Categorias
Destaque Esportes Notícias Rio

Pedro marca três vezes e coloca o Flamengo a um passo da final do Carioca

Da Redação

O Flamengo não tomou conhecimento do Volta Redonda e está praticamente classificado para a final do Campeonato Carioca e vai em busca do tricampeonato. Jogando em Volta Redonda, o Rubro-Negro aplicou 3 a 0 e pode até perder pela mesma diferença de gols no próximo final de semana, no Maracanã, para confirmar a classificação.

O grande destaque da partida foi Pedro. O atacante marcou os três gols da vitória, sendo o terceiro com o peito, após um passe magistral de Arrascaeta. Michael e Vitinho foram outros grandes destaque da equipe.

O Flamengo já volta a campo nesta terça-feira, mas pela Copa Libetadores. O adversário será a LDU, do Equador, em Quito. Uma vitória praticamente sacramenta também a classificação do Fla para as oitavas de final, pois chegará a nove pontos em três partidas, abrindo pelo menos cinco pontos de vantagem para o segundo colocado, que hoje é a própria LDU, mas pode ser alcançada pelo Unión La Calera, do Chile, em caso de vitória diante do Vélez Sarsfield, da Argentina

Categorias
Brasil Destaque Esportes Notícias Política Rio

Governador do Rio veta troca de nome do Maracanã, proposta pela Alerj

Da Agência Brasil

O nome de batismo do Maracanã, Estádio Jornalista Mário Filho, não será mais alterado. O Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro publicou nesta quinta-feira (8) o veto do governador em exercício, Cláudio Castro, à mudança de nome do Complexo do Maracanã – para Edson Arantes do Nascimento, Rei Pelé – proposta em projeto de lei (PL), aprovado pela Assembleia Legislativa (Alerj). 

Na última terça (6), a própria Alerj voltou atrás, após repercussão negativa gerada após aprovação do PL, em regime de urgência, o dia 9 de março. O presidente da Assembleia e autor do projeto, André Ceciliano (PT), se reuniu virtualmente com o Colégio de Líderes e os  parlamentares decidiram recomendar ao governador Cláudio Castro o veto à troca de nome.

Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) também já havia recomendado ao governador, no último dia 19, que vetasse a projeto da Alerj, com base no Decreto Municipal de 2012, segundo o qual o Maracanã está integrado à identidade cultural carioca.

O nome oficial do Maracanã é uma homenagem ao jornalista Mário Leite Rodrigues Filho, que coordenou a campanha pela construção do estádio, no final dos anos 40. Mário Filho travou uma batalha na imprensa contra o então vereador Carlos Lacerda, que desejava a construção de um estádio municipal em Jacarepaguá para a realização da Copa do Mundo de 1950. O jornalista conseguiu convencer a opinião pública carioca de que o melhor lugar para o novo estádio seria no terreno do antigo Derby Club, no bairro do Maracanã, e que ele deveria ser o maior do mundo, com capacidade para mais de 150 mil espectadores. O estádio, que sediou a primeira Copa do Mundo no país foi inaugurado em 16 de junho de 1950.

Nascido em Recife, em 3 de junho de 1908, Mario Filho fez carreira no Rio de Janeiro, onde morreu aos 56 anos, após um ataque cardíaco. Irmão do dramaturgo e escritor Nelson Rodrigues, Mário Filho escrevia no Jornal do Sports, de sua propriedade.

Categorias
Destaque Esportes

Vai começar o Campeonato Carioca 2021

 

Por: Luhan Alves

O Campeonato Carioca 2021 começa nesta terça-feira (2) com a partida entre Flamengo x Nova Iguaçu. Por conta da pandemia, o calendário do futebol brasileiro ficou bem apertado. Com isso, os jogadores não vão ter férias e nem pré-temporada, algo ruim para os atletas. Os quatro grandes do RJ devem aproveitar esse início de campeonato para testar os jovens de suas bases e jogadores recém-chegados.

