Categorias
Arte Destaque Infantil Música Notícias Rio

Shopping promove gincana infantil neste domingo

Atividade gratuita com brincadeiras interativas acontece a partir das 16h

Neste domingo, dia 10 de julho, o Caxias Shopping recebe mais uma atração gratuita da programação infantil especial do Domingo Divertido, projeto que acontece no 2º e no 4º domingos do mês com atrações para encantar toda a família. Os pequenos vão se divertir com a “Gincana: Show da Galerinha”.

Na atividade, a criançada vai participar de uma super gincana, com divertidas brincadeiras interativas, muita música, provas, perguntas e curiosidades. Ainda, haverá a distribuição de bolas em formatos diversificados.

Mais informações sobre a programação do Domingo Divertido no site

Domingo Divertido no Caxias Shopping
Horário: Início às 16h
Local: Praça de alimentação
Programação:
10/07 – Gincana: Show da Galerinha
24/07 – Teatro: Chapeuzinho Vermelho
PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Caxias Shopping
Rod. Washington Luiz, 2895 – Duque de Caxias/RJ
Central de Atendimento ao Cliente: (21) 2018-2324
Informações no site e no instagram 

Categorias
Cultura Destaque Notícias Rio

Complexo do Alemão ganha espaço dedicado às crianças

PROJETO FAVELAS DO BRINCAR INAUGURA AÇÃO NA ONG EDUCAP, NO RIO DE JANEIRO

O conjunto de favelas do Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro, tem um novo espaço dedicado aos pequenos, com jogos e brincadeiras concebidos especialmente para ajudar a desenvolver suas habilidades emocionais, cognitivas, físicas, sociais e criativas. Favelas do Brincar, uma série de intervenções lúdicas dedicadas ao desenvolvimento das crianças que serão implementadas em áreas públicas de favelas. A iniciativa do Movimento Unidos Pelo Brincar, que chega ao Alemão, já passou por Paraisópolis (SP) e, nos próximos meses, segue para Heliópolis.

A sede de contêineres empilhados e coloridos que dão vida ao Espaço Democrático de União, Convivência, Aprendizagem e Prevenção (EDUCAP) é o espaço que abriga as intervenções Favelas do Brincar no Alemão. Com a iniciativa, foi realizada ainda uma obra de revitalização que gerou um pouco mais de segurança às crianças, com a construção de muros de proteção no ambiente. Atualmente, o EDUCAP está à frente de atividades educacionais, ações dedicadas às mulheres, projetos comunitários e profissionalizantes, além de ser uma base de acolhimento para as famílias da comunidade e fora dela.

Toda criança tem o direito ao lazer, por isso, o ‘Favelas do Brincar’ tem uma importância neste contexto. O brincar traz desenvolvimento e inclusão para as crianças, principalmente, àquelas que precisam de espaços lúdicos de interação, segurança e qualidade. Isso é de extrema importância nas favelas – afirma Lúcia Cabral, educadora e fundadora do Educap.

Foto : Divulgação 

Direito fundamental de toda criança, o brincar é parte integrante dos processos de aprendizagem. No cenário brasileiro e em especial nas comunidades, espaços adequados são um desafio, que se tornou ainda mais crítico durante a pandemia da COVID-19. A pesquisa “O Brincar nas Favelas Brasileiras”, realizada pelo movimento Unidos pelo Brincar em parceria com o Instituto Locomotiva e o Data Favela, apontou que 88% das mães entrevistadas recorrem a telas (celular), TV para entreter as crianças. A quarentena e o fechamento de creches e escolas, ao invés de aproximar mães e filhos, os afastou ainda mais: 50% acham que a pandemia trouxe dificuldade em encontrar tempo para brincar com as crianças. E não é por falta de compreensão da importância do brincar. Na pesquisa, 92% das mães dizem acreditar que as brincadeiras são importantes para o aprendizado infantil, principalmente para habilidades de comunicação, socioemocionais, desenvolvimento físico e concentração.

