Categorias
Brasil Destaque Notícias Política Rio Saúde

Eduardo Paes testa positivo para a covid-19

Da Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, testou positivo para covid-19, na manhã de hoje (15). De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, Eduardo Paes “acordou com sintomas leves de gripe, dor de garganta e foi submetido ao teste rápido”. Após receber o resultado do teste, o prefeito entrou em isolamento.

Essa é a segunda vez que Paes recebe resultado positivo para a doença. A outra foi em maio de 2020, quando permaneceu assintomático durante todo o período de quarentena, que cumpriu em casa.

No seu perfil no Twitter, o prefeito postou um vídeo falando sobre a doença. “Notícia rápida não muito boa. Infelizmente ontem eu comecei a ter, ali pela noite, uns sintomazinhos de gripe, mal estar, aquele iniciozinho de gripe. Não dormi bem hoje. Acordei cedo e fui fazer o teste para a covid-19 e infelizmente deu positivo. Uma reinfecção. Eu tive lá em maio do ano passado, mas estou super bem. O sintoma é um pouco essa sensação de estado gripal. Enfim, estou me cuidando aqui em casa, atento à cidade on line. Conversando com os secretários por vídeo, enfim, vai dar tudo certo. Vou cuidar da saúde e vocês se cuidem também por aí, porque essa história não é brincadeira. Grande abraço. Valeu? Estamos aí no ar”, disse.

Categorias
Destaque Notícias Política Rio Saúde

Secretaria de Estado de Saúde amplia leitos para tratamento de Covid-19

Em menos de um mês, o Estado do Rio passou a contar com mais 736 leitos para tratamento da Covid-19. O objetivo da abertura dessas vagas é ampliar o atendimento neste momento em que o Rio de Janeiro atravessa a terceira onda de casos de coronavírus. Os números foram apresentados na tarde desta terça-feira (13), durante coletiva do secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves. As vagas foram abertas nas redes federal (293), estadual (280) e municipais (163).

Além da ampliação, Chaves falou ainda sobre a redução de 32% nos últimos sete dias nas solicitações de internação para casos de Covid-19. A queda também ocorreu na fila de espera, que recuou 31%.

“Temos trabalhado diariamente para ampliar o número de leitos e tornar mais eficaz o processo para internação dos pacientes. Este é um trabalho conjunto do Estado com o Ministério da Saúde e municípios, que recebem recursos para manter esses leitos. É uma força-tarefa para enfrentarmos este momento. Além disso, estamos vendo uma redução nas solicitações por internações e na fila de espera”, afirma o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves.

Ao todo, o Estado do Rio conta com mais de 3.550 leitos (1.580 de enfermaria e 1.970 de UTI) específicos para tratamento da Covid. Todos estão disponíveis na rede pública de Saúde (estadual, federal e municipais) e são gerenciados pelo Sistema Estadual de Regulação. Além desses, o Estado do Rio tem ainda outros 355 leitos de UTI e 1.239 de enfermaria, que não foram inseridos pelos municípios na Regulação Unificada, criada por decreto no início deste ano.

“É necessário destacar que o quantitativo de leitos pode ter pequenas oscilações devido a restrições momentâneas. Além disso, o número de pacientes na fila de espera e de solicitações de leitos é flutuante”, explica Luciane Vellasques, coordenadora de Informações em Saúde, da Subsecretaria de Vigilância em Saúde.

Agora, a secretaria trabalha para diminuir o tempo de espera entre a disponibilização de leito e a chegada do paciente na unidade. Para o secretário, esse é um dos principais desafios de agora e pode ser decisivo no tipo de atendimento que a pessoa vai receber.

“Temos visto demora de até oito horas para que um paciente chegue ao hospital mesmo após a liberação do leito. Isso pode significar o agravamento do quadro do paciente. O foco agora é diminuir esse tempo em articulação com as prefeituras e unidades de saúde”, destaca Chaves.

