Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias Tecnologia

Aplicativo vai ajudar crianças e adolescentes a denunciar violências

Da Agência Brasil

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou nesta quarta-feira (13), em Brasília, o aplicativo Sabe – Conhecer, Aprender e Proteger. A ferramenta está diretamente ligada ao canal de denúncias Disque 100, vinculado à Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, e visa auxiliar crianças e adolescentes a se protegerem contra violências físicas, psicológicas e sexuais. Por enquanto, a plataforma está disponível para ser baixada apenas na versão para Android

O projeto é resultado de uma parceria do ministério com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O anúncio foi feito durante um evento do governo em celebração ao Dia das Crianças, para apresentar novas ações para este público.

“As crianças já estavam procurando o Disque 100, então a gente tinha que criar um instrumento extraordinário para que elas falassem com a gente, um instrumento na linguagem da criança”, explicou a ministra Damares Alves, do MMFDH.

Protagonismo

O secretário nacional dos direitos da criança e do adolescente, Maurício Cunha, destacou que o aplicativo é uma ferramenta disponível apenas em países desenvolvidos e vai dar protagonismo para as próprias crianças e adolescentes fazerem denúncias.

“Com o aplicativo Sabe, o Brasil entra agora no rol de poucos países do mundo, países mais desenvolvidos, que têm esse tipo de serviço. Hoje, no Brasil, de cada 100 denúncias de violência contra a criança e o adolescente, em 94 é um adulto que faz [a denúncia] pela criança. Ou seja, hoje é necessário que um adulto perceba aquela violência, que não é óbvia, muitas vezes, principalmente a violência sexual”, explicou.

Em outra portaria conjunta, Damares Alves e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, criaram um grupo de trabalho para a construção da Política Nacional de Qualificação de Conteúdo para a Criança e Adolescente. Um dos objetivos da iniciativa é rever a atual política de classificação indicativa.

Canal 1510

Ainda da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, o governo também lançou um canal de denúncias exclusivo para professores e diretores. A operacionalização do serviço será em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O número de telefone é o 1510, em referência ao Dia do Professor, celebrado em 15 de outubro.

Educação

Outro anúncio foi a assinatura de um protocolo de intenções entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Fundação Wilson Picler, de Amparo à Educação, Ciência e Tecnologia, com o objetivo de implementar projeto-piloto de qualificação ao eixo da educação nos programas de atendimento às medidas socioeducativas de privação de liberdade.

Adolescentes em conflito com a lei internados instituições socioeducativas terão acesso a cursos preparatórios para os Exames Nacionais do Ensino Médio (Enem) e para Certificação de Competências para Jovens Adultos (Encceja), além de bolsas de graduação no ensino superior.

Também foi anunciada a inauguração de uma Unidade Socioeducativa em Juazeiro do Norte (CE), com 72 vagas, prevista para dezembro deste ano. O espaço recebeu investimentos federais de quase R$ 7,7 milhões.

O governo também vai oferecer, por meio da Escola Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Endica), um curso para capacitar profissionais das áreas de assistência social, educação, saúde e outros serviços, que atuam no Sistema de Garantia de Direitos (SGD) da Criança e do Adolescente. O curso tratará do direito da criança à convivência familiar e comunitária.

Categorias
Destaque Notícias Rio Tecnologia

Estudante carioca conquista medalha na Olimpíada Brasileira de Robótica

Ciência que estuda as tecnologias associadas à concepção e construção de robôs, a Robótica está presente em vários setores da sociedade. E desperta o interesse de muitos jovens. Recentemente, a Olimpíada Brasileira de Robótica reuniu mais de 160 mil participantes de todo o país, na maior competição sobre o tema em toda a América Latina. E um dos que subiram ao pódio foi o estudante carioca Miguel Peixe, de 14 anos.

Acreditamos que essa conquista trará diversas oportunidades e abrirá muitas portas no futuro dele! Também acho que a Olimpíada foi uma nova chance para que ele conhecesse a Robótica e a área Maker de uma forma que ele nunca tinha vivenciado – comemora a dona de casa Claudia, mãe de Miguel.