O Favelas do Brincar nasce dentro do Movimento Unidos Pelo Brincar, em parceria com o G10 Favelas, como fruto da percepção dessa situação crítica. Seu objetivo é impulsionar a aprendizagem através das brincadeiras e abrir caminhos para que organizações, comunidades e governos repliquem o formato em outros territórios. Os recursos utilizados para desenvolvimento das ações nas favelas de Paraisópolis (SP), Heliópolis (SP) e Complexo do Alemão (RJ) estarão disponíveis no site favelasdobrincar.org. Seu público alvo são instituições, governos locais e também cidadãos organizados que decidam replicar a intervenção em suas comunidades em prol das crianças, do brincar e do aprendizado. O Favelas do Brincar reforça o objetivo de unir organizações da sociedade civil e chamar a atenção do poder público para a importância desses espaços para o desenvolvimento integral das crianças.

A iniciativa usa recursos do projeto Pé de Infância, da Bernard van Leer Foundation, e da iniciativa Playful Learning Landscapes (PLLAN).

Confira aqui as fotos da ação no Complexo do Alemão.

Sobre o Movimento Unidos pelo Brincar

O Movimento Unidos pelo Brincar tem a missão de promover a valorização do brincar como um dos pilares do desenvolvimento infantil. Através do brincar, crianças desenvolvem diversas habilidades, e por esse motivo o Movimento visa estimular famílias, cuidadores e o setor público a oferecer mais oportunidades de aprendizagem lúdica para todas as crianças. Com financiamento da Fundação LEGO, a iniciativa atua desde 2019 com ações no Brasil, Colômbia, México e Ruanda.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Prefeitura promove colônia de férias em parques naturais do Rio; veja como se inscrever

A prefeitura está promovendo colônia de férias em parques naturais da cidade, para que crianças possam aproveitar as férias escolares.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Educação Ambiental, informou que programou diversas atividades lúdicas e educativas para o período de recesso, nos Núcleos de Educação Ambiental dos Parques Naturais Municipais Marapendi, Bosque da Barra, Grumari e Grajaú.

Entre os dias 15 e 30 de julho, sempre na parte da manhã, os espaços esperam as crianças para se divertirem enquanto aprendem a importância de defender o Meio Ambiente.

A programação inclui oficinas de reaproveitamento, yoga infantil, teatro de fantoches, cine ambiental, contação de histórias e caminhadas ecológicas. Devido à pandemia de Covid-19, o número de participantes por atividade será reduzido e todos os inscritos terão que respeitar o distanciamento, usar máscara e manter a higiene das mãos.

As atividades são gratuitas e abertas a crianças de até 12 anos. Para participar, basta inscrever-se pelo e-mail centrodeeducacaoambientalrj@gmail.com.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

PNM GRUMARI

16/07

08h30 – Acolhimento
09h – Alongamento dos bichos
09h15 – Caminhada pelo viveiro
09h30 – Oficina de mosaico ecológicos com elementos naturais coletados na caminhada
10h – Tinta natural
11h – Bolhas de sabão
11h30 – Roda de conversa
11h50 – Despedida
12h – Encerramento

23/07

08h30 – Acolhimento
09h – Escravos de Jó gigante/Alongamento
09:15 – Contação de história /Teatrinho Flora
10h – Oficina sensorial natural
10h30 – Oficina de stencil ecológico
11h – Brincadeiras e gincanas naturais
11h50 – Despedida
12h – Encerramento

PNM BOSQUE DA BARRA

17/07
9h às 13h
Exposição Biodiversidade do Bosque da Barra
Van da educação ambiental

21/07
10h às 12h
Caminhada ecológica
Oficina de reaproveitamento
Cine ambiental

24/07
10h às 12h
Caminhada ecológica
Aula de pintura

28/07
10h às 12h
Caminhada ecológica
Jogos e gincanas ambientais

PNM MARAPENDI

20/07

8h30 – Chegada
9h- Conhecendo a fauna do Marapendi
9h30 – Trilha orientada no parque
10h30 – Conhecendo o Projeto Rio Eco Pets
11h – Oficina de reaproveitamento
12h – Encerramento

22/07
8h30 – Chegada
9h – Visita a torre de observação de aves
10h – Conhecendo as abelhas nativas com a AME RIO
11h – Observação da fauna na Lagoa de Marapendi
11h30 – Plantio
12h – Encerramento