Categorias
Brasil Destaque Economia Notícias Política Rio

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em abril

Da Agência Brasil

Trabalhadores informais nascidos em abril começam a receber hoje (13) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo no início do mês.

O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos (veja no link guia de perguntas e respostas) para ter direito à nova rodada.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

Categorias
Cultura Destaque Economia Notícias Política Rio Saúde

Bondinho Pão de Açúcar doa mais três toneladas de alimentos para guias de turismo do Rio

O Bondinho Pão de Açúcar doará 200 cestas básicas para apoiar os profissionais autônomos do setor em situação emergencial, da cidade do Rio de Janeiro, que trabalham com atrações turísticas e foram diretamente atingidos nesta crise gerada pela pandemia da Covid-19. A distribuição será realizada nesta segunda-feira, 12 de abril, no Bondinho Pão de Açúcar e no Museu da República.

Iniciativas como essa também aconteceram em 2020. Em um ano, o Bondinho Pão de Açúcar soma o total de 13 toneladas de alimentos e materiais de higiene doados para guias de turismo da cidade do Rio de Janeiro. Mais uma vez, a ação é realizada com o apoio do site O Guia Legal, da Associação de Guias Motorizados do Rio de Janeiro (GUIAR) e da Liga Independente dos Guias de Turismo (LIGUIA), responsável pela seleção das 200 famílias que serão beneficiadas. Para receber a cesta, os guias turísticos deverão estar inscritos na CADASTUR – Ministério do Turismo. Os profissionais beneficiados receberão um e-mail de confirmação informando a hora e o local exato para retirada da sua cesta com mais de 15 quilos de produtos.

A distribuição das cestas será feita na entrada do parque e no Museu da República, ambos em local aberto. Todos os profissionais estarão com máscaras, utilizarão álcool gel e as cestas serão higienizadas.

“Vivemos um momento difícil e sabemos da importância em apoiar esses profissionais que são fundamentais para o setor do turismo. A doação das cestas básicas foi uma forma que nós, do Bondinho Pão de Açúcar, encontramos para oferecer um auxílio às pessoas que foram impactadas diretamente pela crise gerada por conta da pandemia e que, no momento, não estão podendo exercer suas funções de maneira integral”, comenta Sandro Fernandes, CEO do Bondinho Pão de Açúcar.

O Bondinho Pão de Açúcar incentiva que outras instituições, empresas de turismo e pessoas físicas também façam as suas doações para ajudar a esses profissionais tão importantes para o setor do turismo, a fim de atingir a marca de 1.000 cestas básicas e ajudar um número ainda maior de guias de turismo. Quem quiser doar, pode entrar em contato pelo e-mail liguia@liguia.org.br para obter mais informações sobre como ajudar.

Categorias
Brasil Destaque Economia Notícias Política Rio Saúde

Paes sanciona Lei de prioridade a pessoas com deficiência para vacinas

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) sancionou o projeto de lei que inclui pessoas com deficiência (PCD’s) entre os grupos que têm prioridade na hora da vacinação contra a Covid-19. O projeto pedia a alteração do calendário do Município, para que incluísse a classe na hora de vacinar, com prioridade.

Desta forma, a partir do dia 24 de abril, quando inicia-se a fase de pessoas com 60 anos, os PCD’s entrarão com essa prioridade na fila para se imunizar. A projeto foi do vereador Mario RIbeiro, que preside também a Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara Municipal, através da criação da PL 89/2021.

“Sabemos o quanto esse grupo é de risco. Essas pessoas não têm, muitas vezes a condição de se prevenir. Não tem condição de usar máscara, não consegue controlar o uso das mãos, muitas delas com doenças e comorbidades. Se pegar o coronavírus, tem muitas chances de pegar a parte mais severa da doença. Por isso, a necessidade desse projeto”, afirmou Ribeiro.

