Categorias
Diário do Rio Marynês Meirelles | Direto ao Ponto Notícias do Jornal

Direto ao ponto: Afim ou A fim?

Helena, administradora de um condomínio residencial, resolveu convidar profissionais para participarem de “lives” relacionadas aos cuidados coletivos que são necessários para o melhor convívio entre os moradores. Enviou um recado a todos que dizia:

“Estamos convidando profissionais da área da saúde para um bate papo sobre boas condutas, visando o bem-estar coletivo.  Caso haja em sua residência um profissional de área afim à saúde, favor entrar em contato com a administração”.

João Carlos, ao receber o convite, chamou logo sua esposa e disse:

-Não entendi! Como assim? A fim de quê? De quem?

Carminha, calmamente, explicou:

-Você realmente não entendeu. Profissionais de áreas afins são profissionais que trabalham, neste caso, em qualquer profissão que tenha ligação com a área da saúde, como médicos, infectologistas, psicólogos etc. Áreas afins!!!

Direto ao ponto: 

Errado: O psicólogo é de uma área “a fim” à área da educação.

Certo: O psicólogo é de uma área “afim” à área da educação.

O adjetivo AFIM expressa a ideia de afinidade, de aproximação, de convergência entre duas ideias, fatos, pensamentos ou situações. Usa-se quando, dois ou mais elementos possuem, entre si, relação de afinidade, semelhança. Plural: afins

Exemplo:

Sílvia e Beto possuem um gosto musical afim.

“A FIM DE” é uma locução prepositiva  e expressa a ideia de finalidade, ou seja, indica o objetivo pelo qual se exerce uma determinada ação.

Exemplo:

Hoje não estou a fim de sair.

Marynês Meirelles
Pedagoga e professora de Língua Portuguesa. Pós-graduada em Educação Infantil  e com MBA em Responsabilidade Social (UFF) e Gestão Ambiental (UGF). Mestra na área de saúde e Meio Ambiente (UNIPLI). É sócia proprietária da Essencial Creche Escola na Barra da Tijuca. Trabalha como produtora cultural do programa Sábado é Show na Rádio Bandeirantes onde tem o quadro “Toque Show”, dando dicas da Língua Portuguesa.

Categorias
Entrevistas

Youtuber Brancoala oferece dicas espertas para aprender novos idiomas

Com mais de 7 milhões de seguidores, Branco, ou “Brancoala”, possui um canal com conteúdo voltado para a família. Atualmente, ele mora nos Estados Unidos com a esposa e os dois filhos. É um papai style, cantor, produtor musical, designer gráfico, youtuber e escritor.

Também passa a maior parte do tempo gravando, editando vídeos, bebendo chimarrão, tocando violão e brincando de “Hot Wheels”. Branco também lançou o livro “Brancoala e Familia”, explicando como é possível reconecta-se com seu propósito de vida aprendendo a alinhar com seus objetivos e sonhos.

Além do conteúdo sobre autoconhecimento, há uma parte dedicada a história da família, como eles começaram a vida em outro país do zero, qual a melhor hora para ter um filho e como os pais de primeira viagem podem lidar com as próprias ansiedades e dúvidas.

O produtor de conteúdo já conheceu diversos países e procura incentivar os filhos pequenos para que aprendam novas línguas.

Dominar um novo idioma pode parecer uma tarefa muito complicada, mas na verdade há formas de facilitar o estudo de uma nova língua. Além dos cursos tradicionais que podem ser feitos online ou presencialmente, existem algumas dicas que podem colaborar com esse processo, melhorando o entendimento de conteúdo falado e escrito, além da conversação.

Brancoala, youtuber e produtor de conteúdo há mais de dez anos, já morou em diferentes países do mundo junto com a sua família e por esse motivo precisou aprender e se adaptar a diversos idiomas. “O inglês sempre foi primordial para toda a família, por isso sempre incentivamos a melhor forma de aprender em casa, além das aulas, é claro. Com isso, eles se acostumam mais facilmente e desenvolvem o aprendizado de forma mais eficiente”.

 

Foto: Reprodiução

Confira as dicas de Branco para aprender novos idiomas:

É importante ler no idioma que quer aprender?

Vale a leitura em qualquer idioma e de qualquer livro que seja, dos mais simples aos mais complexos. Inicialmente, livros infantis podem ajudar a colocar o objetivo em prática, até mesmo quadrinhos valem. Com o passar do tempo, podem ser adicionados romances e livros técnicos à rotina de leitura.

Acompanhar letras de músicas funciona?

Ouvir músicas em inglês ou qualquer outra língua é ótimo, pois ajuda a entender as palavras de forma plena: além do significado, se aprende também a pronúncia.

Sobre séries e filmes legendados?

Qualquer um desses é uma boa opção, especialmente se já existe alguma familiaridade com o que está sendo assistido. Ainda assim, uma boa dica é utilizar animações, uma vez que os diálogos são mais simples.

A moda agora são os podcasts. Ouvir em inglês é bacana?

Essa modalidade de conteúdo tem crescido muito em todos os países. Para começar a aprender o inglês, por exemplo, há bons canais que podem ajudar. Além de canais mais conhecidos, como o New York Times (para quem já tem algum entendimento), há também canais brasileiros como o Inglês Nu e Cru Rádio, com episódios curtos e interessantes.

Quanto ao YouTube?

Além de diversos canais internacionais com os mais diferentes temas, há também opções focadas apenas no aprendizado de novos idiomas, sendo o inglês o mais comum.

Outra tendência são os cursos online. O que acha?