Regulamento do Campeonato

Com 12 times na fase principal, a competição contará este ano com oito pequenos, além dos quatro grandes. Serão 11 rodadas com todos se enfrentando, em um sistema de pontos corridos. Os quatro primeiros classificados fazem as semifinais e depois finais, em duas partidas cada, para a disputa do título de campeão carioca de 2021.

Nas semifinais, o primeiro, que enfrenta o quarto colocado, e o segundo, que pega o terceiro, levam vantagem em dois empates, em pontos ganhos e saldo de gols. Nas finais, porém, não há vantagem. O campeão da Taça Guanabara vai ser o time que somar mais pontos nas 11 rodadas iniciais.  A Taça Rio fica numa disputa à parte entre os que ficarem de 5º ao 8º lugar.

Transmissão do Campeonato Carioca 2021

Sem a Globo na transmissão do Campeonato Carioca, a Ferj acertou os últimos detalhes restantes para o acordo de transmissão das partidas da competição tanto aberta, como fechada. Além de ter um jogo por semana em TV aberta na Record, 60 jogos serão transmitidos em uma nova plataforma de Pay-Per-View e pelos canais dos clubes mediante a um plano de assinatura. A “TV FERJ”, será colocada nas operadoras Vivo, Claro e SKY, custando a vista R$ 129,90, podendo ser paga em um plano mensal de R$ 49,90 ou jogos avulsos por R$ 59,90 cada.

Os presidentes da FERJ, Record Rio e os clubes da Série A firmaram uma nova parceria Foto: Reprodução Twitter/Cariocão

Fechando pacote exclusivo dos quatro grandes do RJ, a renda será totalmente destinada ao clube. A transmissão de todos os jogos do campeonato nas TVs dos clubes está saindo por R$ 129,90.

 

Flamengo: https://flatvmais.com.br/

Fluminense: https://tv.fluminense.com.br/categories/compre-aqui-carioca-2021-fluminense

Vasco: https://cariocao.vasco.com.br/categories/compre-aqui-carioca-2021-vasco

Botafogo: https://botafogotv.com.br/categories/compre-aqui-carioca-2021-botafogo

 

Tabela da 1ª rodada

TER 02/03/2021 (MARACANÃ) 21h35

Flamengo x Nova Iguaçu

 

QUA 03/03/2021 (EDUARDO GUINLE) 15h00

Macaé x Bangu

 

QUA 03/03/2021 (RAULINO DE OLIVEIRA) 17h00

Volta Redonda x Madureira

 

QUA 03/03/2021 (NILTON SANTOS) 18h00

Botafogo x Boavista

 

QUA 03/03/2021 (SÃO JANUÁRIO) 21h00

Vasco x Portuguesa-RJ

 

QUI 04/03/2021 (MARACANÃ)  18h00

Resende x Fluminense

 

Categorias
Destaque Esportes

Confira o cenário de cada time carioca nas últimas rodadas do Brasileirão

 

Por: Luhan Alves

A penúltima rodada do Campeonato Brasileiro 2020 promete bastante. E dos clubes do RJ, o único que apenas cumpre tabela é o Botafogo, que foi rebaixado pela terceira vez em sua história. Flamengo, disputa o título do Brasileirão, Fluminense busca vaga direta na fase de grupos da Libertadores e Vasco luta contra o rebaixamento, o que aconteceria pela quarta vez em sua história.

 

Flamengo

O rubro-negro carioca vai jogar uma de suas partidas mais importantes dos últimos anos neste domingo (21), contra o Internacional, às 16h, no Maracanã. Se quiser continuar sonhando com o octacampeonato, o Flamengo vai precisar vencer o Colorado e na última rodada o São Paulo, no Morumbi. A derrota acaba com o sonho do título brasileiro. Willian Arão, que sofreu uma fratura no dedo do pé direito, em acidente no banheiro do Ninho do Urubu, tem poucas chances de jogar contra o time gaúcho. Gustavo Henrique deve ser o substituto.

