Categorias
Rio Social Tecnologia

Prefeitura em parceria com Cisco inicia cursos de tecnologia gratuitos

Programação que começa dia 28 é recomendada para jovens que buscam qualificação para o mercado de trabalho

A Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT), em parceria com a Cisco Networking Academy, promove a partir de 28 de junho os cursos gratuitos online de tecnologia: Introdução ao Mundo Digital (Get Connected) e Introdução ao Empreendedorismo. As inscrições estarão abertas a partir de segunda-feira (21/06). As aulas começam dia 28 de junho e são recomendadas para jovens que buscam qualificação para o mercado de trabalho.

Fotos Divulgação: SMCT

Os dois cursos fazem parte da programação de sete módulos que serão oferecidos ao longo deste segundo semestre. Estão programados outros conteúdos: Introdução à Internet das Coisas, NDG linux Unhatched, Introdução a Cibersegurança, Fundamentos em Cibersegurança e Networking Essentials.

A SMCT tem adotado ações permanentes através de parcerias para que as pessoas se adaptem às novas ferramentas tecnológicas que estimulem a criatividade e o processo de aprendizagem – reforçou o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Willian Coelho.

O curso Introdução ao Mundo Digital oferece um primeiro passo aos alunos que desejam se inserir no mundo digital e contribuirá para adquirir qualificação profissional no futuro. Já o curso Introdução ao Empreendedorismo é voltado para os
jovens que desejam transformar suas ideias em um negócio que gere trabalho e renda.

Tive a oportunidade de fazer os cursos gratuitos de tecnologia. Eles deram uma guinada na minha carreira e ajudaram a me recolocar no mercado de trabalho – explicou Eleazar Albino, 34 anos, ex-aluno dos cursos e hoje, Analista de Infraestrutura.

A carga horária é de 30 horas para o módulo Introdução ao Mundo Digital (Get Connected) e de 15 horas para o de Introdução ao Empreendedorismo. Ao final do curso os alunos recebem seu certificado de conclusão. Os interessados podem se inscrever até 27 junho por meio dos links:

https://www.netacad.com/portal/web/self-enroll/m/course-578272
(Introdução ao Mundo Digital), e https://www.netacad.com/portal/web/self-enroll/m/course-513097
(Introdução ao Empreendedorismo)

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Fiscais interrompem festa clandestina para 200 pessoas em Botafogo

Fiscais da Prefeitura do Rio interromperam uma festa irregular, na madrugada de domingo (16/05), que acontecia em uma boate no bairro de Botafogo, Zona Sul da cidade. No momento da chegada da equipe de fiscalização, cerca de 70 pessoas estavam no local, mas a previsão era que contasse com aproximadamente 200 clientes.

O público foi dispersado pelos agentes, o material (bebidas) apreendido e o responsável pelo evento foi multado por violação de medida sanitária. A festa foi mapeada pelo setor de inteligência da Secretaria de Ordem Pública.

Fiscalizações

Em nove dias de fiscalizações do decreto 48.845, vigente até dia 20 de maio, a Seop registou 11.416 autuações – entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias.

Foram 357 multas aplicadas a bares, restaurantes e ambulantes e 21 estabelecimentos interditados por desrespeitarem as medidas previstas em decreto municipal.

Categorias
Cultura Destaque Notícias Política Rio

Governo do Estado lança Escola da Cultura RJ para capacitar profissionais da área

Para democratizar o acesso a recursos financeiros para produções culturais e garantir a recuperação econômica do setor, o Governo do Estado lançou nesta terça-feira (11) a Escola da Cultura RJ. O programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa vai oferecer cursos livres para orientar profissionais da área e o público em geral na elaboração de projetos e inscrições em editais e chamadas públicas. A primeira capacitação acontece na próxima quinta-feira (13).

“Muito atingido pela pandemia, o setor cultural ganha mais uma ajuda do governo estadual. Iremos auxiliar profissionais, agentes públicos e sociedade a entender melhor sobre a Lei Estadual de Incentivo e o Fundo Estadual de Cultura, por exemplo, para que possam concorrer nos editais de apoio ao setor. Em um ano, lançamos nove editais, que somam recursos no valor de R$ 110 milhões. Um investimento importante também para a retomada da economia fluminense”, disse o governador Cláudio Castro.

Segundo a secretária de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, o Governo do Estado vai fechar parcerias, acordos e convênios com instituições públicas, como o Detran, e privadas, como a Caçula, para que possam auxiliar nas qualificações. A Escola da Cultura será itinerante e vai percorrer todas as cidades fluminenses.