27/07
8h30 – Chegada
9h – Yoga para crianças
9h30 – Oficina de reaproveitamento
10h30- Cine ambiental
11h – Teatro de fantoche – Van Itinerante
12h – Encerramento

29/07

8h30 – Chegada
9h – Capoeira
10h30 – Contação de História “O Pássaro Dourado” com a autora Arlete Coelho
11h30 – Dinâmica ambiental
12h – Encerramento

PARQUE ESTADUAL GRAJAÚ

29/07

9h às 12h
Caminhada ecológica no Parque Estadual do Grajaú

14h às 16h
Atividades no viveiro do Parque Estadual do Grajaú:
Preparo de sementes, semeadura e práticas com plantas nativas

30/07

10h às 12h
Oficina de artesanato com materiais recicláveis

14h às 16h
Observação da fauna nas trilhas do Parque Estadual do Grajaú

31/07
10h às 12h

Plantio de espécies nativas do Parque Estadual do Grajaú
Oficina para elaboração de composteira no balde

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Roda-gigante Rio Star terá horário ampliado no feriado de Corpus Christi

Em função do feriado de Corpus Christi que acontece nesta quinta-feira (3), a roda-gigante Rio Star resolveu ampliar o horário de atendimento. Entre os dias 3 e 6 de junho a atração funcionará das 10h às 20h.

Além do horário estendido, quem for na Rio Star em um desses dias aproveitará a promoção O Dobro de Felicidade, em que os visitantes podem dar duas voltas na atração pelo preço de uma. As voltas devem ser realizadas na mesma visita e não são consecutivas.

Do alto da Rio Star, é possível apreciar diversos marcos do Rio de Janeiro, como o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã, o morro do Pão de Açúcar, a Cidade do Samba, a ponte Rio-Niterói, a Baia de Guanabara, entre outros. Além da vista panorâmica, a atração conta com a Star Cafe, um espaço que oferece diversas opções de alimentos e bebidas e a Star Shop, onde é possível encontrar canecas, camisetas, copos e outras opções de presente, e garantir uma lembrança da Rio Star.

Vale ressaltar que para acessar a roda-gigante os visitantes que forem de VLT devem descer na estação Cidade do Samba e quem for de carro pode utilizar o estacionamento do edifício AQWA Corporate com diária de R﹩20,00.

A Rio Star informa que segue todos os protocolos de segurança e higiene recomendados pelos órgãos competentes contra a Covid-19. Além disso, diz que criou o programa Visita Segura, que engloba outras medidas para a atração, como cabine exclusiva para até 4 pessoas do mesmo grupo, controle de fila para manter o distanciamento de 2m entre as pessoas, a desinfecção constante das cabines e priorização de pagamento sem contato físico.

Serviço:

Rio Star

Horário de funcionamento: Todos os dias, exceto quarta-feira, das 10h às 18h.

Horário de Funcionamento especial: 3 a 6 de junho, das 10h às 20h

Endereço: Av. Rodrigues Alves, 455 – Santo Cristo, Rio de Janeiro

Site: https://riostar.tur.br/

Promoção: Os ingressos podem ser comprados online, por meio do site da Rio Star (riostar.tur.br), ou direto na bilheteria no local. As voltas devem ser realizadas na mesma visita e são não consecutivas.

Ingressos a partir de R﹩35,00.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

Bar do Zeca Pagodinho está de volta

O Bar do Zeca Pagodinho está de volta com seus dias de samba e seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades da saúde, garantindo a segurança de todos os seus clientes, funcionários e artistas neste período de pandemia.

A entrada só é permitida com uso de máscaras e o Bar disponibiliza álcool em gel na recepção, toillets e balcões. As mesas, além de contarem também com álcool em gel, são higienizadas a cada troca de cliente que têm a temperatura medida na entrada do shopping. Os consumidores podem acessar, em seus lugares, o cardápio digital diretamente da tela de seus smartfones, através de ‘QR Code’.

Ainda seguindo as orientações sanitárias, a pista de dança foi, provisoriamente, fechada e, para que todos possam manter o distanciamento social, o estabelecimento está com sua capacidade reduzida em 50%.