Gabigol é uma das esperanças de gol na partida decisiva contra o Internacional Foto: Alexandre Vidal/CRF

 

Fluminense

Já garantido na próxima edição da Libertadores, após ficar 8 anos sem frequentar a competição, o tricolor carioca ainda tem chances de classificação direta na fase de grupos. Para terminar no G4 do Brasileirão, o Fluminense precisa vencer os seus dois últimos jogos e torcer por tropeços de São Paulo e Atlético-MG, algo difícil, porém não improvável. Outra possibilidade é se caso o Palmeiras, atual campeão da competição intercontinental, conquistar a Copa do Brasil, a vaga iria para o Flu, caso termine em 5° no Campeonato Brasileiro.

Nenê vem se destacando nas últimas partidas do Fluminense que luta por vaga direta na fase de grupos da Libertadores Foto: Lucas Merçon/FFC

Vasco

O Cruzmaltino vive mais uma vez o drama da luta contra o rebaixamento. O Vasco é o atual 17º colocado no Brasileiro, com 37 pontos. O Bahia, o primeiro fora do Z-4, tem um ponto a mais. A partida contra o Corinthians neste domingo (11), às 16h, na Neo Química Arena, será como uma final de campeonato para os vascaínos. Se perder este jogo e o Bahia vencer o Fortaleza, o Vasco será rebaixado mais uma vez em sua história. Um provável desfalque importante para equipe carioca é o meia Benítez, que faz tratamento por sentir dores musculares em uma das coxas. Apesar de não ter participado de todos os treinos da semana, ele viajou com a delegação.

A presença de Benítez na equipe titular diante do Corinthians ainda é incerta Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Botafogo

Já rebaixado para a Série B 2021, o alvinegro carioca está aproveitando estes últimos jogos da primeira divisão para testar jogadores da base, visando à próxima temporada. Fora de campo, a diretoria já começa o planejamento para a disputa da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O clube segue buscando um treinador de peso para comandar o desafio que o Botafogo terá pela frente. Alguns reforços também podem chegar como o lateral-direito Jonathan, o volante Matheus Frizzo e o atacante Ronald. O Glorioso ainda negocia com o zagueiro Gilvan e o atacante Robson. A ideia inicial é de buscar atletas para compor o elenco e reforçar posições carentes.

Botafogo tem testado alguns meninos da sua base nos últimos jogos Foto: Vítor Silva/ BFR

 

Categorias
Destaque Esportes

Flamengo e Vasco se enfrentam em jogo decisivo pelo Brasileirão

 

O Clássico dos Milhões sempre foi tomado pela disputa, tensão e clima decisivo. E nesta quinta-feira (04), às 21h, no Maracanã, não será diferente. Flamengo e Vasco se enfrentam pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a equipe rubro-negra, em segundo lugar com 61 pontos, o jogo vale para continuar na cola do líder, que é o Internacional, na luta pelo título. Já para o Vasco, os três pontos são importantes para se distanciar da zona de rebaixamento.

No lado do Flamengo, a mudança em relação ao jogo contra o Sport, fica por conta de Hugo Souza no lugar de Diego Alves, que novamente teve uma lesão na coxa direita e será desfalque. Gerson, que teve um entorse no pé direito, é dúvida. Há, no entanto, otimismo sobre sua presença. O volante foi relacionado para o clássico. No geral, o time deve ser o mesmo que vem jogando sob o comando de Rogério Ceni.

O volante Gerson é dúvida para o clássico contra o Vasco Foto: Alexandre Vidal/CRF

 

Provável Escalação: Hugo Souza, Isla, Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego, Gerson (Pepê ou Gomes), Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

Pendurados: Gabigol, Diego, Gustavo Henrique, João Lucas, João Gomes e Rogério Ceni.

 

Já no lado vascaíno, o desfalque fica por conta do zagueiro e capitão da equipe, Leandro Castán, que foi expulso na última partida diante do Bahia. Ricardo Graça começa entre os titulares. Outra alteração que Luxemburgo indicou no time é a entrada de Gabriel Pec na vaga de Talles Magno. O atacante trabalhou como titular no treino de terça.

