Categorias
alimentação Destaque Notícias Saúde

Como evitar a intoxicação alimentar e qual a diferença da alergia alimentar

Médica explica como prevenir e tratar quadros de intoxicação causados por bactérias, fungos, vírus e suas toxinas, presentes em alimentos preparados sem os devidos cuidados

A intoxicação alimentar, como explica a médica alergista e imunologista Brianna Nicoletti, formada pela Universidade de São Paulo (USP):

é uma doença causada pela ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias (Salmonella, Shigella, E. coli, Staphilococus, Clostridium), vírus (Rotavírus), ou por suas respectivas toxinas, parasitas, por fungos ou toxinas. A contaminação ocorre durante a manipulação, preparo, conservação e/ou o armazenamento da água ou dos alimentos.

A forma com que são servidos e expostos deixam esses alimentos facilmente contamináveis; sem a refrigeração necessária, como em buffets; manipulação e armazenamento de forma inadequada esses são os principais fatores para intoxicação alimentar.

Sintomas e ações a tomar

Os primeiros sintomas podem surgir poucas horas após a ingestão de algo contaminado, variando de acordo com o micro-organismo causador.

O intervalo, no geral, vai de duas a 72 horas para o início dos sintomas – explica a médica.

Porém, os sintomas sempre são parecidos: náuseas, vômitos, diarreia, febre, dor abdominal, cólicas e mal-estar.

Nos quadros mais graves, ocorrem queda da pressão arterial, desidratação e perda de peso – enumera.

O primeiro passo, ao sentir um dos sintomas, é fazer repouso e ingerir muito líquido (principalmente água, água de coco e isotônicos, e evitar bebidas gaseificadas com excesso de sódio.

Quando há risco de desidratação (com vômitos e diarreia), há medicamentos para controlar as náuseas e é necessário procurar ajuda médica para repor líquidos e sais por via endovenosa – indica Brianna.

A boa notícia é que a grande maioria das intoxicações são consideradas leves e duram poucos dias.

As infecções bacterianas com colites e desidratação podem durar mais tempo. E, eventualmente, poderá ser necessário tratamento mais prolongado com antibiótico – indica a médica.

Daí a importância de consultar um médico para avaliar a gravidade e a necessidade do uso de medicamento.

Os vilões e como prevenir a doença

Peixe e frutos do mar, processados e embutidos (por exemplo, o presunto), legumes e frutas lavados com água contaminada costumam ser os causadores mais comuns da intoxicação alimentar.

O primeiro ponto determinante para evitar as contaminações está no cuidado com a água.

A prevenção das intoxicações está diretamente associada ao saneamento básico, ou seja, à boa qualidade da água para o preparo dos alimentos; aos cuidados ao cozinhar e armazenar, isto é, o modo de embalar e conservar em freezer ou geladeira; e a medidas básicas de higiene de quem os consome, como lavar as mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro – explica a especialista.

Outra dica é nunca consumir alimentos em conserva com embalagens estufadas ou amassadas.

Diferença entre intoxicação e alergia alimentares

Vale distinguir a diferença que existe entre a alergia alimentar e a intoxicação alimentar.

A alergia ocorre quando nosso sistema imunológico passa a entender uma parte da estrutura do alimento como ‘alergênica’ e estranha, e responde com a produção de anticorpos (chamado de IgE) ou células, gerando um processo inflamatório – explica a médica.

A alergista detalha ainda que uma vez sensibilizado o organismo, o risco de uma reação alérgica mais grave, em um contato futuro existe, inclusive ao ter contato com uma mínima quantidade daquele alimento.

Mas, da mesma forma, as transformações frequentes do sistema imunológico podem trazer novas sensibilizações ao longo da vida, e pode também acontecer o que chamamos de ‘tolerância’ e, assim, depois de algum tempo, deixar de ter a alergia daquele alimento.

Os que mais causam alergias em adultos são: camarão, frutos do mar, amendoim, castanhas; nas crianças, são leite, ovo, soja, milho e trigo.

Categorias
Animais Destaque Notícias Saúde Verão

Animais de estimação exigem cuidados especiais durante o verão

Especialista dá dicas para a hora do banho e do passeio com os pets, e chama atenção para raças que possuem necessidades específicas

Com a chegada do verão, muitas pessoas redobram os cuidados com a saúde e o bem-estar. No entanto, a mudança de temperatura esperada para a estação não afeta somente os humanos. Especialistas alertam que os animais domésticos, como cães e gatos, também exigem cuidados especiais durante esse período. Para manter a qualidade de vida dos pets, é preciso fazer adaptações em hábitos como banho e passeio ao ar livre.