Considerada uma das olimpíadas do conhecimento mais difíceis do Brasil, a OBR é disputada nas modalidades prática e teórica. E instiga os jovens alunos a se aprofundarem em uma tecnologia emergente que tem se tornado elemento praticamente obrigatório nas escolas modernas devido à sua possibilidade de atuação em diversas dimensões.

No caso de Miguel, seu interesse pela Robótica foi despertado no CEL Intercultural School, onde cursa o 9º ano na unidade Norte Shopping.

Ficamos surpresos com esse desempenho dele, e acreditamos que o que lhe ajudou muito na hora da prova foram as aulas de CEL Maker, como ele mesmo afirmou. Também queríamos agradecer muito ao professor Thiago de Souza, do CEL Maker, que lhe convidou para a prova e lhe ajudou em todas as etapas!

Miguel estuda no CEL, como bolsista de mérito, desde o Ensino Fundamental I. E, segunda a mãe, se esforça muito para manter essa bolsa:

Por conta de uma comorbidade, ele está estudando os últimos 2 anos em casa, e os professores estão dando muita assistência a ele, por meio de e-mails e durante as aulas. Mas ele ainda quer muito voltar presencialmente ano que vem, para fazer o Ensino Médio. Ele mesmo fala, que o colégio é tudo pra ele – elogia Claudia.

Professor de Robótica no CEL, Thiago Souza se orgulha da conquista de Miguel:

Ele é um dos nossos alunos mais destacados. Participativo, dedicado aos estudos e de caráter exemplar, Miguel coleciona medalhas conquistadas em olimpíadas do conhecimento, como a OBA e a  MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes).

Categorias
Destaque Notícias

SMCT promove programação para o Mês da Ciência Tecnologia e Inovações

Para celebrar o “Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações”, a
Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia está promovendo ações
gratuitas que estimulem a curiosidade científica e proporcionem
conhecimento tecnológico para a  população.

Como outubro também é o “Mês de Conscientização em Segurança
Cibernética”, na última segunda-feira (11/10), teve início o curso
gratuito online Fundamentos de Cibersegurança, uma iniciativa da SMCT em parceria com a Cisco Networking Academy. Os alunos podem participar até o dia 31 deste mês. Entre os dias 18 e 22, a pasta
disponibilizará lives diárias com a participação de especialistas
nos temas ciência e tecnologia.

Fechando a programação, entre os dias 20 e 22 de outubro,  a SMCT, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, realiza a primeira
Olimpíada Municipal Estudantil de Ciência e Tecnologia, que contará
com a participação de alunos do ensino fundamental da rede pública
municipal.

Categorias
Aisha Raquel Ali | Tecnologia Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Tecnologia

O futuro é agora: inaugurado Escritório Smart no Rio de Janeiro

Já pensou você ir trabalhar em um escritório em que não precisa de chaves, abrindo-se apenas com uma senha pessoal, e que com um comando de voz ou através dos interruptores inteligentes, você poderá apertar um único botão e então a persiana se fecha, algumas luzes trocam de cor e outras se apagam para uma experiência mais imersiva dos seus clientes com o uso de suas ferramentas.

Essa é a proposta pensada pelo Escritório Smart. Localizado no centro de Madureira, o Escritório Smart é um consultório inteligente que foi pensado nos mínimos detalhes para que psicólogos e coachs possam atender com maior conforto e segurança, seja em atendimento presencial ou online.

Para usufruir do espaço é muito fácil: a pessoa escolhe qual dia da semana deseja utilizar o escritório, este dia será exclusivo por um ano ou enquanto mantiver o contrato ativo, e dentro da mensalidade estará incluso o valor do aluguel, água, luz e condomínio.

O espaço tem capacidade para atendimento de até 2 pessoas por vez e caso haja a necessidade de atender mais pessoas pode-se alugar as salas de reuniões ou auditório do prédio.

