Categorias
atriz Destaque Notícias premiação Rio

Atrizes são premiadas no Rio pela excelência de suas atuações

As atrizes Evelyn Montesano e Mariza Marchetti foram premiadas na noite desse domingo (5), em um evento que ocorreu na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Na premiação, realizada pela EP Produções e Eventos, atualmente sob

Foto: Gabriel Rangel

o comando de Tatiane Berlitz, e que há 32 anos homenageia grandes talentos, Evelyn, que pode ser vista na reprise da novela “Pega Pega”, na Rede Globo, e Mariza, que além de atriz irá estrear em breve como apresentadora do programa “Planeta Pet”, na Record News, foram homenageadas pela excelência de suas atuações em diversas novelas na Rede Globo e Record TV e por suas relevantes contribuições ao cenário artístico nacional. Evelyn Montesano recebeu o prêmio “Destaque Personalidade” e Mariza Marchetti o “Êxito Profissional”.

Devido à pandemia, o evento foi realizado com número reduzido de pessoas e seguindo todos os protocolos de segurança.

Sobre ter sido premiada como “Destaque Personalidade”, Evelyn Montesano comentou:

Ganhar esse prêmio foi uma grande honra e alegria! É muito gratificante ver o meu trabalho sendo reconhecido dessa forma. Muito obrigada à Tatiane Berlitz pela nomeação. Estar naquele palco e receber os aplausos e o carinho das pessoas não tem preço!

Já Mariza Marchetti salientou:

Fico honrada em fazer parte desse evento tão especial e principalmente pelo reconhecimento do meu trabalho como atriz.

Foto: Gabriel Rangel

Recentemente, tive o prazer em estar simultaneamente nas reprises das novelas “Flor do Caribe” (Rede Globo), “Escrava Mãe” e “O Rico e Lázaro” (Record TV). Também estou muito feliz com esse meu momento atual como apresentadora do “Planeta Pet”, junto com os animais. É uma fase nova, motivadora e desafiadora pra mim ao lado dos bichinhos que tanto amo desde criança – completou Mariza Marchetti, premiada com o troféu “Êxito Profissional”.

Categorias
Cultura Destaque

Atriz e Jornalista Renata Samek escreve livro ‘A Arte da Metamorfose’

 

 

A atriz, jornalista e apresentadora Renata Samek, que atuou na novela “Chamas da Vida”, da Rede Record, se prepara para fazer sua  estreia na literatura.  “A arte da metamorfose”, é o primeiro livro da atriz, que deve ser lançado até 2023. “Falo sobre mudanças, metas, sonhos, fé e minhas experiências, que podem ser encaixadas em qualquer profissão. Não é um livro de autoajuda, mas tem conteúdo de superação e motivação”, conta a mineira, que também tem planos para retornar ao teatro, assim que a pandemia passar. “Quero muito fazer uma turnê pelo país com o espetáculo de minha autoria, “Até que um like nos separe!”, que já estava pronto para estrear, mas por conta de tudo o que aconteceu, foi preciso adiar”, revela ela, que também é autora da peça “V.I.R.S.A – Viciados em redes sociais anônimos”, além de curtas como: Pra falar de amor e Clips  e, do documentário “Misturando ficção e realidade – O método Fátima Toledo de preparação de atores”.

Multifacetada, em abril de 2020, em plena pandemia, Renata decidiu investir no seu próprio negócio, e se tornou empresária criando a marca de moda praia, Shields.

Como atriz, atuou em peças como  “Disney – A Magia do Sonhar”, “Invent, faça diferente”, “Bullying”, “Cinderela” e “Viciados em redes sociais”. Sempre envolvida com o mundo das artes, principalmente com teatro e dança. A mineira também exibiu a sua beleza nas passarelas e esteve em diversas campanhas publicitárias no Brasil e em Portugal.

Formada em jornalismo, apresentou o programa semanal “Super Vale”, ao vivo, na afiliada da Rede Record, de Minas Gerais, onde ficou por três anos, e o “Interligados”, em 2019, na InterTV dos Vales, afiliada da Rede Globo. Desde setembro do ano passado, apresenta um programa de beleza, nas redes sociais da marca de cosméticos, Maison Visage. Além disso, é garota propaganda da empresa provedora de internet, Giganet.

