Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias Rio Turismo

Turismo: 17 milhões visitaram unidades de conservação federais em 2021

O Ministério do Turismo registrou 16,7 milhões de visitas às 145 unidades de conservação federais em 2021. O número é o maior registrado em, pelo menos cinco, anos e supera o cenário pré-pandemia de covid-19. Em 2017, foram registradas 10,7 milhões de visitas.

A área de conservação mais visitada foi a Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, em Santa Catarina, com mais de 7 milhões de registros. O território inclui, por exemplo, as praias dos municípios de Palhoça, Garopaba, Imbituba e Laguna, no litoral sul catarinense.

O segundo local mais visitado é o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro. Foram 1,7 milhão de visitas. O parque abriga uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno: o Cristo Redentor. É palco da Trilha Transcarioca, pioneira da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso no país, que compreende em seu percurso pontos como o Pão de Açúcar e a Lagoa Rodrigo de Freitas, que cruza o Rio de Janeiro, saindo da Barra de Guaratiba e chegando ao Morro da Urca.

Antes da pandemia de Covid-19, o Turismo de Natureza vinha registrando crescente interesse dos turistas. Em 2019, as unidades de Conservação federais registraram 15,3 milhões de visitas, um aumento de 24% em relação ao ano anterior, 2018 (12,4 milhões). Já em 2020, mesmo com o fechamento das unidades por seis meses, receberam um número significativo de visitantes: 9,3 milhões, com um crescimento contínuo de visitação até dezembro.

Veja o ranking das dez unidades de conservação mais visitadas:

1º Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca – 7.042.228

2º Parque Nacional da Tijuca – 1.739.666

3º Parque Nacional de Jericoacoara – 1.669.277

4º Parque Nacional da Serra da Bocaina – 718.453

5º Parque Nacional do Iguaçu – 696.380

6º Reserva Extrativista Marinha do Arraial do Cabo – 653.857

7º Área de Proteção Ambiental de Fernando de Noronha – 559.638

8º Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – 532.988

9º Monumento Natural do Rio São Francisco – 471.705

10º Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais – 334.437

 

 

 

Agência Brasil

Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias

Opção por feriado no interior eleva taxa de ocupação na rede hoteleira

Muitas cidades que ficam no interior do país devem apresentar maior ocupação dos hotéis durante este feriado de Tiradentes, segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) Nacional.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, a cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, deve ultrapassar os 90% dos quartos ocupados no período. Por causa de eventos programados para o feriado, a taxa de ocupação dos hotéis da capital, Porto Alegre, deve superar a dos anos anteriores à pandemia, ficando acima de 50%.

Ainda de acordo com a ABIH Nacional, em Florianópolis, capital catarinense, a expectativa é de 65% de ocupação dos hotéis. Já a Serra Catarinense deve registrar ocupação de 88% e, a Costa Verde Mar, de 86%.

No Rio de Janeiro, apesar das atenções voltadas para os desfiles das escolas de samba, a capital chega a 85% de quartos reservados para o período, enquanto outras cidades, tradicionais indutoras do turismo no estado, atingem números próximos a 90%.

Ainda na Região Sudeste, em Minas Gerais, Belo Horizonte deve chegar a 60%, enquanto alguns municípios do interior, incluindo as cidades históricas, estão com expectativa de atingir a 90% de ocupação.

São Paulo segue a mesma tendência. Na capital, a média de ocupação hoteleira alcança 40%. As opções em destinos turísticos localizados nas diferentes regiões do litoral e do interior do estado já estão com ocupação de 80%.

O levantamento feito pela ABIH Nacional mostra ainda que, na Região Nordeste, Alagoas deve atingir quase 79% de ocupação no feriadão; o Rio Grande do Norte, 63%; e Sergipe, cerca de 60%.

Em Pernambuco, a expectativa é ultrapassar 70% de ocupação. No Ceará, a previsão é de apenas 52,71% de vagas ocupadas na rede hoteleira. Segundo a ABIH Nacional, a explicação para o resultado aquém das expectativas é o alto custo das passagens aéreas.

 

 

Agência Brasil

Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Liberação dos cânions de Capitólio alimenta expectativa do turismo

Quase três meses após um paredão rochoso se desprender e atingir quatro lanchas, matando dez pessoas e ferindo várias outras, os cânions do Lago de Furnas, em Capitólio (MG), voltaram a ser reabertos à visita de turistas.