Para facilitar o dia a dia, o espaço contém três poltronas para atendimento, um quadro em vidro, TV, mesa de escritório, Armário Exclusivo para cada locatário, banheiro privativo e copa privativa com Frigobar, Microondas, cafeteira e Internet cabeada e Wi-Fi 2,4g e 5g, tudo automatizado sendo manipulado por comando de voz ou um apertar de botão, trazendo conforto aos usuários.

Construído pela Trends Automation, a empresa é focada na inteligência de ambientes de trabalho e residenciais. Alcançando pessoas com rendas diferenciadas, é possível automatizar o espaço que quiser por um preço acessível.

Aisha Raquel Ali
Webdesigner, assessoria em social media e marketing
aisha.raquel@jornaldr1.com.br

Categorias
Brasil Destaque Notícias

MCom lança hotsite dedicado à tecnologia 5G

Das notícias falsas aos prazos concretos; dos compromissos às vantagens à população: tudo o que você precisa saber sobre a revolução que a quinta geração de dados móveis
vai causar no país

O futuro chegou! Mas calma, ninguém precisa entrar em parafuso: o Ministério das Comunicações (MCom) te explica. A porta para a transformação tecnológica se abre no próximo dia 4 de novembro, com a realização do leilão do 5G. Até lá – e desse dia em diante – todas as informações sobre a quinta geração da internet estarão reunidas em um hotsite 5G, que já está no ar!

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, ressalta que a ferramenta tem o objetivo de deixar toda a população por dentro da tecnologia e dar transparência ao processo de oferta das faixas de radiofrequência, iniciado há pouco mais de um ano. “Estamos trabalhando 24 horas por dia, sete dias por semana, para trazer o 5G ao Brasil – e a tecnologia está mais perto que nunca. Podemos ter o sinal disponibilizado em algumas capitais até o final deste ano. Fizemos questão de enviar o edital para análise do Tribunal de Contas da União, para fazer desse leilão – que já é o maior do País em termos de espectro – o melhor para o Brasil e os brasileiros.”

Fruto de um trabalho conjunto de servidores e colaboradores do MCom, o hotsite oferece ao internauta um conteúdo simplificado e direto, feito para que você entenda (rapidamente) os impactos que o 5G vai causar em sua vida, em sua região, no nosso País. Não são poucos, é bom que você saiba.

Mas se você ainda não sabe, aperte o passo! Porque no futuro da tecnologia o tempo anda muito mais rápido. É que a quinta geração de dados móveis é tão rápida – quando comparada às conexões atuais (4G e 3G, principalmente) – que tudo pode ser acessado em um piscar de olhos! Ou melhor, tudo roda 100 vezes mais rápido que o padrão atual. Dá para imaginar?

O tempo de resposta no tráfego de dados que a nova tecnologia proporciona é de um milissegundo. Na prática, a transmissão de dados é muito mais veloz: tão rápida que permite a conexão de objetos inteligentes e abre espaço para cidades inteligentes. O hotsite 5G traz alguns exemplos bem simples para desvendar essas e outras informações sobre a tecnologia. Você vai encontrar respostas sobre a revolução que o 5G trará para diversos setores da economia, como a indústria, o agronegócio, a saúde e a educação, otimizando a vida nas cidades e no campo, impactando a rotina nas fábricas, nas empresas e até mesmo nas casas dos brasileiros.

FERRAMENTAS

Além das principais características e potencialidades do 5G, o hotsite também explica detalhadamente o papel do MCom e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na licitação, com direito a uma linha do tempo para divulgar tudo o que está sendo programado. Criamos animações para facilitar a compreensão da nova tecnologia; listamos as principais dúvidas (com as respectivas respostas) e disponibilizamos um pequeno dicionário com os termos e expressões mais usadas, para você ficar antenado e fazer o expert sobre a chegada do 5G. E claro, tem uma sessão só com fake news para separar o que é fato e o que é mito sobre a tecnologia. Se o assunto for 5G, você tá on!

CONECTIVIDADE PARA TODOS

Sim! É para todo mundo: o 5G tem a ver com você. Por meio da licitação das radiofrequências, organizada pela Anatel e programada para o início de novembro, as operadoras terão que cumprir obrigações como, por exemplo, levar o sinal 4G a mais de 9 mil localidades e 30 mil quilômetros de rodovias federais.