Categorias
Aconteceu Cultura Destaque

Atriz Eva Wilma morre aos 87 anos

Atriz estava internada para tratar um câncer no ovário em São Paulo, no Hospital Albert Einstein.

A atriz Eva Wilma morreu neste sábado (15) aos 87 anos. Ela enfrentava um câncer no ovário e estava internada no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, desde o dia 15 de abril para tratamento de problemas cardíacos provenientes do tumor.

Um comunicado oficial, postado pela assessoria de imprensa da artista, detalhou a causa da morte de Eva. “Comunicamos que a atriz Eva Wilma acaba de falecer as 22h08, em função de um câncer de ovário disseminado, levando a insuficiência respiratória. Nossos profundos e sinceros sentimentos a todos os familiares, especialmente a John Herbert Buckup Jr. e Vivien Buckup”, disse, referindo-se aos filhos da atriz, frutos do casamento de Eva com John Herbert, morto em 2011. O segundo casamento de Eva Wilma foi com o também ator Carlos Zara e durou 23 anos.

Longe da TV desde 2019, quando viveu a personagem Drª Petra na novela “O Tempo não Para“, da TV Globo, um ano antes Eva Wilma interpretou Dora, no filme “Minha mãe, minha filha”. Nos palcos, suas duas últimas peças foram apresentadas em 2018: “Quarta-feira, sem falta, lá em casa” e o show “Casos e Canções”, que protagonizou ao lado do filho John Hebert Jr.

Categorias
Cultura Entrevistas Notícias Notícias do Jornal Novelas

Andrea Avancini fala de novo curso e protocolos contra Covid-19 em Gênesis: “Testes de seis em seis dias”

Por Alan Alves

Atriz, diretora e produtora, com 38 anos de carreira, Andrea Avancini, no ar como Yarin da novela Gênesis, da TV Record, também tem uma trajetória de sucesso de 25 anos como mentora de atores. Ela lançou agora em 2021 seu método de atuação “O Salto do Ator”, em uma plataforma digital on-line.

Uma das profissionais mais respeitadas do mercado e professora da CAL e da Agência Cintra, duas das escolas de atores mais importantes do país, Andrea desenvolveu sua metodologia ao longo de quase quatro décadas de trabalho nas maiores emissoras de televisão do país. E já são mais de 13 mil alunos formados.

Consagrada por performances marcantes e conhecida por sua habilidade técnica na construção de personagens complexas e conflituosas, já soma mais de 30 novelas e minisséries, mais de 100 produções teatrais, curtas-metragens e festivais promovidos e possui ainda no currículo diversos prêmios, entre eles dois Troféus Nelson Rodrigues.

Andrea conversou com o Jornal DR1 esta semana em uma live, e você confere a seguir alguns trechos da entrevista:

JORNAL DR1 – Já são mais de 30 novelas e minisséries. Qual foi o trabalho mais desafiador?

ANDREA – Cada novo trabalho é um desafio. Mas trabalhos que me desafiaram de uma forma potente foram Xica da Silva, do Walcyr, que eu fazia uma mulher selvagem, completamente fora da curva, fora da linha, do normal. Foi um grande presente do Walcyr, porque é uma personagem que surge uma vez na vida. Outro presente do Walcyr foi Delfina, na Padroeira. Era uma portuguesa e eu tive que aprender a falar o sotaque português perfeito, porque quem ia contracenar comigo na primeira cena era o Antônio Marques, grande ator português, nível Fernanda Montenegro lá em Portugal.

JORNAL DR1 – Como tem sido o trabalho na pandemia?

ANDREA – A gente estava gravando Amor Sem Igual e paramos, acho que seis meses, de março a setembro, alguma coisa assim. E voltamos com todos os protocolos. Quarenta e duas páginas de protocolos. Mudou a quantidade de cenas que a gente grava por dia: eram 25 a 30 cenas e passaram para 15, 10, para pode ter todo esse cuidado. Eu gravo nas quintas-feiras e, agora, com o novo protocolo da Record, a gente vai fazer testes de seis em seis dias, um dia antes de gravar, para poder garantir que os atores estão seguros. As cenas são sem muita aproximação, que foi o que a gente fez em Amor Sem Igual também, nada de comida em cena, e cada um leva seu copo.

JORNAL DR1 – Antes da Yarin, você fez a Zenaide em ‘Amor Sem Igual’. Como incorporar personagens assim tão diferentes?