A liberação parcial das visitas náuticas aconteceu no último dia 30, com o aval da prefeitura. Além de estabelecer novas regras, como a obrigação dos condutores manterem as embarcações a uma distância mínima dos paredões e respeitarem os limites estabelecidos para cada trecho do percurso, o município – distante cerca de 282 quilômetros de Belo Horizonte – contratou uma equipe de geólogos para avaliar, diariamente, a estabilidade dos blocos de pedra.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Arantes Barros, o movimento de turistas durante o fim de semana passado, o primeiro desde a reabertura, foi pequeno, com uma média de cerca de 80 grupos de visitantes/dia – como este controle não era feito antes do acidente, no dia 8 de janeiro, não é possível fazer comparações. A expectativa, no entanto, é que o afluxo de pessoas aumente gradualmente nas próximas semanas, principalmente em função dos feriados prolongados de Páscoa e Tiradentes.

É preciso levar em conta que muitos fatores impactam o turismo, como a situação econômica, o preço do combustível, a estação do ano… Após tanto tempo, o movimento até que foi bom para um primeiro fim de semana. Principalmente considerando que era fim de mês”, disse Barros à Agência Brasil.

Membro da diretoria da Associação dos Empresários de Turismo de Capitólio (Ascatur), Vitor Vasconcelos afirma que as medidas de segurança adotadas após o acidente vêm sendo bem recebidas pelos visitantes e por quem trabalha com turismo.

“Uma coisa que nos preocupava era como as novas normas de segurança seriam recebidas. Acabou que todos as receberam muito bem. Os visitantes não só estão acatando todas as regras, como continuam curtindo os passeios”, comentou Vasconcelos. Segundo ele, o afluxo de turistas já vinha aumentando gradualmente desde fevereiro, em função das várias outras atrações turísticas da região.

“Dificilmente a pessoa que passar uma semana em Capitólio conhecerá mais da metade dos nossos atrativos turísticos”, garantiu Vasconcelos.

De fato, a cidade, que integra o Circuito Turístico Nascente das Gerais tem muito mais a oferecer do que os passeios náuticos pelo chamado “Mar de Minas”, como costumam ser chamados os 1.440 km² do lago da represa de Furnas – que, por sua vez, também não se limita à área de cânions, onde foram identificados cinco pontos de maior risco de queda de pedras.

“Apenas uma única área do lago onde é possível passear de lancha estava interditada”, frisou Vasconcelos. “Mesmo assim, com as notícias, a queda no movimento chegou a 95% logo após a tragédia. Mas se compararmos o resultado de abril deste ano com o de anos anteriores, a diferença já não foi assim tão grande. Também é preciso diferenciar as consequências do que aconteceu no dia 8 de janeiro daquilo que várias cidades turísticas estão enfrentando”, comentou Vasconcelos, citando, como exemplo, o impacto das fortes chuvas que atingiram o estado no início do ano, impactando o turismo.

decreto municipal que liberou os passeios náuticos em parte do Lago de Furnas estabelece que o retorno das embarcações deve ocorrer de forma controlada. Todos os limites e faixas de segurança devem estar sinalizados. No percurso delimitado identificado como Trecho 1, será permitida a entrada de, no máximo, quatro embarcações por vez. Já o chamado Trecho 2 só poderá ser acessado por uma embarcação por vez – e não será permitida nenhuma parada neste percurso.

Conforme estipulado pelas autoridades locais, os barcos deverão respeitar uma distância mínima dos paredões. Todos os passageiros deverão assinar um termo de consentimento contendo orientações sobre as novas regras de visitação, como o uso obrigatório de coletes salva vidas e de capacetes. Embarcações de mais de 32 pés não podem acessar os cânions. As demais, não podem exceder 3 nós de velocidade.

Segundo a prefeitura, as novas regras seguem as recomendações apresentadas pelos estudos geológicos realizados após a tragédia do dia 8 de janeiro e pela Polícia Civil de Minas Gerais. No inquérito policial instaurado para apurar o ocorrido, a Polícia Civil concluiu que eventos naturais causaram o desprendimento das rochas e que o “processo geológico de remodelamento de relevo” é comum na região, favorecendo que os blocos rochosos se rompam.

A Polícia Civil apresentou dez sugestões para aumentar a segurança das atividades turísticas no lago – entre elas, a limitação do número de embarcações navegando, simultaneamente, pelos cânions, a melhoria do sistema de alerta e o mapeamento das zonas de maior risco.

