Categorias
Destaque Diário do Rio Mundo Notícias Notícias do Jornal Saúde

Câncer de mama supera o de pulmão e passa a ser o mais comum no mundo

O câncer de mama já supera o de pulmão e passou a ser o mais comum em todo o mundo, segundo a Agência Internacional para a Investigação do Câncer, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme o órgão, o número de novos casos de câncer de mama em 2020 representou 11,7% do total de todos os diagnósticos da doença no ano.

A Agência aponta que em todo o ano passado foram diagnosticados mais de 2,2 milhões casos de câncer de mama, que acontece devido à multiplicação de células anormais no tecido mamário.

A doença acomete quase que exclusivamente mulheres, mas os homens também podem apresentar. Embora muitos tipos de câncer de mama possam apresentar-se como um nódulo, nem todos o fazem dessa forma. Existem outros sinais e sintomas que, quando percebidos, devem ser comunicados imediatamente ao médico. O diagnóstico precoce é essencial para a cura da doença.

Com 11,4% do total, o câncer de pulmão aparece agora como o segundo mais diagnosticado, mas continua a ser o tipo de câncer que mais mata pessoas em todo o mundo.

Em 2020, o câncer de pulmão foi responsável pela morte de quase 1,8 milhão de pessoas, 18% do total de mortes por câncer. E se o da mama foi o mais diagnosticado em 2020, é apenas o quinto na lista dos que mais matam, depois do de pulmão, colorretal, fígado e estômago.

Conforme os especialistas, uma das razões para que o câncer de mama tenha se tornado de maior incidência pode estar relacionado a fatores sociais como o envelhecimento da população, a maternidade cada vez mais tardia ou outras situações como a obesidade, o sedentarismo, consumo de álcool ou dietas consideradas inadequadas.

De acordo com os dados da OMS, é possível verificar que o câncer de próstata foi, no ano passado, o terceiro mais diagnosticado. A doença é, no entanto, a oitava em relação ao número de mortes. No ano passado perderam a vida com câncer de próstata 370 mil pessoas.

Categorias
Helainy Araujo | Saúde Capilar Notícias do Jornal

A formação do cabelo (Parte 1)

 

Parte tão importante para a expressão da nossa identidade… Vamos entender como é o cabelo e como ele funciona e, para isso, é necessário entender a sua origem: como ele se forma, nasce, cresce, e assim conseguir saber porque ele é como é e aprender a lidar com isso da melhor forma possível, escolhendo com propriedade a melhor forma de cuidar dos nossos fios.

O cabelo é composto basicamente pela proteína queratina, que está presente numa concentração de aproximadamente 95%, além de água, minerais e outras substâncias. O cabelo é formado a partir dos folículos pilosos, que são invaginações da camada mais externa de nossa pele, a epiderme.

Acoplados ao folículo estão o músculo piloeretor, que têm a função de arrepiar os pelos e cabelos em situações em que a pele necessita de proteção, como em um ambiente frio; glândulas sebáceas, que excretam sebo para proteção e lubrificação da pele e couro cabeludo, e glândulas sudoríparas, que excretam o suor para regular a temperatura corporal. Tudo isso neste minúsculo duto por onde o cabelo nasce e cresce.

Na parte mais profunda do folículo piloso encontra-se a fábrica de cabelos, a matriz. Na matriz, alimentadas por capilares sanguíneos, as células que formarão o cabelo se multiplicam a todo o vapor, dentre elas células que fabricam principalmente queratina, que dará a estrutura do fio. E outras, os melanócitos, que fabricam principalmente a melanina, que dará a coloração natural do cabelo.

Nesta fase, o cabelo ainda tem a consistência de uma geleia até que, em determinado momento, avançando em direção à abertura do couro cabeludo, mas ainda no interior do folículo piloso, as células comprimem-se entre si queratinizando-se, adotando a consistência do cabelo totalmente pronto e assumindo suas características organizacionais e comportamentais

A partir deste ponto, as células antes vivas e em atividade, desidratam-se e morrem e o que permanece são somente suas carcaças recheadas de queratina. Com isso, o fio de cabelo já possui suas principais subdivisões: a cutícula, o córtex e a medula. A cutícula, parte mais externa do fio, é formada por células queratinizadas de alto grau de resistência e dureza, tendo a função de proteger o córtex dos agentes externos como o sol, vento, atrito, calor, etc.. Estas células ficam sobrepostas umas sobre as outras, de forma muito semelhante com escamas de peixe, tendo entre três e oito camadas de células envolvendo cada fio de cabelo. Por estarem dispostas em escamas, as cutículas proporcionam à estrutura do cabelo alta flexibilidade nos movimentos do fio.

O sentido ao qual estão dispostas as escamas parte do couro cabeludo às pontas dos fios, ou seja, a abertura das cutículas está disposta na direção das pontas dos fios. É por isso que não é recomendado fazer qualquer movimento que não seja neste sentido, podendo ter como resultado disso a abertura e danificação desta importante estrutura, expondo o interior do fio deixando-o mais vulnerável.

Foto: Pixabay

Helainy de Araújo Devos

Consultora de produtos capilares

www.saudecapilar.vip

contato@saudecapilar.vip

Categorias
Helainy Araujo | Saúde Capilar

Massagem no couro cabeludo

Além de muito satisfatória, causando bem-estar, a massagem no couro cabeludo é bastante indicada, pois os dois requisitos básicos para um couro cabeludo saudável são limpeza e estímulo.

Os tratamentos feitos no couro cabeludo devem ser feitos em movimentos contínuos e uniformes, que estimularão o couro cabeludo e ajudarão no relaxamento durante o ritual de higienização dos cabelos.

Importante saber que, caso o couro cabeludo esteja muito sensível ou com ferimentos, a massagem pode não ser indicada.

Tratamentos e massagens no couro cabeludo podem ser realizados antes da lavagem, com produtos específicos para o couro cabeludo seco, ou durante a lavagem − após o condicionador ter sido aplicado aos cabelos − para relaxamento.

A diferença entre uma massagem de “relaxamento” e de “tratamento” tem a ver com os produtos utilizados. Assim, para um ritual de relaxamento, praticamente qualquer condicionador pode ser usado para criar uma experiência agradável durante o banho.

Não importa o tipo e a indicação da massagem: ela deve ser feita com as pontas dos dedos, nunca com as unhas!

A finalidade de um tratamento geral do couro cabeludo é mantê-lo, bem como o cabelo, em condições limpas e saudáveis. E, para que qualquer tratamento seja eficaz, o couro cabeludo deve ser previamente examinado.

Nunca esqueçam que para ter cabelos bonitos, fortes e saudáveis, o couro cabeludo deve estar fortalecido, limpo e estimulado.