Há muitos cursos disponíveis na internet, sejam pagos ou não, com professores especializados que podem dar mais atenção a pontos de dificuldade. Além disso, uma outra vantagem dessa modalidade é que, por poder ser feito à qualquer hora, pode ser adaptado à rotina do estudante.

E os aplicativos?

Com o celular sempre disponível, é possível dedicar alguns minutos diariamente para entender melhor uma nova língua. Aplicativos de dicionários são uma boa ideia para aumentar o vocabulário. Já aplicativos como o Duolingo, que tem diversas aulas de muitos idiomas ajudam a desenvolver melhores diálogos e novas palavras também.

Para conhecer um pouco mais dessas situações engraçadas e inusitadas pelas quais todos os pais passam, acessem  https://brancoala.com/.

No Youtube, pelo https://www.youtube.com/user/brancoala, canal com mais de 7 milhões de seguidores  e instagram @brancoala, onde mais de 280 mil pessoas recebem diariamente novos conteúdos

 

Categorias
Marynês Meirelles | Direto ao Ponto

Cidadões x cidadãos

Em tempo de corona vírus, um pequeno resfriado pode ser assustador. Em um hospital público, Paula aguardava na fila para ser atendida. Uma funcionária surge no meio da sala de espera e diz: 

─ Os atendimentos estão demorados porque muitos cidadões estão resfriados e nossos consultórios estão lotados. Tenham calma, por favor! 

Paula repetiu, já fazendo a correção:

 ─ Muitos cidadãos estão resfriados, não é isso?

 ─ É, ainda bem que a senhora entendeu. Os cidadões ficam nervosos e querem logo ser atendidos. 

─ Ah, entendi. Os cidadãos ficam nervosos.

 ─ A senhora está com algum problema? Eu já disse isso.

 ─ Ah, está bem. Eu não tinha compreendido…  

DIRETO AO PONTO  

Errado: os cidadões estão doentes.  

Correto: os cidadãos estão doentes.  

O plural de cidadão é cidadãos. O acréscimo apenas do “s”, resultando na terminação ‘ãos’, ocorre em todas as paroxítonas (quando a sílaba tônica, mais forte, da palavra é a penúltima) e em algumas oxítonas (quando a sílaba tônica é a última), inclusive em algumas monossílabas.  

Veja alguns exemplos: órfão – órfãos / bênção – bênçãos / cidadão – cidadãos / irmão – irmãos / sótão – sótãos / mão – mãos / chão – chãos / grão – grãos. 

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca

“Tem um Psicanalista na Nossa Cama” reestreia no Rio

A partir do dia 1º de abril, o Centro Cultural Light abre a sua temporada de 2020 trazendo o espetáculo ‘Tem um Psicanalista na Nossa Cama’ de volta ao palco do Teatro Lamartine Babo. A comédia foi escrita na década de 70 por João Bethencourt e já contou com diversas montagens no Brasil, assim como em mais de 27 países. A peça ficará em cartaz até o dia 31 de julho, com apresentações sempre quartas, quintas e sextas-feiras, às 19h (exceto feriados). Ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).

Foto: Tiago Xavier

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas

Especialista dá dicas valiosas para o caminho do autoconhecimento e combate a ansiedade

Foto: Reprodução

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com o maior número de pessoas que sofrem de ansiedade. Nas capitais, principalmente, temos a sensação que nossa vida está passando de forma incrivelmente rápida. Essa rotina de alta intensidade e velocidade se torna, por vezes, muito cansativa, com pouco tempo para pensar, organizar as ideias e objetivos maiores, que de fato impactariam nossa realidade positivamente. Em decorrência disso, muitas pessoas abrem mão dos seus sonhos para focar apenas em uma rotina automatizada e em algumas vezes, em atividades que não fazem sentido para elas mesmas.

Uma proposta para solucionar essa fluidez desesperada vem do autor Wagner Mota, que, em seu novo livro, O código da realização, publicado pela Literare Books International, auxilia o leitor, propondo um método, em cinco passos para buscar e concretizar seus sonhos de forma equilibrada e aderente ao seu real propósito. O autor, que também é advogado, palestrante e coach, traz a relação entre vários  âmbitos da vida, tais como: social, afetivo, profissional e explica como eles estão interligados,  trazendo exemplos de como trabalharmos àquele aspecto mais negligenciado; o que acaba alavancando os demais. A palavra chave é o equilíbrio.

Para ser capaz de conciliar esses aspectos, o leitor aprenderá conceitos de grande relevância para a vida, como por exemploaspectos da psicologia positiva, identificação de tipos de perfis, caminhos para o autoconhecimento, realização mais ágil dos objetivos e como aplicar este aprendizado em seu dia-a-dia. Cada técnica apresentada contém grande riqueza científica e social, e são evidenciadas algumas ferramentas, para englobar os diversos perfis que estejam dispostos às mudanças necessárias.

 

Sobre o autor

Wagner Mota é autor, palestrante, advogado, estudioso de neurociência, mentor de carreira. Criador do método O código da realização com alunos em cinco países. Instrutor de Coaching; credenciado ao International Coaching Council – ICC. Master Business Administration pela Escola de Negócios da PUC/RS. Trabalhou durante 12 anos na área de RH da 4ª maior empresa do mundo em seu segmento – Sabesp e, desde 2011, atua como gestor jurídico na mesma Cia.; é consultor formado pela Adigo Desenvolvimento, com fundamentos na Antroposofia e especializado em análise de perfil. Estudioso da cultura e filosofia chinesa com formações como instrutor com mestres brasileiros e chineses. Ministra treinamentos, seminários e palestras. É cofundador da I9BR, também realiza trabalhos voluntários como mentor de carreira para jovens que desejam ingressar no mercado de trabalho.