Categorias
Cidade Cultura Destaque Diário do Rio

Rock in Rio anuncia primeiro line-up do Palco Mundo

*Por Giovanna Fraguito

Justin Bieber e Demi Lovato foram os nomes anunciados essa semana para o Rock in Rio 2022, eles irão dividir o Palco Mundo na noite de 4 de setembro.

O headliner Justin Bieber está no topo das paradas no Spotify, é o artista mais jovem da história a atingir 100 entradas no Top 100 da Billboard e já acumula mais de 300 premiações na sua carreira, entre elas Grammy Awards, Billboard Music Awards, American Music Awards, Brit Awards e muitos outros.

Já Demi Lovato traz a turnê do álbum que marcou o seu retorno definitivo à música, e que também foi muito bem recebido pela crítica.

“Justice” e “Dancing with the devil… The art of starting over” são os novos álbuns de Bieber e Demi, mas, com certeza, os setlists vêm com hits que marcaram a história deles e de todos os fãs.

Segundo informações do site O Globo, os organizadores do evento realizaram uma ampla pesquisa para descobrir quais artistas o público gostaria de ver na próximo festival.

“Nas pesquisas que fizemos com o público do Rock in Rio, Justin Bieber figura no top 3 dos artistas mais pedidos. Se você olhar a lista de mais tocadas do Spotify hoje, ele tem a música mais ouvida no mundo e é um artista cada vez mais plural, supertransversal do ponto de vista musical”, explicou o CEO do evento, Luís Justo.

Em 2022 o evento está marcado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro no Parque Olímpico da Barra.

Vale lembrar que as atrações anunciadas para 2021, ano que o evento foi cancelado devido à pandemia, não estão confirmadas. Incluindo o “Dia do Metal”, com Iron Maiden, Megadeth, Dream Theater e Sepultura não está confirmado para 2022. Caso mantidos, os shows ainda serão anunciados oficialmente.

 

Categorias
Cultura Destaque

Carlos Dafé comemora aniversário com live solidária

Um dos pioneiros do movimento da Soul Music brasileira, também chamado de Black Rio, e criador do gênero Samba Soul, o cantor e compositor Carlos Dafé tem usado a sua arte para ajudar de forma mais efetiva quem mais está sofrendo na pandemia. Em julho, o “Príncipe do Soul” (título dado por Nelson Motta na década de 1970) promoveu uma live solidária para arrecadar alimentos para pessoas em situação de rua e artistas em dificuldade com a paralisação da cultura.

Surgiu daí uma grande rede de “Soulidariedade”, como o próprio batizou, com nomes consagrados, como Tony Tornado, Mano Brown, Serjão Loroza, Gerson King Combo (falecido recentemente), Hyldon, Zeca do Trombone e Gabriel Moura, e da nova geração, como Théo Bial. E o movimento tem dado resultado. Entre doações de empresas e do público em geral, foram arrecadados mantimentos, além de roupas e itens de higiene, que garantiram a distribuição de mais de 120 quentinhas e cestas básicas semanais durante três meses.

No dia do seu aniversário de 73 anos, 25 de outubro, Dafé realiza mais uma live solidária, às 14h. Acompanhado da banda Malandro Dengoso, ele fará uma viagem pelo seu repertório e por outros clássicos da soul music brasileira. A noite também será recheada de histórias da sua convivência com grandes ícones, como Tim Maia, Roberto e Erasmo Carlos.

Foto: Carlos Dafé

Em paralelo, segue em curso uma campanha de financiamento coletivo para manter o projeto pelos próximos meses, levando um fim de ano um pouco melhor a quem mais necessita. Para contribuir acesse: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/forca-na-caminhada-carlos-dafe 

“A pandemia afetou toda a cadeia produtiva da música e tem sido devastadora para diversos artistas, que ficaram privados de conseguir seu sustento com a quarentena. Sem shows, arrecadações de direitos autorais e bilheterias, a imensa maioria não está conseguindo virar esse jogo com outros meios, como as lives, por exemplo. Já as pessoas em situação de rua vivem um desalento ainda maior do que o enfrentado antes disso tudo. Estão encarcerados na solidão das ruas, passando fome e expostos a todo tipo de perigo. O nosso propósito é fazer a diferença nesse momento crítico e ainda de incertezas”, explica o artista.

Com mais de cinco décadas de carreira, Dafé é um dos artistas mais emblemáticos da música brasileira. Quebrou barreiras e preconceitos sendo precursor, com Tim Maia, Cassiano, Hyldon, entre outros, do movimento da soul music no Brasil, nos anos de 1970. Sucessos como “Pra que vou recordar o que chorei”, “A cruz”, “Tudo era lindo” e “De alegria raiou o dia” eternizaram o seu nome na história da MPB. Em 2019, entre as diversas apresentações que fez, subiu ao palco do Rock in Rio para um encontro antológico com Mano Brown, Boogie Naipe, Bootsy Collins e Hyldon.

A live será transmitida pelo canal “Carlos Dafé Oficial”: www.youtube.com/c/CarlosDaféOficial/