LEILÃO 5G

É a maior oferta de espectro da história da Anatel, que irá autorizar o uso de quatro faixas de radiofrequência (700 MHz; 2,3 GHz; 3,5 GHz; e 26 GHz). Além disso, o leilão é “não arrecadatório”. Portanto, valores arrematados serão revertidos em investimentos para ampliar a conectividade no País. Confira o edital aqui.

Categorias
Rio Tecnologia

Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia e Cisco oferecem curso gratuito de Cibersegurança

Inscrições já estão abertas, e iniciativa acontece no Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações

A Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT) e a Cisco abriram as inscrições para o curso gratuito online de Fundamentos em Cibersegurança. Com aulas autodidatas a partir de 11 de outubro, a iniciativa faz parte da terceira edição do programa CiberEducação Cisco Brasil e das ações promovidas pela SMCT para o Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações. Outubro também é o Mês de Conscientização em Segurança Cibernética, que inclui ações que visam conscientizar os usuários sobre a importância da proteção de dados.

A Segurança Cibernética é um fator de preocupação frequente de governos e organizações no mundo todo. Além disso, com a pandemia de Covid-19, o método de trabalho home office tornou-se uma febre mundial, gerando um número maior de acesso a dados, muitas vezes, sem a proteção apropriada. O curso é uma oportunidade para que os alunos possam se proteger e defender nosso mundo digital contra ataques on-line.

A transformação digital não é mais uma tendência promissora. Ela é uma realidade presente em todos os setores, seja no campo profissional ou na vida pessoal. Não basta utilizar as ferramentas tecnológicas sem garantir a proteção desse ambiente virtual – afirma Willian Coelho, secretário municipal de Ciência e Tecnologia.

O programa CiberEducação da Cisco é dividido em duas fases. A primeira é a Maratona de CiberEducação, que contempla o curso “Fundamentos de Cibersegurança”, realizado em três semanas. Esta etapa servirá como pré-requisito para selecionar os melhores alunos para a segunda fase, que incluirá 1.500 bolsas para cursos profissionalizantes, oferecidas pela Cisco.

O programa CiberEducação tem como objetivo criar um ecossistema consistente para o desenvolvimento de talentos em segurança da informação para atender a crescente demanda de profissionais nesta área. Queremos continuar transformando a vida de muitos brasileiros, abrindo portas para o mercado de trabalho em cibersegurança – comenta Gabriel Bello Barros, líder do programa Cisco Networking Academy no Brasil.

Desde o início do ano, a SMCT, através de parcerias, já ofereceu 12 cursos gratuitos de tecnologia com cerca de 17 mil inscritos, com o objetivo de proporcionar gratuitamente conhecimento e informação para as pessoas.

O curso de Fundamentos em Cibersegurança está com inscrições abertas. Os alunos podem participar de 11 a 31 de outubro através do link:

https://www.netacad.com/portal/web/self-enroll/m/course-854643

Categorias
Destaque Mundo Notícias Tecnologia

“Apagão” no Facebook foi erro interno e não ataque informático

Da Agência Brasil

O Facebook excluiu a hipótese de que o “apagão” mundial dos seus serviços na segunda-feira (4), durante seis horas, tenha sido causado por um ataque informático e o atribuiu a um erro técnico interno.

Em um blog da empresa o vice-presidente de Infraestruturas da rede social, Santosh Janardhan, afirmou que os serviços não ficaram inativos por atividade maliciosa. Foi por “um erro causado por nós próprios”, disse.

O “apagão” do Facebook e das suas plataformas Instagram, WhatsApp e Messenger começou minutos antes das 14h (hora local) e deixou sem serviço milhões de pessoas em todo o planeta.

Horas mais tarde, o próprio administrador e cofundador da rede social, Mark Zuckerberg, pediu publicamente desculpas.