Segundo o veterinário e professor do Centro Universitário Newton Paiva, Leonardo de Rago, o banho é um dos momentos que mais geram dúvidas nos donos. Ele recomenda um a cada quinze dias, utilizando um shampoo adequado que ofereça limpeza e hidratação dos pelos. Sobre o consumo de água, ele explica que deve ser abundante, e se o pet reduzir a ingestão apesar do clima quente, é preciso procurar atendimento veterinário.

Além disso, também é importante atentar para os horários de passeio. Segundo Leonardo, deve-se evitar os horários entre 10h e 17h, pois o asfalto alcança temperaturas que podem chegar aos 53º.

Passear com animais nas horas mais quentes do dia, principalmente em momento do ano de alta temperatura, expõe o animal a queimaduras nos coxins. Essas lesões são bem dolorosas necessitando de acompanhamento veterinário para o devido tratamento, pois muitas vezes o animal com dor não ingere água adequadamente nem se alimenta, o que pode agravar o quadro.

Atenção redobrada

Leonardo destaca ainda para a existência de riscos específicos para certas espécies, como é o caso de cães braquicefálicos (bulldog, PUG, dentre outros).

Nessa classe é muito comum que os cães apresentem angústia respiratória, ou seja, dificuldade durante o processo de passagem do ar até os pulmões. Em situação de exercício físico e calor intenso, esses animais agravam esse quadro de dificuldade e alguns podem chegar a apresentar síncope (desmaios) por baixa oxigenação tecidual – explica Leonardo.

O professor também chama atenção para animais pertencentes a raças originadas em países de zona temperada ou clima frio, como Shit-zu, Maltês, Yorkshire, entre outros. São espécies que sentem mais os efeitos da temperatura elevada com alta umidade. Segundo Leonardo, atitudes simples como fornecer água com uma pedrinha de gelo, por exemplo, podem aliviar muito tais efeitos térmicos.

Sobre o Centro Universitário Newton Paiva

Com 49 anos de história, dois modernos complexos em Belo Horizonte (MG) e mais de 80% do corpo docente formado por mestres e doutores, a Newton está entre as principais instituições de ensino superior de Minas Gerais. A Newton oferece cursos de graduação, pós-graduação e a distância nas áreas de ciências exatas, tecnologia, saúde, ciências sociais e direito, além de programas de iniciação científica e de extensão e cursos livres online e presenciais. Consagrada pela alta qualidade acadêmica e excelente infraestrutura, conta com avançados laboratórios, núcleos de prática em diversas áreas do conhecimento e centros de inovação como o Fab Lab Newton, CNE — Centro Newton de Empreendedorismo, CEJU — Centro de Exercício Jurídico, NPCont — Núcleo de Práticas Contábeis e o Smart Campus — primeiro campus inteligente do estado. Os estudantes dos cursos de saúde, por exemplo, contam com as clínicas-escolas de Odontologia, Psicologia, Fisioterapia, Enfermagem, Farmácia, Estética e a Clínica de Veterinária. Nesses espaços, orientados pelos professores, os estudantes aplicam na prática o conhecimento adquirido em sala de aula e prestam serviços para a população, e os alunos de Arquitetura e Urbanismo contam com o escritório-modelo, Studio N. Além da reconhecida qualidade de ensino e de privilegiar a prática, a Newton investe permanentemente no relacionamento com o mercado, firmando importantes parcerias para proporcionar a seus alunos as melhores perspectivas e oportunidades profissionais, incluindo convênios e acordos com instituições educacionais internacionais.

Como parte de seu compromisso de promover a reflexão e incentivar uma mudança de atitude com relação ao desenvolvimento sustentável, à consciência ambiental e ao consumo consciente, a Newton apoia e promove os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda firmada em 2015 por 193 países junto à ONU, para acabar com a pobreza, lutar contra as desigualdades e a injustiça e combater as mudanças climáticas até 2030.

 

Categorias
Destaque Notícias Rio Saúde

São Gonçalo inaugura hospital popular de medicina veterinária

O Hospital Popular de Medicina Veterinária (HPMV) expandirá sua rede no dia 18/11 (quinta-feira), às 11h, inaugurando uma unidade em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O objetivo é realizar 1.500 atendimentos apenas no primeiro mês. No final de 2022, a expectativa é de 18 mil atendimentos realizados. A unidade irá tratar de cães e gatos e as consultas serão apenas R$ 19,90.

De acordo com o CEO da Rede HPMV, Brunno Galvão, São Gonçalo é uma cidade densamente habitada e com uma característica diferente da cidade vizinha, Niterói. É mais horizontal, a maioria das pessoas mora em casas e isso faz com que uma quantidade maior de lares possua Pets. “A chegada do primeiro Hospital Popular de Medicina Veterinária vai impactar mais de 1 milhão de lares. Há um pensamento ultrapassado de que medicina veterinária popular não tem qualidade.