“A escola vai atuar no apoio aos municípios, refletindo o ato administrativo em ações por todo o Estado do Rio de Janeiro, com aumento quantitativo e qualitativo das produções culturais, com impactos na economia local, no turismo e na geração de emprego e renda”, afirmou a secretária.

Primeira ação

Na primeira capacitação promovida pela Escola da Cultura, uma consultora do Senac/RJ vai destrinchar as regras dos editais de Carnaval, voltados para escolas de samba e blocos. Ao todo, serão destinados R$ 4,3 milhões para as agremiações. As inscrições podem ser feitas até dia 25 deste mês.

Para se inscrever na palestra, é preciso acessar o link https://loja.rj.sebrae.com.br/loja/evento/312133773-elaboracao-de-projetos-culturais-edital-carnaval-nas-redes-rj.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias

Fiscais interrompem festa com cerca de 500 pessoas e multam responsável em Campo Grande

Fiscais da prefeitura do Rio interromperam, na tarde de domingo (25), uma festa que reunia cerca de 500 pessoas na Rua Filismino de Moura, em Campo Grande, Zona Oeste. O responsável foi multado por violação de medida sanitária.

O evento foi realizado sem autorização e, quando a equipe de fiscalização chegou ao local, teve o acesso impedido por seguranças do evento. Com apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal, a fiscalização acessou o espaço do evento e constatou aglomeração de pessoas sem uso de máscara de proteção facial.  O público presente foi dispersado pelos agentes.

Restrições e autuações

A realização de eventos de qualquer natureza, festas, rodas de samba, em áreas públicas e particulares; bem como o funcionamento de boates, danceterias, salões de dança e casas de espetáculo seguem proibidos na cidade.

No primeiro fim de semana de vigência das medidas determinadas pelo decreto nº 48.787, a Prefeitura do Rio registrou 2.416 autuações – entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. Ao todo, os fiscais multaram 145 bares, restaurantes e ambulantes e fecharam 34 estabelecimentos flagrados descumprindo o decreto.

No domingo, as ações de fiscalização da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) registraram 1.190 autuações, com 58 multas aplicadas a bares, restaurantes e ambulantes e oito estabelecimentos por desrespeitarem as medidas previstas em decreto municipal. Os comboios de fiscalização formados por agentes da Secretaria de Ordem Pública, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar, atuaram em diversos pontos da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande, Ipanema, Leblon, Flamengo, Botafogo, Laranjeiras, Itanhangá, entre outros bairros do Rio.

Durante todo o dia, os agentes municipais atuaram para coibir aglomerações, verificar o horário correto de fechamento de estabelecimentos e a capacidade máxima de pessoas estabelecida pela legislação, além de atender denúncias de festas e eventos clandestinos. Em outra frente de fiscalização, as forças-tarefa da Guarda Municipal realizaram rondas em todas as regiões da cidade e checaram denúncias enviadas por cidadãos via Central 1746 da Prefeitura.

Categorias
Cidade Destaque Diário do Rio Notícias Rio Saúde

Prefeitura do Rio libera praias nos dias úteis e flexibiliza outras restrições; veja o que muda

A prefeitura do Rio de Janeiro liberou as praias nos dias úteis e flexibilizou outras medidas restritivas. As novas regras constam em decreto do prefeito Eduardo Paes (DEM), publicado na sexta-feira (23) no Diário Oficial, e foram anunciadas durante apresentação do 16° Boletim Epidemiológico sobre a situação da Covid-19 na cidade.

As novas regras entraram em vigor no primeiro minuto deste sábado (24) e vão até o dia 3 de maio.

O Decreto nº 48.767 traz algumas liberações, como a ampliação do horário de funcionamento de algumas atividades. No período do novo decreto, as atividades não-essenciais, como restaurantes, museus, cinema, teatro, clubes esportivos, casas de festas e outros, já poderão funcionar até as 22h. Após este horário, para restaurantes e afins, funcionamento apenas nas modalidades de drive-thu e take away, sem atendimento presencial.

A área de lazer do Aterro do Flamengo estará aberta. Já as atividades essenciais, como supermercados, farmácias, hospitais e outros, podem funcionar sem horários definidos. Os estabelecimentos devem seguir limite de público e demais medidas de proteção à vida para a faixa de risco muito alto, estabelecidas na Resolução Conjunta SES/SMS nº 871, tais como capacidade de lotação máxima de 40% em locais fechados e 60% em locais abertos, garantia do distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, não permitir formação de aglomerações em filas de espera.

