abertura/ Samba do Gota: Da paixão pelo samba e de uma enorme vontade de levar alegria através da música, nasceu o Samba do Gota, que vem ganhando destaques por suas apresentações marcantes, carismáticas e com músicos talentosos. Além de muito samba de raiz, pagode retrô e sucessos da atualidade.

 Shows: a partir das 14h

Couvert Artísitico:R$ 25,00

SERVIÇO:

BAR DO ZECA PAGODINHO

Endereço:Av. das Américas, 8585 – Shop. Vogue Square –Barra  da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Couvert Artístico: R$ 25,00

Horários de Funcionamento:

Terça à Quinta: 17h às 0h30min

Sexta: 17h às 0h30min

Sábado: 12h às 0h30min

Domingo:12h às 0h

Capacidade: 50% do público

Faixa etária: 18 anos

Aceita todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas

         * Entrada somente com máscaras

Categorias
Destaque Notícias

Renda do curso será revertida para produção de e-books gratuitos para crianças com deficiência’

A MultiDom Educação Inclusiva promove de 19 a 23 de outubro curso intensivo on-line para o aprendizado básico da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Serão dez horas de carga horária, divididas em duas horas por dia. As aulas vão iniciar sempre, às 19h. A oportunidade tem como público-alvo profissionais de educação, mas está aberto para pessoas de todas as áreas. Os interessados podem fazer a inscrição até o dia 16 no e-mail contatomultidom@gmail.com. A taxa simbólica de participação é de R$ 40,00.

Rosiane de Mello, que viabiliza o ensino de LIBRAS para crianças que estão nos primeiros anos de vida escolar, comenta que o curso foi pensado para oferecer aos profissionais de educação ou qualquer pessoa interessada, um primeiro contato com a Língua Brasileira de Sinais, proporcionando um conhecimento básico para construção de uma comunicação em LIBRAS.

Segundo a fundadora da MultiDom, a empreendedora social Rosiane de Mello, o curso tem foco na prática. “Ao final do curso o participante deverá produzir um vídeo de até 45 segundos se apresentando e formando um texto com os sinais ensinados ao longo do curso. O certificado somente será entrega ao participante que concluir todas as aulas e enviar o vídeo para avaliação”, explica.

“A renda obtida com o curso intensivo on-line de LIBRAS vai ser revertida para a produção dos e-books para alfabetização e letramento das crianças com deficiência que serão disponibilizados de forma gratuita em nosso site www.soumultidom.wordpress.com”, finaliza Rosiane de Mello.