Gabriel Pec deve começar a partida como titular Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

 

Provável Escalação: Fernando Miguel, Léo Matos, Marcelo Alves, Ricardo Graça, Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil, Benítez, Pikachu, Pec e Cano.

Pendurados: Benítez, Gabriel Pec, Léo Matos, Ricardo e Yago Pikachu.

Arbitragem

Árbitro: Raphael Claus(Fifa/SP)

Árbitro Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP)

Árbitro Assistente 2: Alex Ang Ribeiro (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

 

Retrospecto do Confronto

Os números recentes favorecem o Flamengo, que não perde para seu rival há 16 jogos: sete vitórias e nove empates. A última vitória do Vasco foi no Carioca de 2016. Em 2020, o Rubro-Negro venceu as duas partidas: 1 a 0 pelo Carioca (quando atuou com reservas) e 2 a 1 no Brasileirão, em São Januário, de virada.

A sequência atual de 16 jogos sem derrota é a maior do Flamengo na história do Clássico dos Milhões. Antes dela, o Rubro-Negro teve outras três séries invictas de 11 jogos: entre 1941 e 1943, entre 1971 e 1973 e entre 2012 e 2015. Do lado vascaíno, a maior série invicta é de 20 jogos entre 1945 e 1951

Considerando apenas o Campeonato Brasileiro, o Flamengo não perde para o Vasco desde 2015. Desde então, foram 3 vitórias e 4 empates. Na história da competição, desde 1967, quando se enfrentaram pela primeira vez ainda no antigo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, a vantagem é do Flamengo. Em 63 jogos, foram 22 vitórias do Rubro-Negro, 23 empates e 18 vitórias do Vasco.

No retrospecto geral, o domínio no clássico também é do Flamengo. Em 411 jogos, foram 156 vitórias do Flamengo, 137 do Vasco e 119 empates (contando jogos amistosos). Apenas em jogos oficiais são 326 partidas com 124 vitórias do Flamengo, 100 empates e 102 vitórias do Vasco.

 

Disputa pela artilharia

Outro detalhe interessante deste clássico é igualdade dos artilheiros da equipe. Cano, Gabigol e Pedro estão com 23 gols na temporada. O camisa 9 do Flamengo jogou 38 vezes (35 como titular) das 65 partidas rubro-negras, enquanto Pedro atuou em 49 (24 vezes como reserva). Desfalque em apenas 10 partidas das 56 partidas do Vasco na temporada, Cano foi titular nos 46 jogos que disputou.

Foto: Ge.com

Onde Assistir

A partida terá transmissão do Premiere para todo país.

 

Por: Luhan Alves

Categorias
Carlos Augusto | Opinião

Opinião: “não se faz Copa do Mundo construindo hospitais”

 

Ronaldo, o Fenômeno, que nos deu várias alegrias exibindo seu fabuloso futebol, deu uma escorregada em 2011, durante os preparativos para realização da copa do mundo em 2014, em pleno governo Dilma “PT”.

O Ronaldo, que não é político, mas ex-jogador de futebol, escorregar em certas manifestações, é até razoável ou compreensível. Mas não dá para aceitar argumento nefasto como o do ex-presidente, como no caso do Lula, que se expressou da mesma forma que o Ronaldo, ao dizer que: “a realização da Copa do Mundo é uma grande oportunidade, e que ser contra por falta de hospitais é um retrocesso enorme.” Para Lula, “as pessoas querem fazer de uma coisa boa uma coisa ruim.”