“Durante o período em que o acesso aos cânions ficou interditado, conseguimos criar e colocar em prática um plano de visitação para reforçar e garantir a segurança dos visitantes”, garantiu Barros, explicando que a prefeitura de Capitólio ainda estuda a possibilidade de instalar contenções metálicas em ao menos cinco pontos do lago a fim de minimizar os riscos de deslizamentos e queda de pedras.

“Estamos correndo atrás de recursos para fazer a contenção. Também estamos avaliando a possibilidade de instalarmos um sistema de monitoramento eletrônico da área. De qualquer forma, a análise geológica diária, feita por profissionais contratados pela prefeitura, em conjunto com as outras normas, já trazem uma segurança às atividades turísticas no lago”, comentou o secretário municipal.

Após a tragédia, empresários decidiram se unir para promover os atrativos turísticos da região. Uma campanha encabeçada pela Associação dos Empresários de Turismo de Capitólio (Ascatur) já arrecadou perto de R$ 1 milhão. Quantia que será investida em um projeto que, além de divulgar as atrações regionais, busca conscientizar quem vive na região – principalmente aqueles que trabalham com turismo – sobre a importância das regras de segurança adotadas após 8 de janeiro, quando um paredão rochoso se desprendeu e atingiu quatro lanchas.

“Infelizmente, as novas normas vêm acompanhadas de muita dor pelas perdas”, disse Vitor Vasconcelos, membro da diretoria da Ascatur, referindo-se às medidas que a prefeitura impôs para autorizar o retorno dos passeios náuticos pela área de cânions do Lago de Furnas, como a obrigação das embarcações turísticas manterem uma distância mínima dos paredões rochosos para evitar acidentes em caso de queda de pedras.

“Desde janeiro, muitos especialistas têm vindo à cidade realizar estudos. Hoje, o turismo no Lago de Furnas está muito mais seguro e organizado, mas precisamos que os moradores, os empresários, enfim, todos que vivem na região tenham acesso a estes conhecimentos. Só assim compreenderemos a razão de ser das novas regras e saberemos apresentá-las e justificá-las para os turistas.”

Segundo ele, as pessoas que visitaram os cânions do Lago de Furnas, desde o último dia 30, aceitaram bem as novas normas de segurança.

Setenta empresas da região colaboraram com o projeto, possibilitando a contratação de uma empresa de comunicação para desenvolver um plano de ação a partir da próxima semana. “A arrecadação foi a parte fácil. Tanto que os próprios empresários já manifestaram o interesse em uma segunda rodada, pois recebemos propostas muito boas e temos o intuito de fazer este tipo de investimento outras vezes”, contou Vasconcelos.

A iniciativa da Ascatur se soma ao projeto Reviva Capitólio – Viva o Mar de Minas, anunciado pelo governo de Minas Gerais no início de fevereiro. A proposta estadual prevê a destinação de R$ 5 milhões dos cofres públicos para promover a segurança de trabalhadores e turistas, além de fortalecer o turismo na região – uma das mais visitadas do estado.

A primeira etapa do projeto estadual, já em andamento, inclui a realização de um diagnóstico geológico e estrutural pormenorizado. O segundo eixo prevê o aprimoramento dos planos de gerenciamento costeiro; diretores; de zoneamento e de uso das águas não só de Capitólio, mas também de São José da Barra e de São João Batista do Glória, que aplicarão as regras conjuntamente.

Além disso, o governo estadual e as três cidades também devem promover, em parceria com órgãos públicos e entidades sociais, ações de capacitação para estimular o uso seguro e sustentável do Lago de Furnas. Por fim, o quarto eixo do projeto prevê ações de comunicação para divulgar o atrativo turístico para todo o país.

 

Agência Brasil

Categorias
Destaque Notícias Rio Turismo

Rio de Janeiro pode se tornar polo de turismo religioso

Autora de emendas ao Orçamento Estadual de 2022 que destinaram mais de R$ 13 milhões para o fomento do turismo religioso no Rio de Janeiro, a deputada Adriana Balthazar foi recebida, na última segunda-feira (21/03), pelo secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, para discutir meios de viabilizar o programa que pretende incluir o Estado no roteiro dos visitantes da Basílica de Aparecida.

“Aparecida recebe mais de 15 milhões de visitantes por ano. Queremos criar a possibilidade desses turistas incluírem o Rio de Janeiro neste roteiro. Além do Cristo, existem dezenas de atrações aqui que merecem a atenção desse público, como o Outeiro da Glória, a Catedral de São Sebastião, o Mosteiro de São Bento, entre outras¨, ressaltou a deputada

Participaram do encontro o presidente do Rio Convention e Visitors Bureau (Rio CVB), Carlos Werneck; o padre Omar, Reitor do Santuário Cristo Redentor; Berthaldo Soares, do Santuário Nossa Senhora de Fátima; Sofia Levy, representante do Memorial do Holocausto; e Luiz Strauss, presidente da Abav-RJ, que apresentou um Manifesto de Interesse com toda a infraestrutura necessária para a realização do programa.