ANDREA – O meu curso está exatamente explicado como buscar as diversas camadas da personagem. Eu vejo atores que estão começando que acham que é só pegar o texto, decorar e foi. O autor traz para a gente no texto, o primeiro nível de informações, e é através da palavra que a personagem diz. Mas ele traz muito mais informações através do subtexto, daquilo que a personagem não diz, mas que a personagem pensa. Não sou eu, a Andrea Avancini, em cena; é sempre a personagem em cena. E, para a gente entender essa personagem, é muito estudo, muitas referências, muita pesquisa. O mundo é visto através do olhar da personagem, sentindo, vendo, se relacionando com o mundo, com os outros personagens. É assim que a gente consegue criar personagens profundas.

JORNAL DR1 – Como concilia o trabalho como atriz e como professora?

ANDREA – Uma coisa complementa a outra. Eu trago tudo que aprendo no set até hoje para a sala de aula. No meu curso, eu consegui colocar dez fundamentos, numa didática mesmo, para o ator poder entender como construir a personagem, como encontrar o DNA da personagem, como trabalhar a emoção, como se comportar no set, como ser um ator dirigível. É um orgulho poder dividir, partilhar essa experiência com tantos alunos, muitos deles fazendo sucesso aí, como Rodrigo Andrade, Marcela Barroso, Ricky Tavares, Juliana Xavier, DJ Amorim, que tá fazendo “Bom Dia Verônica”, Rafael Zulu, Daniel Torres.

JORNAL DR1 – Qualquer um pode se tornar bom ator ou atriz ou é preciso dom também?

ANDREA – Eu tenho visto as duas coisas. Tem atores que nascem com o dom, tem facilidade como ator, várias virtudes, mas não tem aquela força de vontade. E a nossa profissão é 90% esforço, 90% estudo. Claro que quando você tem o dom, tem um talento, junto com o estudo, você consegue se destacar de uma forma extraordinária. Mas eu vejo, por experiência, que tem muitos atores por aí que começam, pezinho por pezinho, e chegam lá, e chegam muito longe, surpreendentemente, por força de vontade, por estudo, por ter o entendimento de que é preciso estudar, por entender o que precisa melhorar.

JORNAL DR1 – Quais os próximos projetos?

ANDREA – Estou ainda gravando a novela e, logo, logo, tem mais um outro projeto vindo, que eu ainda não posso falar. Tem projeto de cinema também, que a gente deu uma parada porque, com a pandemia, não tem como a gente fazer, mas estou lançado um próximo curta, que gravei em Marrocos, quando a gente foi fazer Jezabel. Está em fase de finalização, com a Juliana Xavier, com a Brendha Haddad, Fabinho Scalon e o Victor Sparapane. Devo lançar ano que vem. E estou muito focada nessa preparação de atores, agora mais em internet também, e abrir novas frentes.

Você pode conferir a entrevista completa com a atriz Andrea Avancini no Instagram e no Youtube do Jornal DR1.

Categorias
Entrevistas Notícias do Jornal TV & Famosos

“Antes de amar ao outro, a gente tem que se amar”

 

Nada como focar na carreira para deixar pra trás um amor que não deu certo. Depois de um fim de relacionamento conturbado com o cantor Nego do Borel, que foi parar na delegacia e ganhou  destaque na imprensa, de note a sul, a atriz e influenciadora digital Duda Reis mostra que segue – e muito bem – uma nova vida.  Em live realizada com a atriz e cantora Dulce María, a eterna Roberta, de Rebelde, sobre beleza, a artista brasileira, que é a nova embaixadora da fLash Sérum para cílios, destacou seu foco atual: investir na carreira e na beleza.

A atriz, que em 2019 participou de Malhação – Toda Forma de Amar, planeja fazer teatro e cinema e comemora nova etapa da vida e novo endereço, já que comprou  apartamento, em São Paulo, onde atualmente mora. Em entrevista ao DR1, Duda fala sobre maturidade nesta nova fase e dos cuidados para manter a beleza em dia.

 DR1 – Quais são os seus cuidados de beleza?