A Lei foi publicada no Diário Oficial do Município na edição de quinta-feira (8) e agora as partes todas se reúnem para determinar a melhor maneira de alterar o calendário para a entrada de PCD’s com prioridade até a data de 24 de abril

Categorias
Cidade Destaque Economia Notícias Política Rio

Governo do Rio investe na infraestrutura viária de municípios fluminenses

O Governo do Estado assinou, nesta quinta-feira (8), mais 13 convênios com cidades das regiões Serrana, Sul Fluminense, Médio Paraíba e Noroeste para obras de infraestrutura viária. Foram contemplados os municípios de Petrópolis, Teresópolis, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Flores, Valença, São José do Vale do Rio Preto, Aperibé, Cachoeiras de Macacu, Italva, Itaperuna e Laje do Muriaé. No total, serão investidos, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), R$ 150 milhões em 89 municípios fluminenses.

“Precisamos investir em todos os municípios do Estado do Rio. Os convênios significam mais do que colocar asfalto, é uma questão de dignidade. As obras nas principais vias municipais ajudam também no desenvolvimento das regiões. A boa estrutura atrai empresas, que geram emprego e renda e combatem a pobreza, uma das maiores consequências da pandemia da Covid-19”, ressaltou o governador em exercício Cláudio Castro.

Os prefeitos ressaltaram a importância do convênio para o desenvolvimento do interior.

“Os municípios estão em uma situação muito difícil, principalmente nesta pandemia. Este gesto de parceria do Governo do Estado, por meio do DER-RJ, com as prefeituras representa uma esperança. Bom saber que não estamos sozinhos e temos o Estado ao nosso lado”, disse o prefeito de Cachoeiras de Macacu, Rafael Miranda.

“Estamos vendo que o Estado está mais próximo do interior. A cidade de Italva nunca viu o governo tão perto como está agora. Isso é importante e falo não somente desta ação junto com o DER, mas outras que o município vem recebendo nos últimos meses”, ressaltou o prefeito de Italva, Léo Pelanca.

A primeira rodada de cidades contempladas aconteceu na quarta-feira (7). O pacote incluiu municípios da Baixada Fluminense, Centro-Sul, Costa Verde e Médio Paraíba: Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nova Iguaçu, São João de Meriti, Paracambi, Paty do Alferes, Angra dos Reis, Mangaratiba, Paraty, Itaguaí, Barra do Piraí, Barra Mansa e Itatiaia.

“As parcerias formalizadas são resultados do entendimento entre os poderes Legislativo e Executivo. A melhora viária garante a geração de riquezas para as cidades beneficiadas”, disse o secretário das Cidades, Uruan Cintra.

Próximos beneficiados

Nesta sexta-feira (9), serão realizadas as assinaturas de 13 cidades do Norte, Região dos Lagos e Noroeste: Araruama, Carapebus, Casimiro de Abreu, Macaé, Quissamã, Rio das Ostras, Miracema, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, São João da Barra e Varre e Sai. Na próxima semana, as cidades de Areal, Bom Jardim, Cantagalo, Duas Barras, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Sumidouro e Trajano de Moraes também serão beneficiadas.

Categorias
Notícias Política Rio

Deputados querem acabar com furto, roubo e receptação de combustíveis

 

A Alerj aprovou hoje 16/12, em regime de urgência, em discussão única, o Projeto de Lei Nº 462/2019, de autoria dos Deputados Martha Rocha, Chicão Bulhões, Bruno Dauaire, Subtenente Bernardo, Waldeck Carneiro e Rosenverg Reis, que dispõe sobre a aplicação de penalidades administrativas para combater o roubo, o furto e a receptação de combustíveis ou dutos no Estado do Rio de Janeiro. O texto seguiu para sanção do governador em exercício, Cláudio Castro.