Pesquisando os gastos com a Copa do mundo, chegamos a números estarrecedores, a saber: A  Copa do Mundo realizada no Brasil foi a mais lucrativa da história da FIFA, que faturou US$ 5,7 bilhões, equivalente a R$18.6 bilhões de reais entre 2011 e 2014. Os custos das obras divulgados pelo secretário-executivo do Ministério do Esporte foi de R$ 28 bilhões de reais; R$ 8.333 bilhões foram investidos nas construções dos 12 estádios de futebol; R$ 3,815 bilhões saíram do BNDES. O estádio Mané Garrincha foi o mais custoso, consumiu R$ 1.4 bilhão, seguido da Arena Corinthians, que consumiu R$ 1.080 bilhão e o Maracanã, que consumiu R$ 1.050 bilhão.

Tudo isso segundo dados do Tribunal de Contas da União (TCU), após consolidadas as fiscalizações relacionadas às obras preparatórias para a Copa do Mundo, nos meses de junho e julho de 2014. A conta final foi fechada em R$ 25,5 bilhões, de acordo com o relatório consolidado. Do total, R$ 7 bilhões foram gastos em mobilidade urbana e R$ 8 bilhões em estádios.

Vale lembrar que a maioria da população brasileira, que não votou no PT de Lula e Dilma, expressou sua indignação com os gastos exorbitantes com o Mundial, e durante as manifestações, que levaram mais de 1 milhão de pessoas às ruas a palavra de ordem  era: “Não queremos estádios. Queremos escolas e hospitais” no padrão Fifa”. A ideia de que o dinheiro público estava sendo desperdiçado alimentou a ira popular a tal ponto que Dilma Rousseff negou, em rede nacional, o uso do Orçamento da União nas obras de estádios. Obviamente, nessas manifestações ficaram de fora os eleitores do PT, aí incluídas as entidades organizadas, artistas e a grande imprensa.

Observando esses exorbitantes e desnecessários gastos na realização da Copa de Mundo de 2014, comparando com a atual pandemia ocasionada pelo Coronavírus, que levou a óbito mais de 200 mil cidadãos brasileiros, nos faz refletir o quanto nós estamos órfão de políticos honestos nesse país. O quanto os ditos poderes constituídos harmônicos entre si, estão contaminados de corrupção.

A voz do povo, da maioria que vai às ruas se manifestar contra a corrupção, contra um poder legislativo e contra um judiciário corrupto, precisa ser ouvida e acatada. Quando, naquele momento, se foi às ruas contra os exorbitantes gastos com a Copa do Mundo em detrimento de investimentos na saúde (hospitais), educação, emprego e moradia, tivessem nossos governantes a sensibilidade de abraçar os anseios populares, certamente estaríamos hoje preparados para o enfrentamento dessa maior crise sanitária humanitária mundial.

Os governantes corruptos estão dando uma demonstração de que desprezam solenemente a vida humana, pois continuam a meter a mão no erário público, como se tem notícias. Compra de respiradores superfaturados e centenas desses impróprios para uso. No Rio, a situação é  tão drástica que temos o prefeito e o governador detidos e investigados.

Agora, sem sombra de dúvidas, nesse momento a situação do povão do Amazonas /Manaus, infelizmente é desesperadora. Em 21/04/2020, o site G1 informou: “o Ministério Público de Contas do Estado do Amazonas iniciou uma investigação e cobra respostas do governo sobre a compra de 28 respiradores pulmonares para a rede pública de saúde no valor de R$ 2 milhões e 970 mil.”  E agora, a conta está sendo paga com a vida dos amazonenses.

Finalizo essa análise me perguntando onde estão os supostos defensores do Estado Democrático de Direito. Me refiro aos mandatários dos três poderes: Executivo, Legislativo e principalmente o Judiciário, que se mantém totalmente inerte diante dessa desenfreada corrupção orquestrada pelos mandatários dos estados e municípios. Aliás, com o aval dos onze deuses do olimpo.

É o que eu penso.

Carlos Agusto (Carlão)

Sindicalista, advogado e jornalista – MTb 38577RJ

Categorias
Destaque Esportes

Opinião: Fluminense precisa corrigir os erros o mais rápido possível

 

Mais um jogo que termina sem vitória do Fluminense sob comando do Marcão. Nos três jogos que o treinador esteve na beira do campo, desde a saída de Odair Hellman, o tricolor carioca empatou contra o Vasco e perdeu para o Atlético-GO e São Paulo. É claro que quem pediu para sair, por conta de uma proposta irrecusável, foi o Odair, mas até o momento a escolha pelo Marcão não vem surtindo efeito na equipe.