Segue vetada a permanência nas vias, áreas e praças públicas do município no horário das 23h às 5h. Continuam proibidos, aos sábados, domingos e feriados, a permanência em praias, parques e cachoeiras; além das atividades econômicas na areia das praias, incluindo o comércio ambulante fixo e itinerante. Também seguem suspensos o funcionamento de boates, danceterias, salões de dança e casas de espetáculo; a realização de eventos, tais como shows, festas e rodas de samba, em áreas públicas e particulares; a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento no município, exceto aqueles que prestem serviços regulares para funcionários de empresas ou para hotéis; a utlização das pistas de rolamento das avenidas Delfim Moreira, Vieira Souto e Atlântica como áreas de lazer.

Situação da Covid-19 na cidade

Prefeitura divulgou o 16º Boletim Epidemiológico. (Foto: Edu Kapps/Prefeitura do Rio)

A prefeitura informou que as médias móveis de atendimentos de síndromes gripal e respiratória aguda grave (SRAG) nas unidades de urgência e emergência e de casos confirmados de Covid-19 mantêm a tendência de queda. E a de óbitos começa a apresentar estabilidade. Mesmo assim, o município segue em alerta, mantendo a faixa de risco muito alto e as medidas de proteção à vida.

Desde março de 2020, como mostra a nova edição do Boletim Epidemiológico, o município do Rio soma 250.160 casos de Covid-19, com 22.923 óbitos.

Na última semana, 25 casos de variantes do vírus foram identificados na cidade, 14 deles de moradores locais. Desde a identificação do primeiro caso de novas cepas, são 256 casos no município, sendo 197 residentes. São 189 casos da variante brasileira (P.1) e oito da britânica (B.1.1.7). Dos moradores infectados por essas cepas, 22 faleceram, 15 permanecem internados e 160 já foram considerados curados. Dos não moradores do Rio infectados pelas variantes, 24 vieram de Manaus, quatro de Rondônia e 31 de outros municípios.

Vacinação

Até a manhã de sexta (23), 1.333.223 pessoas haviam sido vacinadas com pelo menos a primeira dose. (Foto: Divulgação)

Até a manhã de sexta (23), 1.333.223 pessoas haviam sido vacinadas com pelo menos a primeira dose das vacinas contra o coronavírus, o que representa 19,8% da população. Somente idosos eram 1.101.459. As primeiras pessoas que tomaram a D1 da Oxford/AstraZeneca ainda em janeiro começaram a receber a D2 no dia 19 de abril, conforme prazo indicado pelo fabricante, que é de 12 semanas.

No momento, a vacina disponível para D1 na cidade ainda é a Oxford/AstraZeneca. A D2 para quem tomou a CoronaVac, segundo a prefeitura, está garantida na data indicada no comprovante de vacinação. As pessoas devem retornar para a segunda dose preferencialmente nos mesmos postos onde tomaram a primeira dose e obrigatoriamente no mesmo município.

Os idosos que por algum motivo ainda não tenham se vacinado ou pessoas que completem 60 anos poderão comparecer a qualquer unidade de saúde para serem imunizados. É importante que quem tomou a primeira dose volte no dia marcado no comprovante de vacinação para receber a segunda dose, completando a proteção. Após a vacinação, as notificações de surtos de Covid-19 nas instituições de longa permanência, como os asilos de idosos, zeraram até agora no mês abril.

A partir de segunda-feira (26), começam a ser vacinados novos grupos prioritários. As mulheres desses grupos com 59 anos; na terça, 27, os homens desses grupos com 59; na quarta as mulheres de 58 e na quinta os homens da mesma idade. E assim por diante. Apenas para o grupo de profissionais de saúde as faixas etárias serão diferentes, de 44 anos para baixo, uma idade a cada dia, para ambos os sexos.

Locais de vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde conta com 236 unidades de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde), além postos extras espalhados pela cidade. A lista está em coronavirus.rio/vacina.

 

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias

Prefeitura do Rio multa Cedae em R$ 150 mil por vazamento de esgoto de elevatória no Recreio

A prefeitura do Rio de Janeiro informou que vai multar a Cedae em R$ 150 mil por despejo de esgoto no Canal das Taxas, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste da cidade.