Os tutores ficam encantados com o que encontram aqui. Estrutura de ponta, equipamentos modernos, equipe experiente, um hospital moderno e acessível para todas as classes sociais – ressalta Brunno.

Entre os serviços oferecidos estão internação de animais com doenças infecciosas e zoonoses, cirurgias, exames laboratoriais, ultrassonografia e radio X, além de eletrocardiograma. O funcionamento será 24 horas. O preço da castração de cadelas será R$150,00 e de felinas R$85,00. O valor da anestesia depende da análise do médico. A vacina de raiva custará R$50,00 e a V8 R$ 85,00. A unidade conta ainda com um espaço cat friendly exclusivo para os felinos. “O HPMV deve realizar em 2021 cerca de 150 mil atendimentos em suas dez unidades e a expectativa para o próximo ano é de 300 mil atendimentos, além da expansão de mais 18 unidades, totalizando 28 hospitais. O HPMV é a maior rede de Hospitais Veterinários do Brasil”, destaca Brunno Galvão.

A nova unidade estará localizada na Rua coronel serrado 202, Zé garoto – São Gonçalo.

Categorias
cuidados Destaque Rio Saúde

Prefeitura de Niterói vai disponibilizar absorventes higiênicos para mulheres em situação de vulnerabilidade

A Prefeitura de Niterói já está tomando medidas para solucionar o problema da pobreza menstrual, disponibilizando absorventes higiênicos para mulheres em situações de vulnerabilidade. Para que o item, que é indispensável para higiene íntima da mulher possa ser distribuído nos Médico de Família, em unidades de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e nas escolas da rede que integram o 3º e 4º ciclos, entre outros locais, a Prefeitura enviou a Câmara de Vereadores uma mensagem executiva.

A coordenadora de Políticas e Direitos das Mulheres, Fernanda Sixel, diz que mulheres nessa situação precária precisam ter à dignidade de volta. “A menstruação é um processo natural da vida das mulheres e não deve ser motivo de vergonha ou impedimento para realizar qualquer atividade. Por vulnerabilidade econômica, muitas meninas e mulheres perdem sua Dignidade Menstrual, que é o acesso às informações, às condições de higiene e aos produtos de higiene pessoal. Os dados revelam que cerca de 29% das mulheres já passaram por dificuldades financeiras para a compra dos absorventes, assim como o estudo da Unicef revelou que 4 milhões de meninas deixaram de ir à escola durante o período menstrual, causando prejuízos para seu processo educativo”, explicou Fernanda.

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a média de idade da menstruação nas mulheres brasileiras é de 13 anos e quase 90% tem menarca (primeira menstruação) na faixa entre 11 e 15 anos de idade.

 

Categorias
Destaque Notícias Rio Saúde

Dia Mundial da Saúde Mental

Renata Ribeiro une psicologia a terapias integrativas em tratamentos
diversos  para todo tipo de paciente. Terapeuta é especializada  em PICS (Práticas Integrativas e Complementares de Saúde), com foco em terapia floral, auriculoterapia e Reiki

Formada em psicologia, Renata Ribeiro descobriu nas terapias
integrativas uma forma diferenciada de tratar todos os tipos de
paciente.

Cuido de muitas pessoas acometidas pela depressão,dependência química, transtornos de ansiedade e síndrome dopânico – cita.

E, após muitos anos integrando a equipe do Espaço Sou, em Icaraí – Niterói, ela foi convidada para integrar a equipe da clínica Vitality, na Barra da Tijuca, no Rio, para onde vai levar todo o seu conhecimento das PICS (Práticas Integrativas e Complementares de Saúde), principalmente com foco na terapia floral, auriculoterapia e reiki.

Renata conta que a demanda tem crescido a cada dia por conta da pandemia do novo coronavírus e seus efeitos negativos.

As pessoas começam com pequenas crises de ansiedade, devido ao medo da morte pelo vírus ou perdas que sofreram nesse período. Sem contar que o luto também acontece por perder a vida social, o emprego, etc. Se isso não for cuidado, a tendência é abrir um leque de transtornos psiquiátricos que podem culminar em problemas como: obesidade, insônia, baixa autoestima, procrastinação, relacionamento abusivo e violência doméstica, separações, TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizado),depressão, entre outros –  explica ela, formada em Psicologia pelas Faculdades Integradas Maria Thereza FAMATH e em Terapia Floral, além de ser pós-graduada em Ludoterapia, Psicologia da Saúde e Neuropsicologia com Ênfase em Reabilitação Cognitiva.