De acordo com o deputado estadual Waldeck Carneiro, um dos co-autores da proposta, o projeto é oriundo da Frente Parlamentar que trabalhou sobre o tema do roubo de carga e da receptação de produtos no Rio de Janeiro por comerciantes que se beneficiam deste artifício para realizar uma concorrência desleal no mercado. “Este projeto busca coibir este crime, que é muito comum no estado. Assim como outro projeto advindo desta mesma Frente Parlamentar – o que buscava evitar este mesmo procedimento delituoso em relação ao roubo de cabos, fios e placas – que se aplique à questão dos combustíveis, que é um produto valioso, tem alto valor no mercado e, por isso, é preciso proteger as pessoas que trabalham de forma correta com este material, em observância à lei, coibindo todo tipo de delito e deslealdade nesta área”, afirmou o parlamentar.

Na proposta, a pessoa física ou jurídica que adquirir, distribuir, armazenar, estocar, portar, transportar, revender ou expor à venda combustível proveniente de ilícito, inclusive seus dutos de movimentação de combustíveis, de que resulte no derramamento ou não de petróleo ou produto derivado, álcool etílico, hidratado carburante e demais combustíveis líquidos carburantes, bem como do escapamento de gás natural, produto de crime, estará sujeita às penalidades

As penalidades aplicadas serão multa, apreensão e perda do produto, interdição total ou parcial do estabelecimento e cancelamento a inscrição no cadastro de contribuintes do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS, da pessoa jurídica ou de seu conglomerado econômico, com aplicação de multa ou não aos seus sócios, além da suspensão da prerrogativa dos sócios do conglomerado econômico envolvido por constituírem empresa para os fins vedados pela Lei, por um período mínimo de cinco anos, no Estado do Rio de Janeiro.

Poderão ser penalizados pela lei as pessoas física e jurídica, os sócios, os administradores e o conglomerado econômico. A multa será fixada em montante não inferior a dez mil e não superior a dez milhões de vezes o valor da Unidade Fiscal de Referência (UFIR-RJ).

Categorias
Destaque Rio

Sambódromo recebe moradores de rua a partir desta segunda-feira

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, informou que o Sambódromo vai começar, a partir desta segunda-feira (30/03), a abrigar a população em situação de rua, uma das medidas tomadas pela Prefeitura para evitar a disseminação do novo coronavírus. A prioridade será levar para o espaço idosos, grávidas e mulheres acompanhadas de crianças.

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) já transformou em quartos, oito salas de aula das três escolas municipais que funcionam sob as arquibancadas do Sambódromo. O espaço, com capacidade para 400 pessoas, foi dividido em três áreas: uma para receber 128 homens adultos; outra para 144 vagas disponíveis a mães com crianças, gestantes e mulheres; e a terceira com capacidade para até 120 idosos.

Categorias
Rio

Rio, Capital Mundial da Arquitetura, receberá eventos sobre urbanismo

Por: Franciane Miranda

A capital francesa foi palco, na última terça-feira (18), de um encontro realizado entre a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), e delegação do Comitê Organizador Rio Capital Mundial da Arquitetura 2020.  Na reunião foi apresentado oficialmente o calendário dos eventos.  Neste ano, a cidade será o centro da discussão mundial sobre urbanismo e sustentabilidade. Serão realizados vários eventos que apresentarão para todo o mundo a grandiosidade da arquitetura do nosso Estado.

O Rio também receberá, entre os dias 19 e 23 de julho, o 27º Congresso Mundial de Arquitetos. O tema escolhido foi: “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”. Os eventos e o título também trazem diversas responsabilidades. Além de divulgá-los, outro objetivo é debater sobre vários temas relacionados aos meios urbanos e ao futuro das cidades no planeta.

O título de Capital Mundial da Arquitetura foi concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela União Internacional de Arquitetos (UIA). Uma conquista da Prefeitura do Rio, em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB).

A proposta é fazer uma reflexão sobre a importância da arquitetura e do urbanismo na vida das pessoas, além do seu impacto no dia a dia. Neste momento, todos os olhares estão voltados para décimo primeiro objetivo da agenda 2030 da ONU. Os conhecidos (ODS), Objetivo Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas (ONU). A meta 11 é “Fazer com que as cidades e os assentamentos humanos sejam inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”. Segundo pesquisa realizada pela entidade, atualmente 55% da população mundial residem em áreas urbanas e a expectativa é de que até 2050, o número aumente para 70%.