“Nossa ideia é explorar, inclusive, o potencial do interior para construir uma rota contemplando todas as religiões e gerar renda para as cidades. Cada quarto de hotel ocupado gera três empregos diretos. Turismo é um grande investimento”, finalizou a deputada.

Categorias
Destaque Notícias do Jornal Turismo

Carnaval 2022: Região dos Lagos e Baixada Santista foram principais destinos do feriado

As altas temperaturas e a manutenção do feriado prolongado fizeram com que o Carnaval movimentasse bastante as rodovias brasileiras. Os já badalados destinos da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, e a Baixada Santista, em São Paulo, seguem no topo dos principais locais que os brasileiros procuram nesse período. Um levantamento feito pela Veloe, marca especializada em soluções de mobilidade urbana e gestão de frotas, comparou o número de transações de pagamento automático da sua base de clientes nos pedágios desse período (25/02 a 02/03) com a semana anterior.

No Rio de Janeiro, houve um aumento de 190% no movimento das estradas que levam em direção à Região dos Lagos, que incluem nove cidades como Cabo Frio, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios e Araruama. Com isso, o local ficou com a primeira colocação nos destinos mais procurados pelos turistas. Fechando o top 3, temos dois lugares em São Paulo: Baixada Santista com o crescimento de 53% no fluxo e Litoral Norte com 20%.

O levantamento feito pela Veloe também apontou as 10 regiões que tiveram maior aumento no movimento. O estado de Santa Catarina teve três destaques: Norte Catarinense (44%), Grande Florianópolis (39%) e Sul Catarinense (23%). Ainda no Sul do país, outras duas áreas chamaram atenção, sendo uma no Paraná e outra no Rio Grande do Sul: região Metropolitana de Curitiba (38%) e região Metropolitana de Porto Alegre (30%).
As outras regiões com maior movimento ficam no Sudeste, com mais dois destaques para São Paulo: Itapetininga (34%) e Litoral Sul (25%), um no Rio de Janeiro: Baixadas Fluminense (28%), um em Minas Gerais: Zona da Mata (22%) e por fim, Litoral Norte Espírito-Santense (23%).

Categorias
Destaque Notícias do Jornal Turismo

Bondinho Pão de Açúcar tem programação especial para a semana de Carnaval

Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2022 — O Bondinho Pão de Açúcar vai ser contagiado pelo espírito do verão no feriado de Carnaval. Entre os dias 26/02 e 01/03, o parque vai promover uma série de atividades para animar todos os visitantes com apresentações musicais do Bloco do Bondinho, formado por músicos de blocos que animam o Carnaval do Rio. Além disso, durante o período o parque vai oferecer descontos na compra de ingressos pelo site com a promoção “Todo Mundo no Bondinho”.

Na programação, estão apresentações musicais do Bloco do Bondinho, criado especialmente para animar o feriado, com músicos de blocos como Amigos da Onça, Vem Cá Minha Flor e Céu na Terra. As apresentações vão acontecer no Mirante Maria Ercília, localizado no Morro da Urca, sempre às 14:30h e 15:30h, com uma seleção de músicas que vão das tradicionais marchinhas de carnaval aos famosos sambas para animar o feriado.
Para homenagear o aniversário da cidade do Rio, no dia 01/03, o parque também distribuirá sucolés do Claudinho, famoso tipo de sacolé das praias tão adorado pelos cariocas.

A ação acontece às 11h e 15h no Morro da Urca especialmente para comemorar a data e compartilhar esse costume típico do verão com os turistas do parque. A comemoração fica ainda mais completa com uma cenografia de praia no Morro da Urca, criada especialmente para a temporada de verão no parque. A iniciativa busca proporcionar aos visitantes a experiência de curtir as praias cariocas e tirar fotos para registrar o momento.

E para que os cariocas e turistas possam aproveitar o período no parque de forma ainda mais especial, o Bondinho Pão de Açúcar está oferecendo descontos exclusivos para o feriado. Com a promoção “Todo mundo no Bondinho”, na compra de três bilhetes pelo site com o cupom TODOMUNDO, o de menor valor sai por R$ 1. A promoção é válida até o dia 02/03.

