Categorias
Cultura Notícias do Jornal

Live da Paixão de Cristo: história de fé e esperança

 

Com a pandemia, a internet une o país, de norte a sul, inclusive quando o assunto é arte. A Paixão de Cristo 2021 de Floriano, no Piauí, considerada um dos maiores espetáculos religiosos do País, será realizada nos dias 2 e 3 de abril, no Teatro Cidade Cenográfica. Esse ano, por causa da Covid-19 e para garantir a segurança de elenco e público, as apresentações serão transmitidas ao vivo pelo Youtube, no canal UFOPIAUI, sempre às 20h, e no local apenas os atores estarão presentes – respeitando todos os protocolos de segurança exigidos.

A live da Paixão de Cristo 2021 contará com a participação de grandes nomes da dramaturgia , como Ernani Morais, interpretando o sumo Sacerdote Caifaz, Ana Cecilia Costa, interpretando Maria e Danilo Sacramento, interpretando Pôncio Pilatos.

O formato de exibição do espetáculo foi adaptado para oferecer às pessoas uma mensagem de esperança, amor e fé através da arte.

“Essa é uma forma de suavizar o ambiente familiar em um momento de tantas tensões, como é o atual contexto de enfrentamento ao coronavírus. É também uma maneira de transmitir conforto, paz e esperança a todos que nos assistirem, relembrando que este momento vai passar”, afirma o diretor Cesar Crispim.

O Grupo Escalet de Teatro conta, há mais de 25 anos, a história do maior homem da humanidade, fazendo assim com que a arte e a cultura tenham um importante papel de retirar sentimentos negativos provocado pelo isolamento social.

Serão respeitados os protocolos de saúde, como o uso de máscaras, de álcool gel, distanciamento social, bloqueio de entrada de pessoas sintomáticas e 1/3 do elenco dos últimos anos, tudo para não colocar em risco a equipe.

O evento é realizado pelo Grupo Escalet de Teatro com apoio do Armazém Paraíba, Prefeitura Municipal de Floriano, Prêmio Maria da Inglaterra, Secretaria de Cultura do Estado do Piauí, Governo do Estado do Piauí, Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc e Governo Federal.

A live acontece nos dias 2 e 3 de abril, às 20h, no canal UFOPIAUI

Categorias
Destaque Economia Rio

Páscoa no estado do Rio deve movimentar R$ 829 milhões

 

A expectativa para a Páscoa de 2021 será mais positiva para o comércio, é o que revela levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ). Segundo a pesquisa, cerca de 8,3 milhões (59,6%) de fluminenses estão com a intenção de presentear na data, contra 4,8 milhões de pessoas no ano passado (37,6%). A movimentação na economia deve atingir os R$ 829 milhões, valor superior ao de 2020, que foi de R$ 518 milhões. Em 2021, 40,4% dos entrevistados revelaram que não devem dar presentes na data. No ano anterior, esse percentual foi de 62,4%. Para o IFec, o levantamento mostra uma melhora em relação à fase aguda da pandemia de 2020, no entanto, ainda abaixo dos resultados pré-pandemia, em 2019.

Dentre os fluminenses que vão presentear (59,6%) na Páscoa, os itens que devem ser mais procurados são: ovos de chocolate (59,4%), bombons (51,8%) e barras de chocolate (46,7%). Em seguida vem itens como: bichinhos de pelúcia (6,1%), cesta de Páscoa (5,1%) e colomba pascoal (4,6%). Cada consumidor deve gastar, em média, R$ 99,70, valor que se manteve praticamente estável se comparado à 2020. Dos que pretendem presentear, 53,8% irão dar mais de uma opção.

Ao serem perguntados onde farão suas compras, a maior parte dos pesquisados respondeu que se dividiriam entre lojas físicas e online (60,4%), seguidos de só online (13,2%) e somente física (26,4%).

A sondagem ocorreu entre os dias 15 e 18 de março e contou com a participação de 389 consumidores do estado do Rio de Janeiro.

Foto: Marcelo Camargo/ABr

Categorias
Destaque Mundo

“Sejam mensageiros da vida em tempos de morte”, diz o papa

O papa Francisco fez um apelo para que as pessoas “não cedam ao medo” e se concentrem em uma “mensagem de esperança” durante uma missa na véspera do domingo de Páscoa, em uma Basílica de São Pedro vazia, em meio à pandemia de coronavírus. Ele também pediu o fim das guerras.

A cerimônia, que normalmente acontece em uma igreja lotada com dez mil pessoas, foi assistida por apenas duas dezenas, incluindo alguns assistentes de altar e um coro menor que o normal. Por causa do coronavírus, a celebração foi alterada, deixando de lado ações tradicionais, como o batismo de convertidos adultos e uma longa procissão no corredor principal da basílica.

O papa Francisco fez, durante a celebração neste sábado, uma comparação entre o trecho do Evangelho em que se relata a passagem em que o túmulo de Jesus é encontrado vazio no dia em que os cristãos acreditam que ele ressuscitou dos mortos e o estado incerto do mundo hoje por causa da pandemia de coronavírus.

“Também havia medo do futuro e tudo o que precisaria ser reconstruído. Uma memória dolorosa, uma esperança abreviada. Para eles, como para nós, era a hora mais sombria”, disse o papa em sua homilia.

Em países de todo o mundo, os católicos acompanharam o serviço papal ou missas rezadas por padres em suas próprias igrejas vazias e transmitidas pela televisão ou pela internet.

“Não tenham medo, não cedam ao medo: esta é a mensagem da esperança. Hoje é endereçada a nós. Essas são as palavras que Deus nos repete nesta mesma noite”, disse o pontífice.

O papa Francisco encorajou as pessoas a serem “mensageiros da vida em tempos de morte”, novamente condenando o comércio de armas e exortando aqueles em melhor situação a ajudar os pobres.

“Vamos silenciar os gritos de morte, sem mais guerras! Que possamos parar a produção e o comércio de armas, pois precisamos de pão, não de armas”, disse Francisco.

 

Fonte: EBC