Analisando esses três jogos do Marcão, dá para perceber que o time do Fluminense até tenta trabalhar mais a bola, ter a posse, mas esbarra na falta de criatividade, tendo dificuldades de levar perigo ao gol adversário. O tricolor vem jogando com dois pontas abertos, para tentar sair em velocidade para o ataque, mas os atacantes estão atuando muito distantes, totalmente espaçados, faltando aproximação no ataque e movimentação dos jogadores.

Fluminense perde mais uma partida e vai se distanciando da parte de cima da tabela Foto: Luhan Alves

Já na parte defensiva, alguns erros de posicionamento acabam atrapalhando o time. Os laterais são facilmente dominados quando o time adversário tem pontas com qualidade e velocidade, principalmente se atacar pelo lado direito, onde joga Egídio ou Danilo Barcelos. Os zagueiros precisam estar mais atentos à movimentação dos jogadores adversários e cobrir melhor os espaços.

O Fluminense, agora, terá mais 10 dias para treinar, corrigir os erros e encaixar o novo estilo de jogo. A estreia de 2021 será contra o Flamengo, dia 06 de janeiro, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileirão. O tricolor carioca precisa voltar a vencer para não se distanciar de uma vaga na próxima Libertadores.

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Flamengo e São Paulo se enfrentam em jogo decisivo na Copa do Brasil

Flamengo e São Paulo se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, no Morumbi, no segundo confronto das quartas de final da Copa do Brasil. A partida promete ser bastante intensa e mesmo sem a presença da torcida, terá um clima de decisão por tudo que envolve esse jogo. A vantagem é do Tricolor, já que venceu por 2 a 1 no Maracanã. O time paulista joga por um empate para garantir a vaga. Já o Rubro-Negro precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar no tempo normal. Uma vitória do Fla por um gol de diferença leva a decisão aos pênaltis.

O Flamengo tem diversos desfalques por questões físicas. Rogério Ceni terá que fazer algumas mudanças no time por conta dessa situação. Em relação aos titulares escalados no Maracanã, Gabigol é a ausência. A provável novidade é a presença de Arrascaeta desde o início, apesar de não estar na condição física ideal. Everton Ribeiro e Isla, que jogaram por Brasil e Chile na terça-feira (17), tiveram os nomes incluídos na relação do jogo. Ambos foram titulares. Isla jogou o tempo inteiro. Everton foi substituído aos 91 minutos do segundo tempo.

Rogério Ceni observa Gerson no último treinamento antes da partida contra o São Paulo Foto: Reprodução Flamengo/ Alexandre Vidal

Já no São Paulo, a situação é melhor do que a do seu adversário. Com praticamente todo o elenco à disposição, Fernando Diniz deverá manter o time que venceu o Flamengo no jogo de ida. A equipe paulista vai com força máxima para essa partida decisiva na Copa do Brasil.

Fernando Diniz vai com força máxima para a partida decisiva contra o Flamengo Foto: Reprodução/São Paulo FC

Importância da classificação no aspecto financeiro

A Copa o Brasil de 2020 se aproxima de sua reta final e além da vaga para a Libertadores de 2021, outro motivo que dá a importância e a valorização da classificação para a próxima fase é a alta premiação. O campeão vai receber pelo título R$ 54 milhões, R$ 2 milhões a mais que o Athletico-PR recebeu no ano passado. No total, somando todas as fases, o campeão pode arrecadar até R$ 72,8 milhões, dependendo da fase que ele entrar.