Segundo a prefeitura, fiscais da Coordenadoria de Defesa Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio identificaram dois pontos de vazamento ligados à estação elevatória do Recreio, operada pela companhia estadual, que, conforme o executivo municipal, não informou qualquer tipo de problema à Prefeitura.

A ação, que aconteceu na tarde de segunda-feira (19/04), contou com parceria da Subprefeitura da Barra. Na manhã desta terça-feira (20/04), um vazamento ainda ocorria no local.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere, afirmou que a companhia estadual de saneamento será multada, com base no descumprimento à Lei federal de Crimes Ambientais (9.605/1998).

O local do crime ambiental fica entre dois parques municipais: Chico Mendes e Marapendi, e conta com a presença de fauna silvestre, como o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris). Há inclusive estudo em tramitação para a área ser anexada ao Parque Chico Mendes.

“É inaceitável essa quantidade de esgoto numa área extremamente sensível. A cidade do Rio tem autoridade ambiental, e contamos com o apoio da sociedade para denúncias”, disse Cavaliere.

A prefeitura disse que um dos locais com maior despejo fica no encontro da Avenida Gláucio Gil com Rua Professor Hermes Lima.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, a Cedae é reincidente, visto a ocorrência do dano em anos anteriores.

Categorias
Cidade Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Após intervenção no BRT, Rio pretende aumentar frota de ônibus para 241 veículos até setembro

Da Agência Brasil

Após determinar a intervenção no serviço de ônibus BRT (sistema de transporte rodoviário rápido), a prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta quarta-feira (7) que pretende aumentar a frota dos atuais 120 veículos em operação para 241 no início de setembro. No fim de 2016, o sistema BRT operava com 375 ônibus, segundo o prefeito Eduardo Paes.

No dia 3 de março, Paes anunciou a intervenção no BRT, que será licitado novamente. O sistema é dividido em três consórcios, que operam as linhas Transoeste, Transolímpica e Transcarioca. Os veículos são do tipo articulado e trafegam em corredores segregados, com paradas em estações especialmente construídas.

“O sistema do BRT, ao longo desses meses, vai apresentar melhorias, mas a solução definitiva vai levar ainda algum tempo”, disse o prefeito. “Já estamos modelando a nova licitação”.

Em tempos de pandemia de covid-19, os veículos do BRT que estão sempre superlotados nos horários de pico são fonte de preocupação por serem locais de transmissão do novo coronavírus. Paes disse que a tendência é diminuir as aglomerações ao se introduzir mais ônibus no sistema. “Mas é uma realidade, infelizmente. É impossível você colocar em qualquer sistema de transporte as pessoas distantes um a dois metros das outras”.

Categorias
Destaque Diário do Rio Economia Notícias do Jornal Política

Prefeitura abre nesta quarta cadastro para interessados em receber o Auxílio Empresa Carioca

A Prefeitura do Rio disponibiliza nesta quarta-feira (7), a partir de meia-noite, o cadastro para as micro e pequenas empresas interessadas em participar do programa Auxílio Empresa Carioca.

O objetivo é reduzir o impacto econômico das medidas mais restritivas adotadas por conta da pandemia e preservar empregos.

Para ter direito ao benefício, a empresa deverá ser enquadrada na categoria micro ou pequena, de acordo com o previsto na LC 123/2021, ter suas atividades suspensas pelo Decreto 48.644/21, ter alvará de funcionamento ativo na cidade do Rio de Janeiro, se comprometer a não reduzir o número de funcionários por dois meses. Cada inscrito que tiver o cadastro aprovado receberá R$366 por funcionário que receba até três salários mínimos, com um limite máximo de cinco empregados.

Cadastro

Para se cadastrar, a empresa deverá preencher o formulário disponível no site carioca.rio informando dados como CNPJ, inscrição municipal e número de funcionários. Ao final, deverá assinar um termo de compromisso confirmando que as informações prestadas são verdadeiras.

As empresas terão trinta dias para apresentar a documentação exigida pelo Município em ato regulamentar, que comprovará a manutenção do número de empregados. No caso de descumprimento das obrigações estabelecidas nesta Lei, a empresa é excluída do programa, obrigada a devolver os recursos repassados pelo Município, além de pagar uma multa correspondente ao dobro do total recebido.

O benefício tem uma dotação orçamentária de R$ 36 milhões e será pago por ordem de inscrição. As estimativas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, responsável pela elaboração do programa, é de ajudar a manter cerca de 100 mil empregos.