Duda  Reis –  Um dos meus cuidados é beber água, isso é a vida! E nunca durmo com maquiagem. Uso água micelar e adoro passar um hidratante em gel no corpo e sempre uso protetor solar, até porque sou uma pessoa diurna. E ainda durmo oito horas por dia porque esse sono da beleza faz muita diferencia. E desde conheci a @olharfLash não parei mais de usar o produto, que já faz parte da minha rotina de beleza. Não é porque sou a embaixadora da marca: mas usá-lo todos os dias faz toda a diferença. Eu percebi quanta falta eu sentia em ter cílios longos, fortes e volumosos. E eu gosto muito da marca porque tem um propósito de vida: o produto é vegano, cluetly free e não testado em animais, acho isso muito importante porque sou vegetariana.

DR1 – Você segue uma rotina de skincare com a pele?

Duda  Reis – Sempre! Uso sabonete em gel e lavo bem o meu rosto; e passo creme na região dos olhos para combater a olheira – não sei se acontece com vocês, mas eu coloco muito creme, adoro deixar o produto penetrar na pele. E uso todos os dias o fLash Sérum para ficar com bastante volume nos cílios. Deixo secar por 2 minutos e pronto!

DR1 – É vaidosa com o quesito maquiagem? Que parte do rosto gosta de destacar?

Duda Reis- Eu sou uma menina muito natural e sempre mostro nos meus vídeos as minhas rotinas de maquiagem – que são coisas básicas, do dia, amo! O olho e a boca são as partes mais importantes, as que eu me preocupo em mostrar uma boa aparência. Minha mãe é dermatologista, então cuidado, beleza, são coisas que fico ligada, até porque a minha mãe sempre esta em cima de mim (risos).

DR1 –  Na bolsa de maquiagem, o que não pode faltar?

Duda Reis – Protetor solar, hidratante de lábios e, claro, o sérum fLash.

DR1 Quais são os cuidados com o corpo para se manter em forma? Dieta e muitos exercícios?

Duda Reis- Eu sou vegetariana! A minha dieta é muito saudável, tenho uma dieta sem excessos. E não diria que faço muitos exercícios, porém me faz feliz iniciar o meu dia bem cedo e com atividade física. Sentir a serotonina batendo no corpo, sabe?

DR1 Qual o seu pecado da gula?

Duda Reis- Eu não diria gula, mas uma furadinha na dieta: adoro pizza e não resisto a um brigadeiro.

DR1 Você é um exemplo de padrão de beleza para muitas meninas. Como se sente com esse rótulo? Incomoda ser cobrada para estar sempre bonita, bem, com o corpo em forma?

Duda Reis- Fico lisonjeada com essa pergunta;  ser um exemplo de padrão de beleza no Brasil… A beleza interior reflete no exterior. Para mim, o mais importante é saber que todas nós somos lindas e maravilhosas. O importante é a gente estar de bem com a gente mesmo! Antes de amar ao outro, a gente tem que se amar! Eu tenho gratidão pelo que tenho e isso me faz ter ao meu lado, na minha vida, pessoas que gostam tanto de mim, como os meus fãs – que não são apenas as mulheres, os homens também me seguem e mostram tanto carinho por mim… Isso é uma energia para a vida.

DR1 – Você disse que o ano de 2020 foi pesado e que amadureceu bastante. Quem é a Duda Reis hoje?

Duda Reis – A Duda é uma menina que tem sonhos muito grandes, é batalhadora e tem um coração gigante, mesmo sendo muito nova… O mais importante é que a Duda sabe aonde quer chegar!  Sou uma menina muito feliz, vivendo a vida que sempre desejou.

Foto: Divulgação

Categorias
Brasileiro com muito Orgulho Notícias do Jornal

Glória Menezes: uma grande mulher e atriz

 

Por: Luhan Alves (com supervisão de Claudia Mastrange)

No último dia 8 de Março, o Dia Internacional da Mulher foi bastante lembrado e contou com muitas campanhas de conscientização em relação ao respeito e valorização de todas as mulheres. E para valorizar essa data tão importante, a brasileira desta edição é a grande atriz, Glória Menezes, 86 anos, que participou por muitos anos de novelas de sucesso na Rede Globo.

Conhecida como Glória Menezes, seu nome de batismo é Nilcedes Soares de Magalhães, que surgiu da junção dos nomes de seus pais, Nilo e Mercedes. A atriz é casada desde 1962 com o ator Tarcísio Meira, com que teve o também ator Tarcísio Filho. Ela também é mãe de João Paulo e Maria Amélia, frutos de um relacionamento anterior de quando tinha 18 anos.