PROGRAMAÇÃO BAR DO ZECA PAGODINHO – DE 27 a 01/11

TERÇA-FEIRA: 27/10

Chapola: Tocar clássicos do samba e da MPB, sempre buscando a alquimia dos batuques e influências marcantes do choro, jazz, balanço e funk é marca registrada deste artista que traz em seu repertório o ecletismo, que impressiona várias tribos. Chapola traz, sem perder o swing, uma irreverência do som do samba ao misturar sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila e Cartola com suas músicas autorais que já estão na boca do povo como, “Paixão Verdadeira”, “Decido Ser Feliz”, entre outras. O “Samba do Chapola” é formado por Chapola (voz e cavaquinho), Albert Malandre (baixo), Alex Abreu (violão), Dudu do Salgueiro, Thiago Orega e Ricardinho (percussão).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUARTA-FEIRA: 28/10

Arlindinho: Nascido em berço de bamba, o cantor e compositor, a cada dia conquista mais prestígio em sua carreira. Com um repertório vasto, Arlindinho apresenta, no Bar do Zeca Pagodinho, músicas de sucessos como, “Filho Meu”, “Um Lindo Sonho”, “Você é o Espinho e Não a Flor”, “O Show Tem Que Continuar”, “Bom Aprendiz”, “Meu Caminho” e outros.

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUINTA-FEIRA: 29/10

Dose Certa: O grupo mistura a malemolência da batucada paulistana com suingue carioca. Em seus shows, Dose Certa apresenta um repertório de grandes nomes como, Beth Carvalho, Monarco, Almir Guineto, Péricles, Moacyr Luz, Martinho da Vila, Bezerra da Silva e muitos outros. Dose Certa é formado por: Vitor Da Candelária (percussão), Gabriel Teixeira (vocais e banjo) e Alemão do Cavaco (cavaquinho e arranjos).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SEXTA-FEIRA: 30/10

Abel Luiz: Atua no cenário musical como compositor, arranjador, diretor musical e multi-instrumentista. O músico teve iniciação no cavaquinho com o avô, frequentando rodas de choro, sambas, batuques, serestas, serenatas e bailes nos subúrbios do Rio de Janeiro. Já se apresentou ao lado de Délcio Carvalho, Dona Ivone Lara, Almir Guineto, entre outros. É um dos fundadores do grupo Samba do Trabalhador e coordenador musical do Bloco Carnavalesco Loucura Suburbana, que reúne ações de cultura, carnaval e saúde mental.

Paulão Sete Cordas e Júlio Estrela: Produtor musical, arranjador e violonista, Paulão se apresenta com o cantor Júlio Estrela, interpretando os grandes clássicos de Candeia, Nelson Cavaquinho, Cartola e sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Wilson Moreira, Zé Keti e muitos outros. No show, além de contar com a participação de Júlio Estrela (voz), Paulão será acompanhado por, Binho (Cavaquinho), Rodrigo de Jesus (pandeiro), Jagunço (tantan) e Alex Almeida (surdo).

Shows: 18h / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SÁBADO: 31/10

Filhos da Guanabara: O Grupo Filhos da Guanabara leva para sua apresentação uma experiência rara às rodas de samba. Com seu repertório bem selecionado, canta sambas de grandes mestres como, Candeia, João Nogueira, Luiz Carlos da Vila, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho entre outros. Filhos da Guanabara é formado por: Serafim (vocal e Banjo), Dani Coimbra (vocal e Ganzá), Martan Marques (tantan) e Rodrigo Val (Pandeiro).

Grupo Arruda: Com 15 anos de carreira, o grupo apresenta ao público um repertório com uma mistura de clássicos e músicas autorais. O Arruda é formado por: Maria Menezes (vocal) Gustavo Palmito (repique mão e percussão), Fabão Araújo (surdo), Marcelinho (tantan), Anderson Popó (percussão geral), Nego Josy (voz e pandeiro), Vitor Budóia (violão) e Armandinho do Cavaco (cavaquinho).