A programação oficial foi divulgada no final do no ano passado na tradicional festa de Réveillon na Praia de Copacabana. Alguns roteiros culturais foram disponibilizados para população fluminense e turistas. Entre eles, a comemoração dos 100 anos do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB); a organização de encontros para produção de esboços urbanos produzidos pelo grupo Urban Sketchers; além de uma exposição no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), em homenagem aos 100 anos do arquiteto e urbanista Sergio Bernardes (1919-2002).

Foi publicado no Diário Oficial do Município pela Prefeitura do Rio de Janeiro, um convite direcionado aos produtores culturais, instituições nacionais e internacionais para mostrarem projetos direcionados à arquitetura, paisagismo, gestão urbana, patrimônio cultural e debates sobre o futuro dos grandes centros urbanos. Todos dialogando sobre como queremos e como planejaremos as cidades futuras. Os escolhidos ganharão uma carta e apoio institucional, além do direito de usar logomarcas do Congresso Mundial de Arquitetos e do Rio Capital Mundial da Arquitetura.

Para os interessados que queiram participar deste importante projeto, as inscrições podem ser realizadas através do acesso neste link

 

Categorias
Rio

Escola de Samba campeãs voltam hoje à Marquês de Sapucaí

As escolas de samba do Grupo Especial do  Rio de Janeiro retornam à Marquês de Sapucaí na noite de hoje (29) para o Desfile das Campeãs. Em um ano em que o desempate definiu as quatro primeiras posições, a apresentação desta noite deve mostrar porque a apuração foi tão equilibrada. Apenas sete décimos separaram as seis primeiras colocadas do carnaval do Rio, que terminaram a apuração na seguinte ordem: Viradouro (269,6), Grande Rio (269,6), Mocidade (269,4), Beija-Flor (269,4), Salgueiro (269,0) e Mangueira (268,9).

O desfile começa às 21h30 com a Estação Primeira de Mangueira, que ficou em sexto lugar em 2020. Campeã no ano passado, a escola manteve o carnavalesco Leandro Vieira, e fez uma releitura da história de Jesus, aproximando-o de vítimas de problemas raciais e sociais da atualidade.

O segundo desfile deve começar entre 22h30 e 22h40 e trará de volta à avenida a Acadêmicos do Salgueiro, que contou a história do primeiro palhaço negro do Brasil, cujo nascimento faz 150 anos neste ano.

Entre 22h30 e 23h50, entra na Sapucaí a Beija-Flor de Nilópolis, que teve a mesma pontuação que a terceira colocada, mas perdeu no quesito Harmonia, que era o primeiro critério de desempate. A azul e branca da Baixada Fluminense desfilou com o enredo “Se essa rua fosse minha”, que falou de jornadas, peregrinações e caminhos.

A Mocidade Independente de Padre Miguel deve iniciar seu desfile entre 0h30 e 1h, celebrando a terceira posição no carnaval do Rio. O enredo da escola da zona oeste foi uma grande homenagem à cantora Elza Soares, atravessou a avenida no último carro da agremiação.

Vice-campeã de 2020, a Acadêmicos do Grande Rio está prevista para 01h30 a 02h10. A escola chegou bem perto de seu primeiro título com a homenagem a Joãozinho da Gomeia, conhecido como o Rei do Candomblé. Com os carnavalescos estreantes Leonardo Bora e Gabriel Haddad, a escola teve a mesma pontuação que a campeã, e só perdeu no segundo critério de desempate, que foi o quesito Evolução.

O enredo “Viradouro de Alma Lavada” marcou o segundo título da escola de Niterói, que contou a história do grupo musical Ganhadeiras de Itapuã, que nasce da tradição das lavadeiras. Assinado pelo casal de carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, o enredo exaltou as ganhadeiras como as primeiras feministas do Brasil. O desfile campeão está programado para começar entre 2h30 e 3h20.

Foto: A.Br