A terapeuta também realiza o atendimento infantil através da prática
da Ludoterapia, que consiste em tratar todo tipo de demanda que oprime as crianças através de jogos, brincadeira, pinturas e artes em geral.

Atualmente, muitos pais preferem deixar a tela entreter seus filhos. O nome que se dá a isso é ‘tecnificação da vida’, o fenômeno das
‘pílulas mágicas de felicidade’. As pessoas buscam o imediato e não
aprendem a lidar com o que originou o problema, por isso preferem a técnica. Por isso, a terapia é um processo importante, pois o
autoconhecimento gera a prevenção, e sim, existem problemas
neurológicos em crianças causado pelo uso excessivo de telas –
alerta Renata

Ela também sugere a redução do uso de telas para um mínimo de
quatro horas, trocando por atividades em família como pinturas, mexer
com argila, desenhos, escrever o que sente em um caderno, jogos de
tabuleiros de acordo com a idade, e sessão de cinema em casa com
pipoca. Renata explica que as atividades fazem com que as crianças,
até mesmo adultos, materializem suas emoções, evitando a
somatização.

Para crianças, ela também indica o uso de florais:

muitas pessoas me procuram para fazer a terapia floral, e as crianças respondem muito bem a esse tipo de tratamento. Aprendi na prática clínica, que o caminho do possível é o cliente quem faz, e jamais posso ignorar isso – finaliza.

 

Categorias
Beleza cuidados Destaque estética Notícias

Especialista explica cuidados da Lipo HD

O procedimento virou febre entre as celebridades.

A busca pelo corpo perfeito e pela definição da musculatura abdominal faz com que muitos brasileiros recorram a tratamentos estéticos e procedimentos cirúrgicos.

Os números que colocam o Brasil como segundo país na realização de cirurgia plástica são da pesquisa divulgada em dezembro de 2019, pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética. De acordo com o órgão, o Brasil realizou mais de 1 milhão de cirurgias plásticas no último ano, além de 969 mil procedimentos estéticos não cirúrgicos. A técnica que garante maior definição do contorno dos músculos, conhecida como lipoaspiração HD, tem ganhado cada vez mais adeptos.

A médica cirurgiã  plástica, Dra. Valéria Destéfani, especializada nos Estados Unidos, em lipo HD, afirma que todo o cuidado antes, durante e após a cirurgia faz diferença. Valéria inclui há quase 1 ano, a consulta pré-anestésica para todos os pacientes. Segundo Valéria, é um ato que parece bobo, mas que poderia ter evitado uma complicação como o caso da paciente que ficou cega após um procedimento cirúrgico e outros casos que danificam o corpo e a vida do paciente.

A cirurgiã afirma que desde o início do trabalho do médico anestesista, antes do procedimento, já houve 3 casos de pacientes com risco cirúrgico liberado, que foram orientados pelo anestesista (após a consulta pré anestésica), a não realizar a cirurgia naquele momento pelo simples fato de existir um risco aumentado para alguma complicação. Por isso, o anestesista precisa avaliar o paciente como um todo, órgão por órgão, antes de uma cirurgia. Ainda segundo a médica, os pacientes precisam ter outros cuidados como : procurar um bom hospital, com excelente centro cirúrgico, uma boa equipe de enfermagem, entre outras coisas que garantam a segurança e a vida do paciente.

Dra. Valéria ainda explica que o procedimento não é indicado para todos :

Vale ressaltar que a cirurgia não se enquadra para todas as pessoas, mas para aquelas que já perderam peso, praticam exercícios e mantém uma alimentação balanceada. Esse somatório de coisas é que garante um resultado maravilhoso. Corpos definidos, bem marcados para homens e mulheres – ressalta.

Valéria afirma que a exposição de celebridades e influenciadores digitais faz com que pessoas sem indicação para o procedimento queiram realizar por falta de conhecimento e busca por um resultado de qualidade.  A médica diz que o principal é avaliar o corpo e a mente do paciente para sim indicar uma técnica de acordo sua realidade física e mental.

Outro diferencial do atendimento da Dra. Valéria é a realização da consulta pré-anestésica, onde o paciente tem a oportunidade de conhecer o médico anestesista, tirando todas as dúvidas e estabelecendo uma relação de confiança.

Essa consulta faz a diferença porque quantos pacientes só conhecem o anestesista no centro cirúrgico? Esse contato antes é importantíssimo para tirar dúvidas, descobrir possíveis problemas e eliminá-los – explica.

Além disso, a médica realiza procedimentos como rinoplastia, prótese de mama, lifting de face, entre outros.

O sorriso de satisfação de cada paciente me transporta para um nível, que só quem ama o que faz, sabe o que significa.