Além disso, os visitantes que realizarem a compra do bilhete acesso rápido, que garante prioridade de embarque em todas as estações e recepção pelo lounge VIP, ainda ganharão uma taça de espumante para brindar o momento. A promoção acontece de acordo com a disponibilidade do estoque.

“Queremos sempre surpreender nossos visitantes positivamente e levar uma experiência ainda mais encantadora para todos eles. Neste feriado, não poderíamos deixar de homenagear o Carnaval, o verão carioca e o aniversário do Rio, por isso, trouxemos ações especiais como o Bloco do Bondinho, a distribuição de sucolés e a promoção Todo Mundo no Bondinho. É uma ótima oportunidade para turistas e cariocas aproveitarem a data e curtirem o parque.”, diz Sandro Fernandes, CEO do Bondinho Pão de Açúcar.

Serviço:
Feriado de Carnaval no Bondinho Pão de Açúcar
Data: até 02/03 (Promoção Todo mundo no Bondinho) de 26/01 a 01/03 (apresentações musicais do Bloco Bondinho) e 01/03 (distribuição de sacolés).

Horário de funcionamento do parque: todos os dias, das 9h às 20h, com entrada de visitantes no parque permitida até as 19h.
É obrigatório apresentar comprovante de vacinação físico ou do app Conecte SUS, de acordo com o calendário de vacinação do Rio de Janeiro, e documento de identificação com foto para entrada no parque. Mais informações no site.

Valor dos ingressos: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia entrada).
Crianças até 5 anos não pagam.

Para a visita, a orientação é adquirir o bilhete antecipadamente no site.

Todas as informações estão disponíveis no perfil oficial do parque no Instagram (@bondinhopaodeacucar).

Endereço: Avenida Pasteur, 520 — Urca.
Abrangência de municípios do Grande Rio para promoção Carioca Maravilha: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá, Petrópolis, Cachoeira de Macacu e Rio Bonito.

REGULAMENTO PROMOÇÃO “TODO MUNDO NO BONDINHO”

1) Na compra de 3 (três) bilhetes* no site oficial do Bondinho Pão de Açúcar, utilizando o código de desconto “TODOMUNDO”, será aplicado desconto sobre o bilhete de menor valor, que passará a custar R$ 1,00 (um real). *válido para quaisquer bilhetes de passeio completo (4 trechos) disponíveis para compra no site oficial.

2) A Promoção é válida para as compras de bilhetes feitas exclusivamente no site oficial do Bondinho Pão de Açúcar® no período de 16/02/2022 a 02/03/2022, e com data de visitação de 16/02/2022 a 02/03/2022.

3) A promoção é válida somente para bilhetes comprados para a mesma data de visitação e desde que todos os bilhetes do pedido sejam utilizados juntos na entrada do parque.

4) O valor promocional não é cumulativo com outras opções de desconto ou meia entrada já existentes.

5) A promoção é válida para todos os visitantes, desde que atendendo os demais pré-requisitos dispostos neste regulamento.

6) A empresa se reserva no direito de suspender as promoções em dias de evento no parque, em caso de lotação esgotada e por motivos de manutenção ou força maior.

7) O Bondinho Pão de Açúcar se compromete a cumprir as leis, regras e regulamentos aplicáveis aos dados pessoais tratados em razão desta campanha “Promoção Todo Mundo”, incluindo, mas não se limitando a Lei nº 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais).

8) A promoção não invalida os documentos comprobatórios necessários para bilhetes de meia entrada ou Carioca Maravilha, de acordo com as respectivas Regras de Desconto.

 

Categorias
Destaque Notícias do Jornal Turismo

Carnaval na Região dos Lagos

Na cidade do Rio de Janeiro, alguns blocos de carnaval foram cancelados e o tradicional desfile das escolas de samba foram adiados para abril. Com programação baixa na capital, muitas pessoas procuram a região dos lagos para passar o fim de ano.

BÚZIOS

A programação de blocos de carnaval foram canceladas pela Prefeitura, mas a cidade está recebendo shows privados de artistas famosos que acontecerão até o feriado de carnaval. A temporada de navios também sofreu uma pausa, mas a cidade continua se mantendo de forma equilibrada. Para quem curte uma boa gastronomia, o pôr do sol no Porto da Barra é uma charme. A noite, a Rua das Pedras é onde todo mundo se encontra. E praias, as mais frequentadas são Geribá, Azeda, João Fernandes e Tartaruga. As sossegadas são Tucuns e Rasa. Vale muito a pena fazer trilhas em Búzios também, principalmente na Ponta do Pai Vitório. 