Nando do Cavaco: Cavaquinista há mais de 30 anos, Nando já acompanhou diversos shows de grandes nomes da música, como, Jorge Aragão, Monarco, Beth Carvalho. Com seu repertório amplo, o músico recorda sambas que fizeram história e sucessos que vão desde chorinhos clássicos até os sambas atuais.

Shows: 12h30min/ 16h30min / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

DOMINGO: 01/11

Feijoada do Leandro Sapucahy: O cantor, compositor e produtor foi influenciado pelos pais que eram apaixonados pela Música Popular Brasileira. Leandro Sapucahy cresceu ouvindo Roberto Ribeiro, João Nogueira, Moreira da Silva. No show, apresenta sucessos da carreira como, “Favela Fashion Week”, “Efeito Amor”, “Cuca Quente” e outros.

Abertura/ Samba do Gota: O Samba do Gota vem ganhando destaques por suas apresentações marcantes, com muito samba de raiz, pagode retro e sucessos da atualidade. Sua formação atual é: Gota (cavaquinho), Júlio (pandeiro), Maiquinho (percussão geral) e Beto (violão).

SERVIÇO:

BAR DO ZECA PAGODINHO

Endereço: Av. das Américas, 8585 – Shopping Vogue Square – Barra da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Couvert Artístico: R$ 25,00

Horários de Funcionamento:

Terça à Sexta: 17h às 0h30min

Sábados: 12h às 0h30min

Domingos: 12h às 0h

Capacidade: 50% do público

Faixa etária: 18 anos

Aceita todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas

* Entrada somente com máscaras

Categorias
Fica a Dica Notícias do Jornal

Papo de Boteko

 

Botequim Rio Antigo, terceiro lugar do Comida di Buteco 2019, oferece, do dia 21 a 23 de julho, cerveja Original e Eisenbahn 600ml por R$ 9 para homenagear o Dia do Amigo. A promoção é válida somente para consumo dentro do estabelecimento e retirada no local.

Botequim Rio Antigo
Endereço: Rua Uranos, 1489 – Olaria
Telefone: (21) 3867-6124
Horário de funcionamento: terça a sexta das 17h às 23h, sábado e domingo das 12h às 23h

Categorias
Fica a Dica Notícias do Jornal

AquaRio realiza a terceira edição da Shark Week

O Aquário Marinho do Rio realiza a terceira edição da Shark Week. A semana inteira dedicada aos tubarões acontece em versão online em uma programação especial de lives, de 13 a 19 de julho.
Quatro câmeras ficam disponíveis 24 horas em diferentes tanques, além disso, durante o isolamento foi lançada a ação “Em casa com o AquaRio”, com curiosidades sobre os bastidores. O sucesso é tanto que mais de 100 mil pessoas já assistiram as entradas ao vivo é, por conta disso, a programação de lives passará a ser diária a partir da próxima semana.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Cultura Destaque

Clube Manouche abre temporada de espetáculos Infantojuvenis

Foto: Renato Mangolin

Abrindo a temporada de espetáculos infantojuvenis de 2020, que terá curadoria do jornalista e crítico teatral Rafael Teixeira, o Clube Manouche traz todos os sábados e domingos de janeiro a elogiada peça “Juvenal, Pita e o Velocípede”, com Eduardo Almeida e criação coletiva da Pandorga Companhia de Teatro, dramaturgia de Cleiton Echeveste e direção de Cadu Cinelli, integrante do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias. O espetáculo foi premiado por texto e iluminação no 10.º Prêmio Zilka Sallaberry e melhor ator no 2.º Prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças.

 Juvenal tinha cinco anos de idade e adorava brincar com o seu velocípede. Um dia descansando embaixo de um cajueiro, ele conheceu uma menina chamada Pita. Eles se tornaram amigos inseparáveis e viveram grandes aventuras a bordo de um velocípede construído pelo tio do menino. Neste monólogo infantojuvenil “Juvenal, Pita e o Velocípede”, terceiro espetáculo para a infância e a juventude criado e produzido pela Pandorga Companhia de Teatro, que já se apresentou em várias cidades do Brasil e do exterior, o ator Eduardo Almeida empresta as próprias lembranças da infância no Rio de Janeiro para contar as histórias do menino Juvenal.

