Categorias
Cultura Destaque Rio

Alafiá Mundo, evento de história e origem do samba, recebe o carnavalesco Milton Cunha em sua 15º edição

 

 

O encontro será amanhã, dia 11 de agosto, com tradução simultânea em português e inglês, às 19h30, pelo Zoom

O carnavalesco Milton Cunha é o convidado da 15º edição do Alafiá Mundo, evento internacional de resgate e valorização do Patrimônio Cultural do Brasil: O Samba. O comentarista das transmissões dos desfiles de carnaval promete levar toda a sua irreverência, bom humor, e claro, muito conhecimento para o encontro conduzido pela Dra. Helena Theodoro, uma das idealizadoras do projeto, e autora da obra Martinho da Vila; Reflexos no espelho (Pallas Editora), e também conteudista do GRES Salgueiro.

Foto: Reprodução

O paraense, Milton Cunha, conhecido por sua alegria e profissionalismo contará sobre suas experiências no mundo do carnaval, a importância da cultura afro-brasileira nas Escolas de Samba, os impactos da pandemia no setor e da expectativa para os desfiles de carnaval de 2022.
Juntos, os dois especialistas em história e cultura do carnaval vão falar sobre a importância da maior festa a céu do planeta e da contribuição afro-brasileira no espetáculo mundial pioneiro em dar visibilidade à cultura negra.
Helena Theodoro ressalta a importância de divulgar mundialmente o samba e tudo o que agrega valor à nossa arte: “Esse é o objetivo do evento: “Alafiá significa confirmação de algo positivo, e é o que desejamos: Alafiá Mundo!”, completa.
O encontro é mensal e conta com a presença de personalidades do samba e da cultura afro-brasileira. Dudu e Lucinha Nobre são os próximos convidados da edição do mês de setembro. Para saber mais sobre as atrações do evento siga o Alafiá no instagram.com/alafiamundo/. Lá, também está disponível as informações dos convidados que participaram das edições anteriores como: Rubem Confete, Carlinhos de Jesus, Martinho da Vila, Selminha Sorriso e outras personalidades do samba.

Serviço:
Alafiá Mundo
Data: 11 de agosto
Hora: 19h30
Ingressos: No site diáspora.black https://eventos.diaspora.black/products/744/helena-theodoro-conversa-com-milton-cunha-no-alafia-mundo
Instagram: instagram.com/alafiamundo/

Ficha Técnica:
Produção Executiva: Jana Guinond ( Brasil) /Conteudista: Dra. Helena Theodoro ( Brasil) / Parceria: Kiratiana Freelom (Chicago/EUA/Brasil) / Tradução: Tainá Almeida (Brasil) / Assessoria de imprensa ( Brasil): Isabel Ludgero.
Agradecimentos especiais: Atlantic Fellows e Black Women Disrupt.
Sobre o Alafiá Mundo
Surgiu em 2020 no encontro de Jana Guinond (RJ/Brasil), Zakiya Carr Johnson (Atlanta-EUA), e a conteudista Dra. Helena Theodoro ( RJ / Brasil) que acreditam na importância do diálogo entre gerações e transnacionais, com a fé num mundo fraterno, pleno de alianças que ajudam na superação de momentos difíceis como os que estamos vivendo.
A iniciativa promove o resgate das memórias e a valorização do Patrimônio Cultural do Brasil: O Alafiá Mundo no ano de 2020 reuniu através de um encontro online, representatividades como: Martinho da Vila, Selminha Sorriso (Porta-bandeira da GRES Beija Flor), Tia Glorinha do Salgueiro (Presidente da ala das baianas do GRES Salgueiro), Mãe Meninazinha de Oxum, Bira Presidente do GR Cacique de Ramos e Vovô do Ilê Aiyê, Salvador – Bahia.
No ano de 2021, o Alafiá Mundo é composto por Dra Helena Theodoro, Jana Guinond, Kiratiana Freelon e Tainá Almeida que reúne diversas pessoas que compartilham conosco a sua trajetória e conhecimento. E contamos com as presenças de: Dra. Sheila Walker (EUA), Juan Angola Maconde (Bolívia), Lucia Molina (Argentina), Mara Salgado (Chile), Raul Platicon (Colômbia), Fernanda Felisberto, Rubem Confete, Carlinhos de Jesus, Danielle Almeida, Milton Cunha, Dudu Nobre, Lucinha Nobre, Marcos Moura do Amazonas, João Jorge do Olodum, Salvador – Bahia e Awurê (Brasil).

Milton Reis da Cunha Júnior, ou simplesmente Milton Cunha (Belém, 19 de março de 1962), é um carnavalesco, cenógrafo e comentarista de carnaval brasileiro.
Atuou como comentarista em diversas emissoras de TV, dentre elas Rede Globo, TVE, CNT e Band, os desfiles das escolas de samba e trabalhado na cenografia, para cantores conhecidos em diversos shows, mundo afora. Possui Doutorado e mestrado em Letras (Ciência da Literatura) ,Pós-doutorado pela UFRJ em Narrativas de Carnaval.
Fonte: Wikipédia

Helena Theodoro

Foto: Reprodução

Bacharel em Direito e Pedagoga, Mestre em Educação, Doutora em Filosofia, Pós-Doutora em História Comparada. Pesquisadora da história e da cultura afro-brasileira, escolas de samba, religiões e espiritualidade de matriz africana, educação, processos culturais, sexualidade. Foi jurada do Estandarte de Ouro (Jornal O Globo) por vinte e sete anos. Foi Professora Auxiliar da Universidade Estácio de Sá, Coordenadora da Pós-Graduação de Figurino e Carnaval da Universidade Veiga de Almeida, Coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) da FAETEC/RJ e Professora no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFRJ/UFRJ). Tem vários artigos e livros publicados – “Mito e Espiritualidade: Mulheres Negras”, “Os Ibéjis e o Carnaval”, “Caderno de Cultura Afro-Brasileira”, “Iansã, Rainha dos Ventos e Tempestades” e, o mais recente, “Martinho da Vila: Reflexos no Espelho”, em 2019. Atualmente é Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Elas e Coordenadora do grupo de pesquisa de carnaval LUPA do IFCS/UFRJ.
Para conhecer um pouco mais da obra de Helena na internet, sugerimos seus blog, site e Instagram. Como também seu artigo “Mulheres Negras Sempre Guerreiras” para a Revista da ABPN em que trata das estratégias de resistências desde o combate à escravidão, passando pela violência cotidiana e a força da religiosidade. O texto completo está no link: www.bit.ly/artigohelena
Site – www.historiasdatheodoro.com.br
Instagram – @helenatheodoro_