CABO FRIO

Foi uma das primeiras cidades a cancelar os blocos de rua, que também não acontecerão. Casas noturnas, bares e restaurantes estão funcionando normalmente. Cabo Frio é conhecida por grandes shows na Praia do Forte, mas este ano não acontecerá por conta da pandemia. Vale a pena curtir a Praia do Forte e tomar um sorvete na orla no fim de tarde, conhecer a Ilha do Japonês, Praia do Peró e a bohemia noturna do bairro da passagem com os charmosos bares e restaurantes com música ao vivo. O bairro da passagem lembra um pouco a vibe de Búzios.

ARRAIAL DO CABO

Arraial do Cabo também teve os blocos carnavalescos cancelados, e o comércio continua funcionando normalmente. Os passeios são regulares e nenhum evento ainda confirmado até o momento. Vale a pena vivenciar as belezas da Praia Grande, Praia do Forno e Prainha, que estão entre as mais procuradas. O mergulho é atrativo principal na cidade, que compõe os passeios de barco nas águas cristalinas de Arraial do Cabo. 

Categorias
Brasil Destaque Economia Notícias Turismo

São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são os destinos mais buscados no verão na região sudeste

A ClickBus, maior plataforma de transações online para o transporte rodoviário de ônibus no Brasil, fez um levantamento sobre a demanda de bilhetes de ônibus neste verão. Nacionalmente, a plataforma registrou um aumento de 116% na busca online de passagens rodoviárias, em comparação com o mesmo período de 2021.

A região Sudeste foi a segunda mais buscada, com um aumento de 131% na procura de bilhetes rodoviários. Os destinos mais quentes na região são as capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Confira o Top 10 Destinos Sudeste:

1 São Paulo
2 Rio de Janeiro
3 Belo Horizonte
4 Campinas
5 Santos
6 Praia Grande
7 Ribeirão Preto
8 Guarujá
9 Guarulhos
10 Juiz de Fora

O estudo utilizou como base as vendas realizadas entre 01 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022, levando em conta passagens com embarque entre 01 de janeiro e 31 de março de 2022.

Categorias
Brasil Cultura Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Rio Turismo

São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são os destinos mais buscados no verão na região sudeste

A ClickBus, maior plataforma de transações online para o transporte rodoviário de ônibus no Brasil, fez um levantamento sobre a demanda de bilhetes de ônibus neste verão. Nacionalmente, a plataforma registrou um aumento de 116% na busca online de passagens rodoviárias, em comparação com o mesmo período de 2021.

A região Sudeste foi a segunda mais buscada, com um aumento de 131% na procura de bilhetes rodoviários. Os destinos mais quentes na região são as capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Este estudo utilizou como base as vendas realizadas entre 01 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022, levando em conta passagens com embarque entre 01 de janeiro e 31 de março.

A ClickBus é maior plataforma de transações online para o transporte rodoviário de ônibus no Brasil, é o principal agente de mudança de comportamento de compra de passagens de ônibus no Brasil, trabalhando de forma ativa em todas as pontas do ecossistema digital para facilitar a vida de quem viaja de ônibus: como um agregador (GDS), uma plataforma online (OTA) e operador de sites de empresas de ônibus e rodoviárias (Gestor de Whitelabel). Com cerca de 170 empresas em seu portfólio que levam para mais de 4 mil destinos, a plataforma trabalha como um facilitador entre os viajantes e as empresas de ônibus. Até o final de 2020, vendeu online mais de 25 milhões de passagens rodoviárias.

 

Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Rio Turismo

Setor turístico está retomando no Brasil, diz ministro

O ministro do Turismo, Gilson Machado, disse que o setor turístico no Brasil está retomando a geração de emprego e renda com o avanço da vacinação contra a covid-19 na população brasileira e com a menor letalidade da variante Ômicron do novo coronavírus.

“O turismo vem há oito meses consecutivos com números positivos. Em novembro, tivemos um faturamento com o turismo no Brasil de R$ 14,7 bilhões, em dezembro, de R$ 19 bilhões. Entre outubro e final de fevereiro, vamos criar, só no turismo, 500 mil novos empregos de carteira assinada”, disse o ministro.

Gilson Machado recebeu, na segunda-feira, o título de Cidadão do Estado do Rio de Janeiro e a Medalha Tiradentes, a maior honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

 

 

Agência Brasil