Categorias
Cultura Rio

Secretária de Cultura do Estado conhece o Movimento Ocupa Fazenda Engenho Novo

O dia 10 de março de 2021 foi um marco para a história da cultura e patrimônio de São Gonçalo. Na última quarta, recebemos em nosso município a secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, a Danielle Barros juntamente com seu subsecretário Victor Corrêa.

Eles vieram para São Gonçalo com objetivo de conhecer o trabalho realizado pelo Movimento Ocupa Fazenda Engenho Novo contemplado pela Lei Aldir Blanc. A equipe do projeto é composta pelos professores de história: Aretha, Daiana, Juliana, Naila, Rhaiane, Victor, o assistente social Marcelo e pela idealizadora, professora de história e assistente social Daniele. Para a recepção das autoridades foi realizado um café da manhã no espaço da APRAFEN, e contou com a presença de moradores da localidade de Monjolos.

 

Fonte: Reprodução

Após esse primeiro momento, todos foram encaminhados para uma visita guiada realizada pela historiadora Rhaiane Leal no espaço das ruínas da Fazenda Engenho Novo. Nas escadas da Casa Grande-Senzala foi apresentada uma atuação de época das crianças do Projeto filhos de Dandara e do ator Anderson Sabino.

A visita às ruínas do patrimônio gonçalense contou com a presença do presidente da OAB – São Gonçalo, Eliano Enzo. Também participaram os secretários municipais de Cultura e Turismo, Lucas Muniz, e de Agricultura e Pesca, Roberto Salles. O responsável pela ITERJ, Leonardo Lopes, também compareceu ao evento. Contamos também com a presença de entidades do Movimento Negro, como a presidente estadual da UNEGRO-RJ, Claudia Vitalino.

Segue abaixo o relato de uma das participantes da visita guiada na manhã de ontem:

O dia 10 de março foi muito especial para todos nós, enquanto organizadores de projeto e articuladores de pessoas. O evento foi uma oportunidade para conectar a história do tempo presente com os fatos ocorridos no passado, principalmente no que tange a guerra e ao enfrentamento do povo negro. Consideramos que somos frutos da luta dos nossos antepassados, estes que sofreram e reivindicaram um mundo com mais igualdade racial. Mesmo após mais de um século de abolição, as marcas da escravidão ainda nos assombram, pois ainda existem as ações racistas vindo de pessoas que pensam ser superiores as outras somente pela cor de pele. Através do projeto Filhos de Dandaras e Movimento Ocupa Fazenda Engenho Novo, nós temos a oportunidade de ter voz para reescrever a história. Contamos com o apoio da sociedade gonçalense para o fortalecimento e crescimento desses projetos socioculturais e identitários em nossa cidade. Muito obrigada a todos que compareceram a mais um dia de luta pela nossa igualdade.

No momento, as visitas estão suspensas devido à crise pandêmica da Covid-19. Para mais informações, disponibilizamos os seguintes contatos:

instagram @fazenda_engenhonovo,

e-mail: gfazendaengenhonovo@gmail.com

telefone (21) 98488-0774.