Requisitos:

– Ter suas atividades suspensas pelo Decreto 48.644/21
– Ter alvará de funcionamento ativo na cidade do Rio de Janeiro
– Ser micro ou pequena empresa (de acordo com a classificação da LC123/2006) em 01.03.2021
– Ter um faturamento anual até o limite de R$ 4,8 milhões
– Desempenhar pelo menos uma das atividades econômicas listadas na Lei;
– Comprometer-se a não reduzir o número de empregados por dois meses

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias

Fiscalização impede festa com mais de 100 pessoas em casa com piscina e camarotes no Rio

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria de Ordem Pública (Seop),  interrompeu na madrugada deste domingo (04) um evento que estava sendo realizado na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Grande, Zona Oeste. Quando a equipe de fiscalização chegou ao local, mais de 100 pessoas estavam presentes, porém, a estrutura da festa era para mais de 500. A casa contava ainda com piscina e camarotes disponíveis para os clientes.

O equipamento de som e as bebidas do evento foram apreendidos. O local foi interditado e o responsável pela festa multado.

Além da interdição da festa em Vargem Grande, a Seop impediu, na tarde de sábado (03), a realização de um evento com música ao vivo em um bar localizado na rua dos Diamantes, em Rocha Miranda, Zona Norte. As equipes de fiscalização flagraram a montagem da estrutura da festa, divulgada através das redes sociais. Havia cerca de 50 pessoas no estabelecimento. O bar foi multado e teve produtos apreendidos.

Fiscalização

Somente no nono dia de fiscalização das medidas de restrição determinadas pelo decreto n° 48.644, a Prefeitura registrou 748 autuações, com 21 estabelecimentos fechados e 95 multas a ambulantes, restaurantes e bares.

Em nove dias de fiscalização das medidas mais restritivas na cidade, a Prefeitura registrou 9.196 autuações, entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. No período, foram aplicadas 608 multas a bares, restaurantes e ambulantes, além da interdição de 121 estabelecimentos que descumpriram as determinações.

Os comboios de fiscalização contaram com agentes da Seop, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar, que também atuaram em diversos pontos da cidade como o Centro, Taquara, Tanque, Freguesia, Pechincha, Vila Valqueire, Praça Seca, Lapa, Campinho, Madureira, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande, entre outros.

Os órgãos municipais trabalham para cumprir as determinações contidas no decreto nº 48.644 publicado no Diário Oficial de 22 de março de 2021, que entre outras medidas estabeleceu o fechamento dos serviços não essenciais por dez dias, a partir de sexta-feira, dia 26 de março. Os bares e restaurantes podem funcionar apenas com entregas em domicílio e nos sistemas take away e drive-thru. Além disso, está proibida a permanência na areia das praias, o estacionamento em toda a orla marítima, a entrada de ônibus de fretamento no município.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal

Prefeitura libera auxílios para famílias pobres e pequenas empresas no “superferiadão”

Apenas serviços essenciais podem funcionar no Rio no superferiadão de 10 dias (de 26 de março a 4 de abril), decretado para tentar frear a covid-19. Na capital, para reduzir os impactos nas famílias mais pobres, a prefeitura passou a disponibilizar o Auxílio Carioca para 900 mil pessoas. Conforme o prefeito Eduardo Paes, são cerca de R$ 100 milhões destinados ao benefício – R$ 70 milhões da prefeitura e R$ 30 milhões da Câmara.

Inscritos no Cartão Família Carioca recebem R$ 244 (por família). Estudantes da rede municipal com Cartão Alimentação ganham R$ 108,50 cada. Famílias pobres incluídas no cadastro único da prefeitura e no CadÚnicorecebem R$ 200 cada. O auxílio também comtempla ambulantes, com R$ 500 para cada. Quem quiser saber se tem direito ao benefício tem que acessar o site www.carioca.rio.

A Prefeitura ainda anunciou dois programas para auxiliar micro e pequenas empresas: os Auxílio Empresa Carioca e Crédito Carioca. A expectativa é beneficiar 100 mil pessoas. O Auxílio Empresa Carioca prevê repasse de até um salário-mínimo por funcionário que ganhe, no máximo, três salários-mínimos. Em contrapartida, o empresário se compromete a não demitir por dois meses. Já o Crédito Carioca é uma linha de financiamento que a Prefeitura vai abrir aos pequenos empresários usando recursos privados. De início, serão disponibilizados R$ 4 milhões para empresas com faturamento entre R$ 10 mil e R$ 400 mil.