Segundo a empresa de Menlo Park, cidade da Califórnia, os esforços que têm sido feitos nos últimos anos para proteger os sistemas de possíveis ataques externos foram uma das causas que fizeram demorar o tempo de resposta ao problema.

“Acredito que se o preço a pagar por maior segurança do sistema no dia a dia é uma recuperação mais lenta dos serviços, vale a pena”, disse Santosh Janardhan no blog.

Telegram

A queda do Facebook e das demais aplicações levou o Telegram, um serviço de mensagens instantâneas (como o WhatsApp), a receber mais de 70 milhões de novas adesões, informou o fundador da rede, o russo Pavel Dourov.

O número de 70 milhões, em apenas um dia, levou Douruv a afirmar que foi “um aumento recorde no número de adesões” e que estava orgulhoso da equipe, que soube lidar com esse crescimento sem precedentes.

Na segunda-feira o serviço de mensagens Telegram passou de 56º para 5º lugar das aplicações gratuitas mais descarregadas nos Estados Unidos, segundo a empresa especializada SensorTower.

Fundado em 2013 pelos irmãos Pavel e Nikolai Dourov, que criaram anteriormente a popular rede social russa VKontakte, o Telegram disse que faz da segurança a sua prioridade e recusa-se geralmente a colaborar com as autoridades, o que levou a tentativas de bloqueio em alguns países, especialmente na Rússia.

Facebook nega versão

Vários executivos do Facebook procuraram desmentir, nessa terça-feira (5),  a ex-empregada Frances Haugen, após o seu testemunho perante uma subcomissão do Senado dos EUA. O diretor executivo e cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, defendeu a empresa das acusações: “No cerne dessas acusações está a ideia de que damos prioridade aos lucros em detrimento da segurança e do bem-estar. Isso simplesmente não é verdade”, disse Mark Zuckerberg em um longo post em sua página na rede.

O chefe do Facebook disse ainda que “muitas das acusações não fazem sentido” e que não reconhece “o falso quadro da empresa que está sendo pintado”.

“O argumento de que promovemos deliberadamente conteúdos que enfurecem as pessoas para obterem lucro é ilógico. Ganhamos dinheiro com a publicidade e o que os anunciantes nos dizem constantemente é que não querem que os seus anúncios apareçam ao lado de conteúdos que sejam prejudiciais ou que gerem raiva”, acrescentou.

 

Categorias
Destaque Economia Mundo Notícias Tecnologia

Facebook, Instagram e WhatsApp têm problemas de acesso nesta segunda

Da Agência Brasil

O Facebook confirmou, no início da tarde desta segunda-feira (4), por meio do Twitter que usuários estão tendo dificuldades para acessar seus aplicativos, incluindo WhatsApp e Instagram. Em comunicado, a empresa afirmou que trabalha “para que tudo volte ao normal o quanto antes”.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, informou o grupo norte-americano.

O WhatsApp também usou o Twitter para relatar o problema.

“Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização aqui assim que possível”, diz o tuíte.

O Instagram afirmou que a rede social e “seus amigos estão passando por um momento difícil”.

“O Instagram e os amigos estão passando por um momento difícil e você pode estar tendo problemas para usá-los. Tenha paciência conosco, estamos nisso!#instagramdown”, informou.

A instabilidade na rede ganhou força no Twitter, principal rede social em atividade no momento, e está entre os assuntos mais comentados entre os usuários.

Categorias
Aisha Raquel Ali | Tecnologia Diário do Rio Notícias do Jornal

FinSpy: Auxílio ou Opressão?

O FinSpy, também conhecido como FinFisher ou Wingbird, é um aplicativo de vigilância. Esse software foi desenvolvido e distribuído pela International Gamma e é comercializado como uma ferramenta que supostamente auxilia na execução da lei. No entanto, os pesquisadores de segurança têm recebido inúmeros relatos do FinSpy sendo usado contra alvos como ativistas dos direitos humanos e civis inocentes. Isso fez dele um programa controverso que cada vez mais está sendo classificado como uma ameaça e não como software legítimo.