Confira a premiação da Copa do Brasil

  • *1ª fase: R$ 1,1 milhão (Grupo 1), R$ 950 mil (Grupo 2) e R$ 540 mil (Grupo 3)
  • *2ª fase:R$ 1,3 milhão (Grupo 1), R$ 1,03 milhão (Grupo 2) e R$ 650 mil (Grupo 3)
  • 3ª fase: R$ 1,5 milhão
  • 4ª fase: R$ 2 milhões
  • Oitavas:R$ 2,6 milhões
  • Quartas:R$ 3,3 milhões
  • Semifinal: R$ 7 milhões
  • Vice-campeão: R$ 22 milhões
  • Campeão: R$ 54 milhões

*Grupo 1, 2 e 3 (a CBF paga mais para quem está melhor ranqueado).

Prováveis Escalações

Flamengo: Diego Alves, Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Renê; Arão, Gerson e Arrascaeta; Vitinho, Michael(Pedro Rocha) e Bruno Henrique. Técnico: Rogério Ceni

São Paulo: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Diego e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes; Brenner e Luciano. Técnico: Fernando Diniz

Arbitragem

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio – GO (Fifa)

Assistente 1: Fabricio Vilarinho da Silva – GO (Fifa)

Assistente 2: Cristhian Passos Sorence – GO (CBF)

VAR: Wagner Reway – PB (CBF)

Por: Luhan Alves (com supervisão de Cláudia Mastrange)

 

Categorias
Destaque Esportes

Templo do futebol brasileiro, Maracanã completa 70 anos de história

Palco de inúmeros episódios da história do futebol brasileiro e sede de duas Copas do Mundo, o estádio Mário Filho, o Maracanã, completa 70 anos nesta terça-feira (16).

No dia 16 de junho de 1950, o Maracanã era inaugurado. Na época, era o maior estádio do mundo, com capacidade 200 mil espectadores, cerca de 10% da população do Rio de Janeiro da época, segundo censo. Além de um dos templos do esporte nacional, o local é hoje também um ponto turístico da capital fluminense.

A história do Maracanã começa bem antes de 1950. Após visitas do até então presidente da Fifa, Jules Rimet, o Brasil foi escolhido em 1946 para sediar a Copa de 1949, mas, em 1947, a entidade máxima do futebol optou por adiar a competição em um ano para que as seleções, em especial da Europa, pudessem se reestruturar após a Segunda Guerra Mundial.

A obra demorou cerca de dois anos para ser concluída e estima-se que o seu custo foi de 250 milhões de cruzeiros.

Um dia após a abertura oficial, o estádio já recebeu sua primeira partida. Uma seleção do estado de São Paulo enfrentou uma seleção carioca. Os paulistas venceram por 3 a 1. Uma semana depois, Brasil e México fizeram a estreia do Mundial daquele ano. A Seleção goleou os mexicanos por 4 a 0.

Ao longo das sete décadas, o Maracanã passou por inúmeras reformas para se tornar o que é hoje. A última foi para ser sede de uma segunda Copa do Mundo- a de 2014. Agora com capacidade para quase 80 mil pessoas, o estádio é moderno e atende ao “padrão Fifa”. A reestruturação mais recente é avaliada em mais de R$ 1 bilhão.

Além das duas Copas, o ‘Maraca’ recebeu uma série de partidas emblemáticas, como dos Mundiais de Clubes de 1963 e 2000, e as conquistas do Brasil das Copas América de 1989 e 2019. O campo também foi palco dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e das Olimpíadas de 2016.

Hoje, o Maracanã abriga um hospital de campanha para combate do coronavírus. A Conmebol havia escolhido o estádio carioca para a final da Libertadores 2020, mas em meio a pandemia, não é possível afirmar se isso será possível.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca

A corrida para salvar vidas

O hospital de campanha do Maracanã foi inaugurado neste sábado (9). O hospital, na área externa do estádio, foi construído em 38 dias. A princípio, serão abertos 170 dos 400 leitos. Desse total, 50 são de unidade de terapia intensiva e 120 de enfermaria. A promessa é que mais de mil leitos estejam disponíveis em todo estado, até o final de maio.