O projeto surgiu da vontade de Eduardo Almeida de fazer uma peça sobre as memórias da infância. Além das histórias pessoais e da equipe, a obra “Os fantásticos Livros Voadores de Modesto Máximo”, de William Joyce, foi uma das usadas durante o processo de pesquisa e de criação do espetáculo. Um teatro foi o lugar escolhido por Pita para reencontrar o amigo de infância que ela não vê há 30 anos. Juvenal hoje tem cerca de 40 anos. Enquanto espera a amiga chegar ao teatro, ele relembra diversas histórias dos tempos de criança: como ele recebeu o nome de Juvenal, o dia em que ganhou o velocípede do tio, a paixão pelo personagem japonês Ultraman, como ele conheceu a Pita, entre outras aventuras.

 

Foto: Renato Mangolin

 

 

 

“Eu sempre fui apaixonado pelo Ultraman, assistia a todos os episódios e até cantava em japonês”, conta Eduardo. “A trilha sonora que o Rudi Garrido criou foi toda inspirada no tema do seriado. É como se ele pegasse a música e colocasse de trás pra frente, de ponta a cabeça”, revela o ator.

“O teatro é um lugar para se viver o lúdico, um lugar de encontros e que nos permite ver o que não existe. Durante o processo de criação, nunca perdi de vista que nós estamos ali para contar uma boa história”, explica o diretor Cadu Cinelli, que lembra que a peça é para toda a família.

 

 

 

 

 

 

Sinopse

O ponto de partida de “Juvenal, Pita e o Velocípede” é o universo da memória e de como nos relacionamos com a passagem do tempo, as marcas e impressões deixadas pela infância. Ou por uma infância possível, ao mesmo tempo distante e próxima às infâncias da plateia, infância que foi vivida em outros tempos, mas que é retomada pelo poder evocativo das palavras e das imagens por elas suscitadas. Como mote inicial, ao entrar no teatro o público encontra em cena Juvenal, cerca de quarenta anos de idade. Ele faz um levantamento, um inventário de lembranças e de um objeto que fez parte da sua infância e o marcou em definitivo: o velocípede que seu tio construiu especialmente para ele. É a bordo do seu velocípede que ele viveu as maiores aventuras, ao lado de uma grande parceira e amiga, Pita. É em torno do reencontro com Pita, após um afastamento de cerca de trinta anos, que o espetáculo se estrutura, com base na expectativa que perpassa o reviver de sabores, cheiros, sons e imagens de tempos passados. São histórias inusitadas, engraçadas, estranhas, emocionantes, patéticas. Amiga, parceira de aventuras, confidente, conselheira, companheira em todas as horas, especialmente nas mais solitárias, Pita acompanha Juvenal durante um período importante da sua vida, período que forma o manancial do qual são afetuosamente garimpadas estas histórias.

Ficha Técnica

Elenco: Eduardo Almeida

Direção: Cadu Cinelli

Dramaturgia: Cleiton Echeveste

Figurino e cenário: Daniele Geammal

Iluminação: Ricardo Lyra Jr.

Operação de luz: Ricardo Lyra Jr.

Direção musical: Rudi Garrido

Direção de movimento e preparação corporal: Jan Macedo

Visagismo: Francisco Leite

Construção do velocípede: Garlen Bikes e Marcelo Huguenin

Pintura de arte do velocípede: Renato Marques

Design Gráfico: Fernando Nicolau

Assistência de produção: Giuseppe Marin

Produção: Eduardo Almeida e Cleiton Echeveste

Realização: Pandorga Companhia de Teatro e Pita Produções

Serviço:

Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)

Datas e horário: 11 e 12, 18 e 19, 25 e 26 de janeiro, sábados e domingos, às 16h

Ingressos: R$ 50,00 (inteira e R$ 25,00 (meia)

Crianças a partir de 3 anos e jovens até 12 anos pagam meia-entrada mediante comprovação. Crianças de até 02 anos e 11 meses de idade não pagam ingresso.

Duração: 50 minutos

Recomendação etária: Crianças a partir de 5 anos. Menores a partir de 14 anos podem entrar acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais.

Estacionamento no local (tarifado)