O FinSpy permite a sua instalação em computadores explorando vulnerabilidades conhecidas em softwares desatualizados. Embora ele possa ser usado em uma legítima operação de imposição da lei, foram recebidos relatórios indicando que o mesmo tem sido usado por regimes opressivos (tais como o regime do ditador egípcio deposto) e por indivíduos obscuros que definitivamente não estão ligados a legítimas operações.

Capaz de espionar praticamente tudo dentro da máquina e de coletar diversas informações de usuário, o FinSpy foi atualizado para controlar computadores desde o sistema de boot, ou seja, ele age naquele processo de inicialização de uma máquina até o carregamento do sistema operacional, fazendo com que nem a formatação do computador resolva o problema.

Ele é projetado para coletar credenciais de usuário, listagens de arquivos, documentos confidenciais, gravar pressionamentos de tecla, desviar mensagens de e-mail. Além disso, o spyware é capaz de interceptar chats, chamadas e arquivos transferidos e capturar áudio e vídeo por meio de microfone e webcam de uma máquina.

Infelizmente não há muito que se fazer para proteção, o conselho que fica é seguir as diretrizes usuais: Não acesse links suspeitos recebidos via e-mails, aplicativos de mensagens ou SMS, não tente obter acesso root (Android) ou executar jailbreak (IOS) nos dispositivos com acesso a dados importantes, e use uma solução de segurança de confiança que possa tentar detectar este tipo de ameaça.

Categorias
Destaque Notícias Rio

O programa de inovação do COR prorroga inscrições até 14/10

Com etapas iniciais online, o programa de inovação do COR vai começar no dia 18/10

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio prorrogou as inscrições
para mais um Desafio COR – programa de inovação e aceleração do
órgão. Com parceria inédita com a Prefeitura de Colônia (Alemanha),
a terceira edição do desafio começa em outubro e será voltada ao
aprimoramento da comunicação em situações de emergência urbana.

Os interessados (grupos, empresas ou startups) podem se inscrever no
link até 14/10. As etapas iniciais (ideação e aceleração) serão online, com abertura no dia 18/10. Na última etapa, que é de incubação e pode durar até 22 meses, os projetos vencedores são experimentados e aperfeiçoados no COR.

O chefe executivo do COR, Alexandre Cardeman, destaca a importância do Desafio para o desenvolvimento de ferramentas inovadoras que contribuam para uma cidade mais inteligente e resiliente, e ajudem a salvar vidas.

Não existe cidade inteligente sem diálogo com o cidadão. A
interação é muito importante para que ele possa avaliar e tomar
decisões. E nós precisamos de ideias, da sociedade pensando junto –
afirma.

Durante o desafio, o Centro de Operações se transforma em um
laboratório vivo para soluções de cidades inteligentes, oferecendo
todos os recursos disponíveis aos participantes: disponibilização de
dados relacionados ao tema abordado; mentoria técnica de especialistas
do COR e de outros órgãos da Prefeitura do Rio; mentoria de inovação
e de negócio oferecida pela prefeitura e por parceiros do mercado
privado; e acesso ao ecossistema de inovação do COR (atores nacionais
e internacionais).

Edições anteriores – O desafio já teve duas edições em 2018 e 2019:
a primeira para aprimorar as respostas da Cidade em eventos de chuva
forte, e a segunda com foco no desenvolvimento de soluções
tecnológicas para aprimorar a gestão dos impactos das mudanças
climáticas no sistema de ônibus do município.

Como resultado, o COR já certificou quatro startups: a Noah, com seus sensores inteligentes de alagamento; a VM9, que desenvolveu uma
plataforma de mobilidade urbana sobre o sistema BRS (faixa exclusiva de ônibus); a Wiiglo, que também criou uma plataforma de monitoramento do sistema de ônibus; e a Nimbus, para o aprimoramento da previsão de chuvas. O certificado qualifica a solução tecnológica para que seja integrada ao conjunto de ferramentas operacionais do COR.

Com financiamento da Engagement Global, o III Desafio COR contará com o apoio da Fundação João Goulart, da Associação Brasileira dos Mentores de Negócios (ABMEN) e da .add.

Mais informações no site