Glória Menezes e Tarcísio Meira se conheceram na extinta TV Tupi, no teleteatro Uma Pires Camargo, em 1961. No ano seguinte, os atores se casaram e logo depois fizeram a primeira novela de muitas, juntos. A trama era chamada “2-5499 Ocupado”, que foi exibida na extinta TV Excelsior. Eles ficaram na emissora até 1967, quando mudaram para Globo e participaram, juntos, da novela Sangue e Areia.

Dentre algumas novelas de sucesso que Glória Menezes participou está “Irmãos Coragem” (1970), “Guerra dos Sexos” (1983), “Torre de Babel” (1998), “O Beijo Do Vampiro” (2002), “Senhora do Destino” (2004), entre outras inúmeras tramas realizadas por essa grande atriz. Só na Globo, já atuou em mais de 40 novelas.

No teatro, Glória participou de peças como “Tudo Bem no Ano Que Vem”, de Bernard Slade, que ficou em cartaz de 1976 a 1981; Navalha na Carne (1981), de Plínio Marcos; e Um Dia Muito Especial (1988), de Ettore Scola. Em 2000, atuou em Jornada de um Poema, na qual interpretou uma paciente terminal de câncer. Impressionado com a atuação da atriz no teatro, o cineasta Anselmo Duarte a convidou para trabalhar em “O Pagador de Promessas”, rodado em 1960. O filme estreou em 1962 no Festival de Cannes, e ganhou a Palma de Ouro.

“O teatro me ensinou o que preciso para fazer televisão e cinema. Ele dá o conhecimento necessário para interpretar qualquer personagem diante das câmeras, porque nos projetamos muito mais. Quem faz teatro, faz qualquer outra modalidade”, garantiu a eterna apaixonada pelos palcos ao site Memória Globo.

Com uma carreira tão brilhante e rica, não poderíamos de deixar de homenagear essa grande mulher e atriz que é a Glória Menezes. Uma brasileira que sempre nos orgulhou muito.

Categorias
TV & Famosos

Fernanda Montenegro faz apelo pelo uso de máscara

Fernanda Montenegro aproveitou o seu espaço e alcance nas redes sociais para fazer um importante apelo. Na tarde de 7 de julho ela publicou um vídeo em que disse o seguinte: “por amor a sua vida, use máscara”. No final da gravação, ela apareceu colocando uma máscara em seu rosto.

Nos comentários, muitos internautas parabenizaram a atitude da atriz. “Gratidão, Fernanda! Você é luz!” e “acatem o conselho dessa linda senhora” foram apenas algumas das mensagens.

Categorias
Destaque TV & Famosos

Atriz Daisy Lúcidi morre vítima de coronavírus no Rio

Atriz veterana na TV e no rádio, a atriz Daisy Lúcidi morreu nesta quinta-feira (07), num hospital da Zona Sul do Rio, vítima de coronavírus. Aos  90 anos , ela que estava longe da  da TV desde a novela Babilônia, brilhou em Paraíso Tropical, novela em que estrelou um núcleo cômico de grande sucesso com Carmen Verônica e acumulou uma excelente carreira no rádio e na televisão.

 

 

Categorias
TV & Famosos

Larissa Manoela radicaliza visual em quarentena

Larissa Manoela radicaliza no visual surgindo o cabelo laranja e cor-de-rosa. Em isolamento no Rio de Janeiro, a namorada de Leo Cidade, brincou ao comentar a mudança nos fios. “Quarentena dia: (sei lá perdi as contas). Enlouqueci”, disparou a cantora e atriz.

Na sequência, Larissa explicou que a transformação é por pouco tempo. “Fui fuçar o que tenho aqui em casa. Achei tinta spray colorida temporária para o cabelo. Achei minhas massinhas. O resultado está aí. Loucamente feliz e sendo eu mesma nessa quarentena.

 

Categorias
TV & Famosos

Taís Araújo

Taís Araújo se emocionou ao falar da pandemia do coronavírus durante participação no ‘É de Casa’. Com olhos lacrimejando, Taís relatou a rotina da família. “A gente está só nos quatro aqui e o cachorro. É importante a coletividade neste momento. Fiquem em casa!”.